quinta-feira, 19 de abril de 2018

Simples assim!

A imagem pode conter: planta e comida

E ..."elinha"abriu pra meu sorriso ... heheheee ...
(Amo violetas... tenho muuuitooosss vasinhos delas... este está na copa.)
19/04/2018

Tata Junq

Dia de comemorar a vida.

E assim fiz e quis...pra um d niver..
Fiota foi buscar pães e frios...
Como "ando de castigo"...aprendi a fzr bolos...😂😂😂😂😂
Acredito,q aqui na partilha...esteve quem teria de estar...assim aprendo com a vida...há tempo certo, em tempo certo e com quem também.
E... um vivaa à vidaaaa!!!!
JUNQ
(18/04/2018 )

A imagem pode conter: mesa, sobremesa, comida e área internaDia

domingo, 15 de abril de 2018

"Pensando alto" ...Do Projeto, Palavras Ao Vento.

A imagem pode conter: 1 pessoa, óculos e close-up

O que é do ser humano,ser desumano?
Há fatos explicáveis,mas concebíveis?
Toda guerra é ambiciosa.
Qualquer retaliação,bélica, é incômoda.
Qualquer corpo tombado é cruel.
Não há inocentes ou culpados.
Há o ceifar de vidas.
Líderes tornam-se "deuses das mortes"!
E podem. E possuem poder de mando.
E quem manda é obedecido.
E há misérias feias no Mundo.
O PODER,é uma delas.
A GANÂNCIA,é mais uma delas.
A SOBERBA,mais uma.
Ganha-se em se perder.
Assim a guerra.
Assim o Mundo,desde que aflorou a humanidade,formando uma sociedade.
Um tacape,uma flecha,um pedra pontiaguda,espadas ... um canhão,um rifle,um míssel ...uma evolução "bélica"... não é?
(Entre tantas e tantas,armas.)
Muda-se o tempo,lugares,pessoas ... 
Complexo isto?
Creio,que as evidências registradas na História,fazem-nos claras as visões,tão simples,quanto às contas matemáticas,de somar,diminuir,multiplicar e dividir.
Somam-se misérias.
Multiplicam-se interesses.
Dividem-se lucros.
Conquistas!
Interesses!
Entre repúdios,aconteceram,acontecem ...
E a humanidade é desumana,sim!
E,diminui-se a cada dia,a esperança de um Mundo liberto e pacificador.
O que dizer das supostas teorias evolutivas?
O homem evoluiu e evolui para desconstruir.
Lástima!

Tata Junq

sábado, 14 de abril de 2018

Prosopoetando & Musicando Instante.




Serenar
Serenar
Serenar

Profundo amar
entranhas

Profundo
organizar
dos desalinhos

Profundo,
lá no fundo

Bem fundo
verter
água nascente

Saciar
a
sede

VIVER

Tata Junq

Pensamentando ...Flores & Música & Palavras,um suprassumo bacana.





Parei por uns momentos ... toquei-me no tempo,inverso.
Corri pra trás.
E associei ... flores e músicas.
E tudo "casa" bem.
Bem eu.
Música,flores e palavras.
E redemoinhos no tempo ... e tantas coisas,fatos,pessoas ... viver é mesmo mágico!
Lembrei-me desta canção,que registro agora.
E me esforço pra lembrar,quais flores,foram ao chão.
Bloqueio na memória.
Mas a cena,lembro-me bem.
O portão ficou entreaberto ... de costas ele estava,e não virou para um último olhar ou aceno.
Que bobagem ... como pensar agora na probabilidade de um olhar ...
Não sei avaliar o sentimento dele naquele momento ... posso tentar calcular.
De costas,jogou as flores ao chão.
Até a cor do casaco lembro.
E não posso esquecer de cada encontro,suas chegadas com flores na mão a me ofertar.
Romantismo.
No chão sua frustração.
Antes de dizer-me: - Um dia você descobrirá a verdade ...e o tanto que amo você!
Foi o último olhar trocado e palavras.
Não descobri onde estava a verdade. Não paguei para ver,como dizemos.
Ouvi boatos,alguns fatos,algumas notícias ... alguns questionamentos por parte da família dele.
Mas dele,nenhum sinal mais.
Creio que naquela época,orgulho ferido masculino,pesava muito.
Sofri,sofreu.
E a vida seguiu rumo ...
Eu já amava flores ... e sempre digo,desde menininha.
Eu as comia também e cantarolava,descompromissada.
Disfarçada.
(Também... diziam.)
( A família conta ...ou contava.)
E cresci transparente em minhas atitudes,sem rodeios.
Amo flores,sim.
Amo músicas,sim.
E muitas me lembram o namorado,que ficou perdido no tempo.
Sei que,das flores,ele as colhia ao longo do percurso,para chegar em minha casa.
Gostava de cantar e dançar.
Eu também.
Boa lembrança de um tempo de amor,música e flor.
Bem assim a vida,vivida de fato.
Tempo marcante e marcado.
Deixo hoje,um sorriso leve e grato a você, Antonio Carlos!
(E que chegue onde estiver ... encarnado ou desencarnado.)

Tata Junq

Do Projeto, Uma Alma Feminina: Amor descabido.

Resultado de imagem para olhar para dentro de si
( Pesquisa por imagem./ Google.)
**********************************************

Resgatei seu olhar,qual peixe no anzol.
Ele não era sereno,nem ameno.
Era brasa pura de ignorância e crueldade.
Assustei-me mais uma vez.
Mais e mais e mais ...
Queria-o,doce.
Como as poucas vezes na sobriedade,aventurou-se.
Sem a companhia das palavras ásperas,nem da sua mão pesada em meu rosto,castigando-me,
seguidamente.
Diziam-me,denuncie!
Mas o medo,enfraquecia-me...acovardava-me.
Medo e dor.
Dor e amor.
Um misto de tudo um pouco.
O que mais me surpreende,é saber que morto e sepultado está ... mas continua sendo um fantasma,que me assombra.
Não sei explicar.
Mas dolorido foi saber das circunstâncias e requintes de crueldade de sua morte.
Pra bem dizer a verdade,não me senti vingada,mas compadecida.
Amor?
Choque?
Chorei,como muitas vezes havia chorado.
Aliás,como sempre havia chorado,diuturnamente.
Esse seu olhar ainda me mata.
Sua lembrança me persegue.
Penso que não terá fim,mas houve um começo.
Foi meu único homem.
Que amor abestalhado é esse,que invade minh'alma e me priva de dar sequência à vida?
Que me faz tocar no travesseiro e sentir sua falta?
Que doentio!
Hoje estive na terapia de grupo,a de amor dependente...
Muitas mulheres ... mas dependentes de homens,vivos.
Mas não causo estranheza a elas e nem aos dirigentes.
Sou estranha de mim.
E procuro,no fundo de meu ser,curar-me.
Um dia,creio que poderei amenizar e entender-me... e às cobranças alheias,que não entendem
como ainda estou presa a você.
Sugeriram-me escrever ...já que sou de pouco falar.
No meu anzol do tempo,resgato você todos os dias.
Creio,que quando eu serenar meu coração,serenará seu olhar ...e não será brasa ou cinzas ...
Será mel,doce ...dum castanho que jamais vi.
E meu olhar pousará no seu sem dor ... mas carregado de amor,lapidado,sem pecado,sem débitos... num perdão,abençoado.
 (Uma Alma Feminina)
Doralice

Do Projeto,Uma Alma Feminina. / Por Tata Junq

sexta-feira, 13 de abril de 2018

Do Projeto,Palavras Ao Vento: Desculpando-me.

#musicatudodebom
#musicandoavida
Eeee... começo o dia com canção e Palavras Ao Vento,Projeto,antigo,meu.
***
E,por que não rendermo-nos às desculpas?
Desculpo-me por ser tão imperfeita,quando insisto em ser tão detalhista e retalhista de mim.
Em proveito da canção que escuto agora...🎧🎶🎶🎶🎶🎧
Bom dia,amigos e amigas!
Tata Junq


Do Projeto,Uma Alma Masculina : Ela não resistiu,fato.


Resultado de imagem para morro desmoronado
( Imagem retirada do Google. / Estadão.)
**********************************************
E a terra tremeu ... rachou.
E no buraco,um braço,sem ação.
Do alto,pareceu-me ser de um adulto.
Na verdade,de uma criança.
Compadeci-me mais ainda.
Por que será,que nos abatemos mais pela perda de uma criança?
Porque traçamos uma linha de futuro a elas,naturalmente?
E há redução dela?
E se tratasse de um idoso?
Descontaríamos,por tanto ter vivido?
Sei,que nos escombros,um buraco.
Sei,que no buraco,um braço,não adulto.
E não se identifica o sexo.
Não há detalhes para.
Amplio a foto que registrei,a última.
Há uma severa lesão no dedo indicador.
Há esforços da parte de todos,para tentar tirar aquele corpinho dali.
Sabe,rezo pra estar desmaiada,apenas.
Faço minha parte profissional,mas não dá pra deixar de sensibilizar-me..
Registro cada movimento ... cada pedra removida ... ou cada madeira ...ou cada ferro contorcido.
Um cuidado enorme pra não desbarrancar tudo de vez.
Aquele homem magro,sem camisa,chega a tocar naquele bracinho ...inerte.
Tenta a pulsação ... nada.
Tenta novamente.
Balança a cabeça num negativar vida.
Consigo escutar o choro contido,baixo ...e registro o abaixar da cabeça em desolação.
Mesmo assim ... continua a pisar leve.
E vou clicando as cenas ... limpo as lentes,no improviso.
Chove bastante,agora.
E não pode haver pressas.
Todo cuidado é pouco.
Sabe-se que há mais crianças ... quatro.
Estavam no quarto,provavelmente dormindo.
E há riscos para outras casas,esvaziadas às pressas.
Foram avisados dos riscos eminentes,que corriam.
Amo esta minha lente ... ela é "vida em registro" ... e mais uma vez há um click de morte.
Mais uma criança,entre tantas no mundo,ceifada.
Mas moro no Brasil e registro um morro,que desliza vidas.
(Pessoas,que de forma insensata,fincaram suas moradias,aqui.)
Culpa de quem?
E caramilholando vou clicando ...
Que dia,Meu Deus!
Noite de um dia,chuvoso,triste ... que minha lente denuncia.
Denuncia?
Rangel Peixoto
( Uma Alma Masculina. // Nome fictício.)

Do Projeto, Uma Alma Masculina,por: Tata Junq

terça-feira, 10 de abril de 2018

Do Projeto Relatos,Crônicas Esparsas: Lá num vivi,mas vi.

Resultado de imagem para varal de roupa no mato do sertão

(Roupas penduradas no varal e cisterna em casa do sertão | Clothes hanging on the clothesline  //FOTONATURAL // Google.)


E o tanque improvisado e rústico estava lá à disposição.
O calor estava bravo.
Ela limpou o suor do rosto com o dorso da mão,molhado.
E continuou o esfrega-esfrega.
Teria de dar conta de todas as roupas e aproveitar o sol,mesmo sem vento.
Era o ganha pão.
Mariinha chorava ... queria mamar no peito.
Pedro empurrava seu caminhãozinho,pela estrada inventada.
Nem sabia ,que a irmã existia,naquele momento-viagem-imaginário.
(Era afinal uma criança.)
Maria da Glória era esguia,magra que só.
Desgastada,pele maltratada.
E, João apaixonou-se,mesmo assim.
Pensa,que viveram felizes para sempre?
Qual estória de amor,no fechamento final?
Bem alto astral?
Qual nada!
João num dia qualquer,na cidade,conheceu Jandira.
(Menina donzela.)
E encantando-se,fez dela,mulher e fugiu com ela.
Mariinha morreu de inanição.
Pedro,vó agora cria.
( Na base de vara de marmelo.)
Maria da Glória, mora na glória-do-Senhor!
Morreu, escafedeu-se deste mundinho.
( Sertão de Pernambuco,bem lá nos confins,"onde Judas perdeu as botas".)
Eu só conto ...

Tata Junq

sábado, 7 de abril de 2018

Só Lamento!


*** Postei no Facebock ***

Tania Junqueira Soares está  se sentindo sarcástica.
17 min
Exatamente hj, vi um vendedor de bijus e registro da sonoridade de sua catraca...achei,incrível, ainda poder ver esta cena...e ver ex-presidente,render-se..."incrível "tb...como se isso fosse solução ao Brasil...eu continuo gostando de bijus..detestando coentro...e repugnando digerir a situação deste país,tão desmoralizado e corrompido...
#nauseandoavida
Tem muito a fazer...varrer a sujeira...
O BANDIDISMO ROLA SOLTO!!!
IH?????
Quem responsabiliza quem?
Quem fará o "Serviço"da varredura?
Brasil é "palco"de crimes e criminosos...e sejam de que natureza e autores...
Ihhhh????
Lamento vivenciar tudo isso ... é triste ter ciência da realidade.. ter vergonha...desacreditar em mudanças..
LAMENTO...LAMENTO...LAMENTOOOO!!!!
ORAÇÃO DE PAZ...vimos hj...S Francisco de Assis...deve ter fechado os "ouvidos"...quanta apelação...
Vivi pra ver tanta"organização, apelações e induções"...
"Democracia"?
Os fins justificam os meios?
Arasssss!!!!
Ninguém quer "guerra"...quer "brio" resgatado.
Queremos viver num pátria limpa,com dignidades resgatadas....caminhando,crescendo economicamente,tendo uma sociedade ajustada,com todos os bens e deveres, de direito.
E engasgada...enojadaaa...digo: - LEI PRA TDS!!!!
Chegaaaa!!!
E...chega de recursos pra ilegalidades... alegações de faltas de saúde...privilégios!
CHEGA DE FALSOS IDEALISMOS!!!
CHEGA DE PASSADISMOS!
HOJE...PASSA A RÉGUA...PRA UM FUTURO POSSÍVEL,PROMISSOR.
Pronto. Falei.
Tata Junq

quarta-feira, 4 de abril de 2018

Do Projeto,Relatos / Crônicas Esparsas : Graça.

Resultado de imagem para garrafa de bebida
( Imagem retirada do Google.)

*************


Dos farrapos,fez remendos.
Depositou a última garrafa no lixo.
Mas guardou o líquido,habilmente.
E chorou muitas vezes,corroendo-se em dores.
Mas sabia,que ainda teria doses.
E buscou-as mais uma vez...mais uma,mais uma...mais duas,mais mil.
Mil e uma ...mil e duas... mil...
Magra,pálida,o fígado já era ... amarelou de vez.
Triste figura.
Ninguém mais se condoía por suas fraquezas e dores.
No corredor,numa maca bem chinfrim e fétida,lá estava.
Sem forças,sem doses,sem fala,sem nada.
Um olhar perdido,no alto dos seus 50 anos.
Graça,seu nome,a que caiu em desgraças.
Família deixou de ter há muito tempo,compaixão.
Cansaram. Desesperaram,mas a deixaram.
Desistiram dela.
Seu filho a despreza.
Há vergonhas a dividir na vida e feridas profundas.
Graça hoje nem sequer move-se.
Tá mijada,vomitada,desconexa.
Há um soro acoplado em sua veia.
João a trouxe,mesmo manguaçado e também.
Percebeu que ela respirava mal e que não respondia a seus toques e resmungos.
Graça baixou no PS ... foi atendida porque é criatura de Deus e seu companheiro,um
temido matador.
Naquela cidadezinha,todo mundo sabe disso.
Um matador,impedido de matar a dor,no entanto.
Houve um último suspiro.
E o grande homem,chorou.
Gritou,esbravejou,ameaçou ...
Mas quem pode com a morte,senão a vida?!
Graça se foi.
De gole em gole,foi ...
E muitos deram-se por contentes ...uma desgraçada a menos.
Graça nem sempre foi desgraça.
Fora uma mulher graciosa,cheia de encantos e cobiçada ... até encontrar o João,grandalhão.
Perdeu o prumo,o rumo.
Descansou.
Descansaram.
Não dará mais trabalhos a ninguém ... nem ao João.
Sai de cena,agora coberta com um lençol ...e será conduzida pro IML que fica bem próximo.
A cidade é um cocô de pequena!
Pra quê retalhar a coitada,gente?!
Todo mundo sabe ...
Diagnosticar causa mortis,formalidades.
Bom ... posso dizer que, Graça teve graça,um dia.
Caiu em desgraça ...e só hoje descubro,que o seu nome também é Maria.
Graça Maria dos Anjos.
Quanta ironia!
E será enterrada,amanhã,ao meio dia.

*** Nome fictício ...Criar,faz parte ...

Tata Junq

Do Projeto,Relatos / Crônicas Esparsas: Tudo encaixa ...

Resultado de imagem para balanço vazio em movimento
(Imagem retirada do Google / Balanço Vazio/ Foto de Stock)

****************

O balanço ainda estava em movimento,mas vazio.
Imaginei a criança,que o abandonou,por um motivo mais prazeroso.
Surpresa!
Vi aquela mulher madura e sorridente,que generosamente abraçava seu filho.
Que encantamento!
E a vida ficou pincelada numa moldura,pra sequer esquecimento
Amor é isto.
Mais aquilo,mais aquilo outro ...
Há um arrepio,ao imaginar a pele ao vento,num voo liberto.
Tudo encaixa perfeitamente.
Tudo encaixa ...

Tata Junq

A Flor-de-amor


                                         ( Do Projeto,Um Olhar Tão Meu / Tata Junq)
                                             ( Da casa da mana Su ...)
Um dia,
a flor
se
fez
poesia.

Abriu-se
em cor,
sombria.

Meio ao arbusto,
da
nostalgia.


Tata Junq

Do Projeto, Relatos / Crônicas Esparsas: Ela.

Resultado de imagem para machadadas num tronco
( Imagem,via Google.)

********

E no confins dos confins,fez-se o drama,fez-se a trama.
Ela chorou arrebatadamente e uma raiva atroz,invadiu aquele coração,que era tão imensamente amor.
A dor.
ahhhh ... a dor!
E ela rugiu seu ódio,sem se sentir pequena.
Ela bramiu.
Ela violou.
Ela derrubou,qual tsunami,todas as fronteiras.
Ergueu a mão,num poder magistral e machadou o tronco,sem parar.
A madeira partiu aos pedaços,um a um,enquanto lágrimas vertiam.
- Morra! Morra! Morra!
( Como se ali,fora o homem.Um homem,que havia escolhido pra todo sempre,em juras no altar.
Um homem,que também foi capaz de romper laços,por outra mulher.)
Aquele sítio ficou pequeno,tomado em dor.
Exausta,retornou à varanda.
Sentou-se,olhou para aquele céu,imensamente azul.
Enxugou s lágrimas,olhou todo o verde e flores,que rodeavam-na e gritou:
- Vou ser feliz,infeliz!
- Você está morto!
Sua voz ecoou como rajada de vento.
Adentrou à casa,fez um café,sorveu-o aos goles,com prazer.
Fez carinho no gato,que ronronava entre suas pernas ...
Olhou o céu pela janela e, sentiu-se gente,novamente.
Retrucou consigo mesma,estou viva,estou viva!

Tata Junq


segunda-feira, 26 de março de 2018

Ocorreu-me a lembrança desta noite ... ( Do Projeto: Relatos.)



Houve um tempo de luz à escuridão.
E tudo novamente virou breu.
Assim a vida do de rua,no abandono de si mesmo.
Tem companhia,três cachorros magros,e divide vezes com eles,uma naca de pão.
Entre muitos na praça,ou abaixo dos viadutos ...escolhi este negro,magro como palito,sujo e desdentado.
Visão cruel!
Falei com ele algumas vezes.
Falei...perguntei ...e ele apenas me olhou com desprezo.
...

Desisti das idas noturnas,em entregas das marmitas de comidas.
E,ele desistiu da vida.
Melhor ... desistiram dele.
Foi esfaqueado.
Naquela noite,chegamos para fazer entregas ... e havia silêncios ou poucas conversas.
Havia medos e resistências.
Depois de um tempo,resolveram dizer do ocorrido ... três deles haviam sido executados.
E se mal pergunto ... por quê?
Queima de arquivos?
Intolerâncias?
Mando?
Pura maldade?
Quem se impôs?
Por quê?
Os que chegaram por perto,ressabiados,vieram pela fome.
Aproximaram-se,porque a fome era maior que o medo.
As palavras eram medidas.
Os olhares...perdiam-se ao chão.
Ninguém encarava ninguém.
Somente um falou do ocorrido ...e com pressa pegou a quentinha ...e depois,nem sequer olhou pra trás.
Viaduto sombrio.
Vidas sombrias.
( Lembrança de um tempo disponível. / Lembrança,igualmente sombria.)
Houve um momento de prece.
Em círculo,voluntários e uns de rua.
Tive pena de mim,deles e de tudo.
Sabiam por que motivo oravam?
Oravam?
Tinham fome ...
Na certeza tinham fome.
E por momentos,injuriei-me.
Tão pouco fizemos,diante da magnitude do problema...
Tão pouco.
Naquela noite,pesou-me a consciência.
Hoje,tento não fazer pesarem.as intolerâncias.
Mesmo assim,ainda pesam.
À despeito de tudo,nesta vida ... não há orgulhos em caridades ...ou,não deveriam existir.
"FAZER SEM OLHAR A QUEM"
FAZER SEM COLOCAR O EGO EM PAUTA.
ANONIMATO!
É preciso termos um olhar profundo a nós mesmos. Sermos menos intolerantes,menos cobradores ou discriminadores...
QUANDO E QUANTO UM OLHAR BENEVOLENTE AJUDA?
Quando vai além da visão,e atira-se em coragens e ações.
Não mais fui às ruas,ajudar os de rua.
Por "n" motivos!
Mas aprendi sérias lições.
Esta é uma semana,considerada,Santa.
Domingo,será Páscoa.
Ihhhh?!
Nada.
Melhor ficar calada.
Melhor ficar calada ...
Melhor ficar calada!?

Tata Junq



Monologando.



                                   ( Caras & Bocas da Tata.)

Monologando.

Diz-me
se
lembrar
é
pecado ...
Diz-me
se
chorar
é
pecado ...
Diz-me
se
esquecer
é
pecado ...

Diz-me ...
sem censuras.

Diz-me 
palavras consoladoras.

Diz-me ...

Assovie ...

Cante ...

Ou ...
Emudeça.

(Adormeça.)

Tata Junq

Prosopoetando :Ser,sendo, um liberto sabiá!

Leve pensamento.
Pensamento
de
tão leve,
voou ao ventooooo... 
Leve-o
a
outros cantos.
Cante-o,leve.
Leve.
Leve.
Leve ...
Em liberdade.

Tata Junq

*Em tempo ...já não disse das músicas infantis?
Tão "adultas"!!!!
Pensamentando qual "Sabiá"!!!
Sabia?
(rsrsrs ... ao trocadilho,infame.)

PENSAMENTANDO:"Varre,varre,vassourinha..."

"Varre-varre-varre vassourinha..."
Lembro-me bem da chamadinha musical,política.
Meus pais eram bem politizados ...e eu escutava "seus palpites" e consciências sociais ...
Tenho ainda uma vassourinha dourada, que mana Su,deu-me,que minha mãe guardara.Resultado de imagem para vassourinha de janio quadros
( Imagem retirada do Google.)



                   

(Jânio Quadros / Slogan


Resultado de imagem para vassourinha de janio quadros

( Imagem retirada do Google.)

Fico imaginando o tamanho da vassoura,hipotética,que o Brasil precisa,para faxina deste nosso país.
Estou tão indignada,que nem vassoura mágica,ajudaria,creio.
E chega a dar enjoos... ascos!
Ocorreu-me esta lembrança ...
Tata Junq
*****************************************

Para elucidar Fatos Históricos
Segue PESQUISA

Campanha eleitoral e eleição
GOVERNO JÂNIO QUADROS
(1961)

Jânio da Silva Quadros foi eleito presidente do Brasil, através do voto direito, nas eleições presidenciais de 1960. Jânio, que já havia sido vereador, prefeito e governador do estado de São Paulo, fez uma campanha eleitoral baseada na identificação com as massas. Passou a ideia de um cidadão simples (homem do povo) que tinha como objetivo moralizar o país. Como símbolo da campanha usou uma vassoura, pois dizia que ia varrer tudo que havia de errado no Brasil (principalmente a corrupção).

Jânio afirmava também, durante a campanha, que não tinha vínculo com os políticos tradicionais e com as forças poderosas do país. Faria, se fosse eleito, um governo voltado para os interesses populares. Apostou mais na imagem do que no conteúdo, já que não explicava a maneira pela qual iria resolver os principais problemas nacionais.

A campanha foi bem sucedida e Jânio venceu as eleições de 1960 com cerca de seis milhões de votos.

Governo Jânio Quadros

Jânio governou apenas sete meses, pois renunciou em 25 de agosto de 1961. Durante este breve período, tomou medidas polêmicas de pouca importância, sofreu duras críticas e não conseguiu estabelecer uma relação harmônica com o Congresso Nacional.

Economia

Sem um projeto eficiente para resolver os principais problemas econômicos do país, Jânio viu sua popularidade cair em função do aumento da crise econômica, caracterizada pelo crescimento da dívida externa e da inflação (heranças do governo JK).

As medidas econômicas tomadas por seu governo surtiram pouco efeito.

Política interna

Jânio buscou afastar-se das tradicionais forças políticas do país. Acredita que assim teria mais liberdade para governar, pois não teria compromissos com partidos políticos. Desta forma, as negociações com o Congresso Nacional ficaram difíceis e, muitas vezes, conflituosas.

Principais medidas polêmicas tomadas por Jânio:

- Proibição das brigas de galo.

- Proibição do uso de biquínis nas praias.

- Proibição do lança-perfume.

Política externa

Na área externa, Jânio procurou romper com a dependência dos Estados Unidos. Aproximou-se dos movimentos nacionalistas e de esquerda.

- Buscou reaproximar diplomaticamente o Brasil da União Soviética (país socialista).

- Enviou o vice-presidente, João Goulart, em missão oficial para a China (país que seguia o socialismo).

- Criticou a política dos Estados Unidos com relação a Cuba.

- Condecorou, com a ordem do Cruzeiro do Sul, Che Guevara (uma das principais figuras revolucionárias comunistas do período).

Esta política externa desagradou muito os setores conservadores da sociedade brasileira, os políticos de direita e também as Forças Armadas do Brasil.

Renúncia

Com baixa popularidade, enfrentando uma crise econômica, sem apoio de grande parte do legislativo e com o descontentamento dos militares, o governo Jânio Quadros entrou em colapso sete meses após seu início. Em 25 de agosto de 1961, Jânio enviou uma carta ao Congresso Nacional comunicando sua renúncia. Deu poucas explicações dos motivos, falando apenas que havia “forças terríveis” contra ele.

( SUA PESQUISA.COM )

domingo, 18 de março de 2018

Lá! Laaaaaaaa ...pro fundo!!! La-bi-rin-ti-te

                                                    ( Caras & Bocas da Tata.)

Labirinto.
Labirintite.
Zureta,sem pé nem cabeça.
E gira o giro.
O giro me gira.
Desconforto,
impotência.
QUERO SER DONA,NOVAMENTE, DE MEU NARIZ!!!!

Pronto,falei!!!!

Tata Junq

Voa comigo?

                                                    ( Caras & Bocas da Tata.)

Que bosta!
Para impedir invasão dos mosquitos inconvenientes,coloquei uma tela improvisada na janela,até comprar uma de acordo com metragem.
Mas nada vejo lá fora.
É noite ... e nem sei se tem estrelas no céu.
Não gosto de imposições,mesmo nas necessidades.
Não gosto de sentir-me presa.
Não gosto de grades,mas as tenho em muitos lugares da casa.
Como diz a mana,Su ... Tata nasceu pra ser livre!
Hanhan ...
Na concordância ... 
E,vezes sou tão presa.
Não vou de mimimiiii ...
Hoje,não.
Vou de xingo ...
Que bosta!
E vou de música ... porque posso "voar" com ela.
Deixando meu desejo de boa noite e de uma nova semana harmoniosa a tds!
Quer voar agora comigo?



Tata Junq

#musicandoavida ...UPAAAAA!!!!

( CARAS & BOCAS da Tata.)

Upa! Upa!

 Já caí de burro,de porteira, já tive desligamento de costelas,por cavalo "disparado"... já tomei carona,em garupa ... já andei de charretes ...
Que me ocorre agora?
Vida vivida!
***
Já de trem ... fui aqui,ali,acolá ... desde menina ... até de Maria Fumaça circulei ... viagens turismo ... até no "Trem do Forró!
Que me ocorre agora?
Vida vivida!
***
E a passarada?
Todos os pássaros!
 Dos que vi e ouvi ... dos criados em casa ...ahhhh...lembranças fortes de Luiz Soares,meu sogro-pai.
De meu primo e tios,que residiam em Lins, Ayrton e seu pássaro preto-guardião da casa.
Que me ocorre agora?
Vida vivida!
***
Ahhhhh ...os sapos!
Amo sapos!
E me acham estranha por isso...
KKKKKKKKKK ...
Já tive um em casa ... depois o levei pra lugar adequado.
E lembro-me,fortemente de minha mãe a cantar " Sapo cururu na beira do rio ..."
E recordo-me de tantas canções de ninar,que cantei a filhos ...
Que me ocorre agora?
Vida vivida!
***
" Pocotó...pocotó ...é por alí o meu caminho ..."
Adoro músicas infantis!
Não se matam tradições,enquanto existirem e forem divulgadas.

E hoje,exatamente hoje ...esta, faz-me pensar e repensar a vida...
Que me ocorre agora?
Vida vivida!
Vida conquistada ... tempo no tempo disponível,e que me compete,ainda.
Num até quando!
E vou de pocotó-imaginário!
( Deste,não caio!)
E sorrio ... por tudo que conquistei e fiz .

Tata Junq

VEZES ...




Vezes,quero colo,
bem menina.
Vezes,quero pernas,
de avestruz,
ligeira.
Vezes,quero flor,
beleza pura.
Vezes,quero vozes
ao meu ouvido.
Vezes,quero silêncio,
mudo.
Vezes,quero pio de coruja.
Vezes,quero lembranças,
mesmo doídas.
Ainda teimo por vida.

Tata Junq

sexta-feira, 2 de março de 2018

Do Projeto,Palavras Ao Vento : Pronto,falei.

                                                    ( UM OLHAR TÃO MEU / Tata Junq)
                                                    ( É bem cuidada,entre muitas.)
                                                    ( Mero exemplo,figurativo.)


Perfeitamente correta a Natureza.
Mas quem semeia,tem de cuidar.
Regas diárias?
Nem sempre.
Adubar a terra?
Nem sempre.
A semeadura,é escolha.
Mas creio,que haja um passarinho benévolo,que carregue sementes pra terrenos baldios e aparentemente,inférteis.
Em tempo,semear exige atitudes,seleções e exemplos!
Bom dia,a quem me lê...e a quem também,não.

Tata Junq

Considerações ..."SE A PALAVRA É PRATA,O SILÊNCIO É DE OURO."



"SE A PALAVRA É PRATA,O SILÊNCIO É DE OURO."

Consegue calar-se mediante desafios?
Mediante insistências de teimosias,por parte dos outros?
Não tenho o PODER DO SILÊNCIO!
Não tenho mais paciência,ao perder tanto.
Como manter a saúde mental?
Vezes...por certo,queria ser radical,e cortar laços,com quem ainda me incomoda e fere.
Uns,passei tesoura.
Situações inimagináveis?
Na verdade,deveríamos estar prontos para as surpreendentes atitudes do(a) outro(a).
E,que as pessoas no percurso,seja lá por qual motivo,mudam.
Mudam?
Ou mostram-se,de fato?
Hoje faz sol ... e eu já trovejei,novamente.
Vomitar palavras atravessadas no gogó,também fazem mal.
Só liberam adrenalinas,pressão altera,e cada um escuta o que convém.
E na "defesa",num confronto,sempre há quem tem razão.
( Dentro das verdades de cada um.)
Mais uma vez me vi coberta de razões.
E,odeio,que duvidem de minha palavra,num ato realizado.
Afinal,ainda sou uma pessoa lúcida.
Será que terei de apelar pras modernidades,gravando conversas ou fazendo registros de imagens?
É moderno,atual.
Foi o tempo,que palavra era "bigode",como diziam os nossos avós.
O dito pensamento,sei lá de quem ... não me coube mais uma vez.
A PALAVRA FOI BALA!!!!
( Perfurante.)
O que é sensato?????
Sou uma mísera mortal,nada perfeita.
E se calar,seria ou é, um bom exemplo,deixei de ser um.
"TO PUTA DA VIDA"!!!!!!
Tata Junq