terça-feira, 21 de março de 2017

Pensamentando ...

( Imagem por pesquisa. / Google.)


Liberdade faz sentido.
Nascer,faz sentido.
Viver, faz sentido.
Morrer,faz sentido.
Só não faz sentido,impor-se verdades,como fossem únicas.

Bendigo,todas  as dúvidas.
Dá-nos, direitos, da evolução.

Tata Junq

Registro.

Há pedaços
que não
se 
juntam.

Melhor assim.

No desencanto,
fragmentos.

Tata Junq

( Mero exemplo,da alma de uma gente.)

Assim ... borboletas.

                            ( Recebi imagem,desconheço autoria ...infelizmente.)

O improvável acontece?
Pensamentos borboleteiam em papéis,de papéis.
Assim a criação.
Perdem-se nas "cacholas" dos outros ... e depois retornam,fecham-se em livros,nos rabiscos,nos contextos ... nos papiros...em paredes ... nas cinzas das inquisições ...
Mas voaram ...
E ainda voam.
Voarão em telas digitais,qual marcas de dedos ... cada qual na sua " unicidez".
Identidades volitantes.
Borboletas.
Amontoados de letras.

Tata Junq

Musicando a vida ...

O Show continua!
#musicatudodebom
Louros à LIBERDADE!
Não sei,se às escolhas de cada pessoa.
Sei das minhas,conscientes.
E,continuo em lutas..
E,mesmo em amarguras,sorrio pra VIDA.
E há no fundo do poço,pirilampos...e como é linda a vida!

Tata Junq


sábado, 11 de março de 2017

Se ...



Se a vida for mar,mergulho!
Se a vida for brisa,sinto-a!
Se a vida for vento,viajo!
Se a vida for doce,degusto!
Se a vida for trovão,relampejo!
Se a vida for lixo,reciclo!
Se a vida for amor,reparto!
Se a vida for deserto,Oásis!
Se a vida for ceifada,reviverei
in memoriam ...
Assim,tão assim,tudo um pouco.
Não sendo,o absoluto!

Tata Junq

Quanto ao Dia Internacional Das Mulheres ...

                    (Imagem por pesquisa. / Google.)

QUERIDAS AMIGAS E AMIGOS ...

MOMENTO REFLEXIVO & PENSAMENTANDO.

Todo ser social admite "maneiras" para um viver,coerente.
Todos nós queremos são coerências de atitudes e não admitimos a FALTA DE RESPEITOS,de qualquer ordem ou natureza.
As MULHERES do Mundo,as "BRAZUCAS",querem viver dignamente,respeitosamente.
Não tem esse papo de SER MELHOR...
Tem esse papo DO SER POSSÍVEL SER.
Cada uma à sua maneira,possui virtudes,mazelas,conflitos,decisões,indecisões,amores,prazeres,
desprazeres,alegrias ou dores -como QUALQUER SER HUMANO -com direitos e deveres,sociais.
Boas novas,teremos,quando estatisticamente nos provarem,que há mulheres vivendo em condições dignas e sendo respeitadas,mesmo diante de limitações.
O RESPEITO é BASE FUNDAMENTAL, com ele,vem todo o BAGAGEIRO de SENTIMENTOS possíveis e disponíveis.
Ser mulher, pra mim, é uma honra.
SER MÃE, é uma DÁDIVA!
Bom dia,MULHERES!
Por mais um dia,estamos neste "Planetinha" ...mostrando que SOMOS CANDIDATAS ÀS ALEGRIAS,À FELICIDADE, SEMPRE!

Tata Junq

sábado, 4 de março de 2017

Que possam existir "vozes"!!!! NÃO, AO ANALFABETISMO CULTURAL!!!!SIM,À ESCOLARIDADE & EDUCAÇÃO!!!!!

                                                             ( Imagem por pesquisa. / Google.)

As letrinhas escapam,ordenadas,montando idéias.
Poder ler é um mágico poder.
Pensamentos voam ao vento,pincelando emoções.
Pior que ser analfabeto,é ser desprovido de imaginação.
A leitura cria imagens e seres,que dançam como bailarinos,num contexto,na "música"de seu criador.

Surdez dos ignorantes ... cegueira dos ignorantes ... mudez das ignorâncias,que são tantas.
Penso em tantas criaturas,sem oportunidades e conheço algumas.
Quão difícil é estar marginalizado.
Quão difícil ser desajustado intelectualmente ...
Penso nas escolas do Brasil, nos ajustes e desajustes ...na falta dos incentivos às leituras,nas reflexões possíveis e passíveis ... na falta delas,nas inadequações delas ... de prioridades, que deveriam existir, na Educação...
E os analfabetos resistem,insistem, ou são relegados a um canto qualquer ...
Tanto quanto a fome, de ordem alimentícia ...há quem deixa de ter fome do conhecer e existir,pelos descasos sociais,pela ineficácia de um Governo,incapaz.
E,no Brasil,carregado de corrupções e imoralidades éticas,EDUCAÇÃO É DESCASO!
Que pena!
Aquele que é capaz de "ler",entende o Mundo.
( Sabe interpretar,independe de palavras escutadas-emotivas-apelativas.)
Aquele que não,é cego e possivelmente induzido,incapacitado para lutar por seus direitos e como não,vezes sem conhecimentos de seus deveres.
Um Brasil,tão vasto.
Um Brasil que deixou de teimar em crescer,porque as prioridades são outras.
Engodos,ladroagens!!!!
Cultura?
Escolas?
Escolaridades & Educação?
Saúde?
...
Que pena!
Que lástima!
Quanto mais ignorância,maior facilidade a governar,conduzir,monopolizar!
Que lástima!
E as letrinhas?
Ficam agora nas entrelinhas de meu texto.
Que não sucumbam!
Que sejam protesto!
Mesmo que não tenhamos "glórias" & "glorificados"!
Que possam existir "vozes",de qualquer natureza em prol do direito à EDUCAÇÃO!!!

Tata Junq

#musicatudodebom Para relembrar a banda ...Letra e tradução ...



Catch The Rainbow

When evening falls
She'll run to me
Like whispered dreams
Your eyes can't see

Soft and warm
She'll touch my face
A bed of straw
Against the lace

* we believed we'd catch the rainbow
Ride the wind to the sun
Sail away on ships of wonder
But life's not a wheel
With chains made of steel
So bless me come the dawn
Come the dawn
Pegue o Arco-íris

Quando a tarde cair
ela correrá para mim
Como sonhos sussurrados
seus olhos não conseguem ver

Leve e quente
ela tocará minha face
Uma cama de palha
contra o laço

Nós acreditávamos que capturaríamos o arco-íris
Condiziríamos o vento até o sol
Navegaríamos para longe em barcos de maravilhas
Mas a vida não é um círculo
Com correntes feitas de aço
Então me abençoe!
Vem a Alvorada, vem a Alvorada

quinta-feira, 2 de março de 2017

Poema às avessas!

O gelo queima.
O cão ladra.
O coração é de pirata,
sorrateiro,
qual fogo,
na invernada.

Invasor,
polêmico,
devastador,
assim
o
amor.

Tata Junq

Síntese versada, nos "pis".

Pia de louças.
Pia o piu-piu,cativo.
Pinga a chuva.
Pinga,no corpo.
Alma bêbeda,embriagada.
Sem vontade de nada.

Tata Junq

"Choromingando" ... rsrs ... à toa,à toa!


Do limão,limonada.
Da goiaba,goiabada.
Da sua inércia,meu amor,
virou nada!

Tata Junq

Do Projeto,Alma Feminina : Garoto-do-Mar.

                                             ( Imagem por pesquisa. / Google.)

Pisei nas areias grossas,fofas,frias e recheadas de conchas.
E o mar dançava espumante, um verde estonteante.
Entre cuidados para não ferir os pés,busquei o garoto-dos-sonhos.
O coração palpitava,os cabelos voavam ao vento.
Era uma tarde de um junho,meio frio,meio sonolento,mas belo.
O mar não acinzentou,mesmo sem incidência do Sol.Era verde,limpo.
Limpo e delicado,.como minh'alma sonhadora.
Andei muito ... pés doídos ...
Vi o barco atracado,no abandono.
Ele não estava.
Não bebi seu sorriso manso,leve.
No quiosque,somente duas pessoas.
Sentei-me ... baforei um cigarro de cabo a rabo ,perdi-me num tempo de espera.
Eu retornaria à minha cidade.
O pescador encantou-me.
(Como um deus-do-mar.)
De seu sorriso,encanto.
De seu olhar sereno,encanto.
De seu corpo suado-bronze,encanto.
Vi-me em redes,cativa.
Palavras não foram pronunciadas,durante qualquer dia,de minha estadia.
Dos olhares discretos dele,os meus fortuitos.
Guardo seu último sorriso,em conchas.
Seu nome?
Jamais soube.
Em minhas lembranças,chamo-o de Garoto-do-mar.
E lá se vão,tantos anos ...
Guardo seu sorriso em conchas,qual pérola rara,na caixinha das recordações
Vezes a abro,para não deixar morrer,essa doce-sonhadora-menina,que ainda,discretamente,vive em mim.

Donizete
( Uma Alma Feminina.)

Do Projeto,Alma Feminina / Por Tata Junq

Pensamentando,"raso & fundo" ... nesta manhã atípica,sem energia.

Do dia 24/02/2017


Se me há sustento,que seja d'alma.
O corpo sucumbe aos poucos.
É natureza imposta,fogo:cinzas!
( Se me houver querer proposto.)
Ah!
Haverá silêncio.
Onde ficarão os pensamentos?
Em papéis deixados.
E, possivelmente,na mente e num corpo reencarnado.
Onde os esquecimentos?
Onde os conhecimentos?
Ordenados,desordenados,mutantes?
Renovar.
O velho,será novo.
O novo,tornar-se-á velho.
O fim vira começo.O começo,o fim.
Tempo cíclico?
Onde o universo pessoal,no transcendental?
Onde o transcendental no pessoal?
Misterioso abismo,profundo,onde a verdade se esconde.
Há um paralelo,um vai-vem,numa tangente,num tempo,que não sei se programado,surgindo a vida.
De onde vim? Para onde vou?
Desloquei-me de um Todo?
Juntar-me-ei a Ele,novamente?
Sou mente,somente?
Só sei,que sou,que estou num corpo,que padece.
No limiar de um acordo?
Será que há escolhas?
Será que há destino e causas?
Nada há de repostas.Há somente conjecturas,numa manhã de verão,esquisita.
Olho para a janela,parcialmente aberta.Há um cinza atípico,tratando-se de verão.
Choveu muito e não há energia local.
Na madrugada,observei as chamas das velas.Usei também uma lanterna,providencial.
Normalmente,uso a do celular.Mas esse também sucumbiu,sem adequação da bateria.
E penso,retrocessos:energia,falta dela,criações e fogo.
Fogo que a Natureza ensinou e o homem na sua inteligência-limite,o fez.
Vela e fósforo.Fósforo,pólvora,fogo,estragos.
Hoje,uma iluminação na madrugada,que pareceu demorada.
Hoje,claridade opaca de um novo dia.
Eu,na fresta da janela,ouvindo os resmungos da vizinha com o segurança da rua.
- E essa energia que não volta?
Creio,que em muitos lugares, a Sampa parou.Mas a vida segue seu fluxo.
Fiz café,acendi a chama do fogão com fósforo ... nada de microondas,ou forninho elétrico ...
( rsrsrs...)
Pensei em gravetos e fogo e lembrei dos fogões à lenha.Comparei o rústico ao moderno.Vejo tudo aqui parado,morto,sem energia.
Até quando o freezer aguentará,salvando os estocados?
A geladeira,já perdeu a potência.
Não sei!
Culpa das chuvas?
Dos serviços públicos,que não solucionam o problema que se avulta?
Numa Sampa,tão gigante de espaços ...
Quem dá conta de quê?
Eu dou conta de minha realidade de agora.
Sinistra!
Sem previsões!
"Cortada a energia! Cortadas as pernas"!
Se me há luz,que seja d'alma!
Quantos pensamentos,resistem ainda...
Faltando energia local,deixando a desejar a vital ... permaneço.
Que dia! Que noite! Que madrugada!

Tata Junq

terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

#musicatudodebom "Vc quer dançar?"

                                                        ( Imagem por pesquisa. / Google.)




Boa noite a tds!
Inté!

Tata Junq

À LUZ DA LIBERDADE!

                                                                (Imagem por pesquisa. / Google.)
À LUZ DA LIBERDADE.

Qual sentido no sentido?
Saudades,quando deveria haver presença.
Presença.
Presença indisponível.
Recolhi-me,na necessidade do recompor-me.
O que faz sentido?
Tudo aquilo,que tem sentido.
O sentido ainda,é viver.

Tata Junq

domingo, 19 de fevereiro de 2017

Plaft,plaft,plaft em todas as formigas ...sem dó,nem piedade!!! Acabou meu lado Zen-budista.

                                                          (Imagem por pesquisa. / Google.)


Letra da canção

"Derrubei pau a machado
E o mato fino rocei

Depois que o mato secou
Eu botei fogo e queimei
Daí então caiu a chuva
E a terra ficou mais formosa
Plantei sementes de flores
E nasceu um pezinho de rosa.

A roseira foi crescendo
E um botão despontou
A malvada da formiga
O seu talinho cortou
E conforme o sol foi esquentando
A minha rosinha murchou
Formiga malvada foi carregando
Folha por folha e a rosa findou
Formiga malvada foi carregando
Folha por folha e a rosa findou."

***************************
Muito cantei a meus filhos e netas...
Bons tempos.
Quando jovem,admirava o trabalho das formigas,muito organizadas.
Há uns anos atrás,no meu período de convalescência,depois de uma angioplastia...olhava as formigas,
nos seus vai e vem ...numa das paredes de meu quarto. Continuava a admirá-las.
Em um acampamento,vi as saúvas...levando mantimentos,grãos,embora.
Era um trabalho e tanto ...
Ainda as admirava.
Hoje em dia,repulsam-me.
Incomodam-me.
Verão, e elas" trabalham a todo vapor"!
E picam também...
Tenho tido um trabalhão para tentar acabar com seus ninhos.
E carregam tudo...e deixam impregnados os lugares com bactérias...
(...grgrgrgrgr...)
Posso dizer: - odeiooooooo formigas!!!
E moscas e mosquitos e baratas!!!!
Affffffffffffffffffffffffffffffffffffffffff....!!!!!

Tata Junq

Musicando & Ilustrando & Pensamentando

                                            ( Imagem por pesquisa. / Google.)


Musicando & Ilustrando & Pensamentando


Letra da canção:As Rosas Não Falam

Cartola
  
"Bate outra vez
Com esperanças o meu coração
Pois já vai terminando o verão
Enfim
Volto ao jardim
Com a certeza que devo chorar
Pois bem sei que não queres voltar
Para mim
Queixo-me às rosas
Mas que bobagem
As rosas não falam
Simplesmente as rosas exalam
O perfume que roubam de ti, ai

Devias vir

Para ver os meus olhos tristonhos
E, quem sabe, sonhavas meus sonhos
Por fim"

************************************************

Poeticamente,cantante, na suavidade da voz de Emílio Santiago...
Cartola,poetando ...
Quem pode não gostar?
Quem não sabe ou soube amar?

************************************************

"Pois já vai terminando o verão ..."

E,lembrei-me do verão que "nos assola"


(O verão é uma das quatro estações do ano e ocorre antes do outono e depois da primavera. No hemisfério sul geralmente o verão tem início no dia 21 de Dezembro e término no dia 20 de Março, enquanto no hemisfério norte tem início no dia 21 de Junho e término no dia 23 de Setembro.)


Já terminou o horário de verão,imposto por medidas de economia de energia elétrica e tal e tal....

E o calor em Sampa está difícil de aturar ...


Bem  ...Cartola é Cartola,um ícone da MPB,reconhecido.

Poderia ter mencionado,qualquer estação,sem perder a essência desta eterna,canção.

***************************************************************************

E,as rosas exalam e "falam"por alguém ...
Amo rosas.
Amo recebê-las.

Tata Junq



Simples assim.


Entre flores e rabiscos,
plantas e canções ...

Desenho-me.

Tata Junq

Prosopoetando : Sonhei-te.



Onde nascem os sonhos?
Vertentes das nascentes do inconsciente?

Meus sonhos se perdem.
Nada fixo ao acordar.
Somente fragmentos.
Não há sono profundo?
Moram os sonhos, na profundeza do sono?
E as lembranças?
Fragmentadas,sempre.
Alguns detalhes,não um todo.

...

Sei que sonho.
(Sem ser literal o assunto.)

...


Sonhei-te.
Num nascer belo.
Da nascente,
sem ser poluída,
como rio.

Jorrou,
contornou vias,
encontrou outros rios,
engrandeceu,
foi de encontro ao mar.

Salgou o que era doce.

Elevou-se,qual pororoca,
explosivo.

E,
perdeu-se,
misturado,
frágil,
incerto.

Serenou,
sem marolas.

Foi,foi,foi ...
Encontrar o infinito.

Tata Junq

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

Ahhhh...

                                                     ( Imagem por pesquisa.)

Quisera,pois,um abraço.
Aquele,que depositamos a alma,sabe?!
Assim,tão energia.
Assim,tão consolo.
Assim,tão amigo!
Assim,tão amor!

Tata Junq

Pensamentando & Ilustrando & Musicando: Reminiscências ...Cartas.

(Imagem por pesquisa.)


                                            ( Elvis.)

********************************************

Reminiscências & Reflexões

Desenhadas letras ...
Não havia saudade,era presença pura.
Intervalo de aula.

Na lembrança,resgato a caligrafia uniforme,linear.
Hoje,tenho-a,tombada.
Saudade de escrever uma carta,receber também ...
(Em mãos ou pelo correio,mas papel marcado,caneta
e pessoalidade das letras.)

Escrever é mágico!
Alma derrama nas letras e palavras,como se fosse troca de olhar.

Como na foto,memória de cartas,ou bilhetes ... que fizeram num tempo,diferença.
Acesa vela,lume da saudade.
E a ternura me invade.
(Idos 69,70 ...anos marcantes.)

E,muitas pessoas passaram agora,na triagem da saudade ... para tantas escrevi.

Lembro-me de uma prova de Latim ... Padre Matheus,cismara que eu tinha uma cola ... e eu resmungava,que ele não tinha o direito de averiguar os papéis,que era de ordem pessoal ... tratava-se de uma de minhas cartas ... ele abriu ...
Enquanto havia o impasse,todos da sala,escondiam suas colas ...
Eu sorri,vencida estava a "batalha"!
Todos colavam nas provas de Latim...
( rsrsrs...)

Ahhh...minhas cartas ... a tantos...
Que saudade há!

E cá entre nós,essa música é linda ...

Viver é mágico e lindo!

Tata Junq

#musicatudodebom ...essa amoooo...!!!!


Pensamentando ...e,boa noite!

                                    ( Imagem por pesquisa. / Google. )

Ela não abriu ainda.
Dorme.
Na claridade do amanhecer,espreguiçará,lenta.
Assim os sonhos ... dormem.
Assim pessoas dormem e acordam vagarosas,sem pressa.
Creio,que aprenderam a compreender seus corpos.
O tempo-relógio,inventado,passa marcado.
O tempo em escala,para cada petalazinha,para depois formar um todo harmonioso.
Assim quero,na manhã seguinte de cada dia,estar em harmonia,ajustada e serena.
E sem pressa nenhuma,espreguiçar-me ... sentir a claridade de um novo dia e sorrir agradecida,
por mais uma chance.
Boa noite.
Inté mais!
(Espero.)

Tata Junq

Do Projeto, Reminiscências:Que será de Maria Rita?!



Há quantas anda,Maria Rita?
Sei não.
Fora ela mimosa e delicada como uma flor,petetica,nasceu.
(Doentinha.)
Fui sua ama de leite.
Tempo que leite jorrava de meus peitos,abundantemente.
Lembro-me,que retirava leite para três crianças,incluindo filho meu.
Hoje,dando conta do tempo,já se passaram 32 anos.
A vida também é um grande laço,como um abraço.
Eu abracei crianças,que nunca vi.Sabia delas no entanto.
Uma amiga vinha buscar o leite e se encarregava de o distribuir.
(Por muitos meses.)
Dou-me conta,exatamente hoje, por conta da aproximação de aniversário do meu caçula,de meus peitos murchos.
E,de minha alma repleta.
Tudo foi oportuno,digno,responsável e ato de amor.

Tata Junq

Estranheza...




Rondando & Rodando,
em círculos.


Cíclicos,
espasmos,
cheios de começos,
não acho o fim.

Como novelo,
fio,
puxado,
chego no começo,
não o reconheço,
nem teço.

Uma vida,
sem achados.
E tantos perdidos ...

E fio na agulha,
sinto o passar ao outro lado.
Bordado.

Inadequado.

Tata Junq

domingo, 12 de fevereiro de 2017

SANSÃO.

 Bem ... esse SANSÃO,é meu.
(Presente de meu filho caçula.)
Amo quadrinhos ... e estive numa ocasião, no Estúdio de Mauricio de Sousa, o Cartunista,ímpar.
Sou fã do Maurício, até debaixo d'água!!!
(rsrs...)
E amo as personagens criadas.

Faz parte do meu quarto e meus pertences.
Creio ser um pouco Mônica... rsrs...
Nem pensar em virem dar nós em suas orelhinhas!
Aviso dado!

Tata Junq
*****************************************************

Sobre o "SANSÃO":

SansãoEste coelhinho de pelúcia azul inanimado é o bichinho de estimação da Mônica.

Os garotos da Turminha, principalmente o Cebolinha e o Cascão, adoram pegá-lo escondido da Mônica e dar nós em suas orelhas, o que deixa a dona da rua ainda mais furiosa!
CURIOSIDADES:
Criado em 1963, sua primeira aparição foi junto com sua dona, na tira do Cebolinha (nº 18) do jornal Folha de S.Paulo. Ao criar o Sansão, Mauricio inspirou-se no verdadeiro coelho que a própria Mônica, sua filha, arrastava pela casa quando tinha 2 anos. Mas, naquela época, ele era amarelo, recheado de palha, grandão e pesado. Dele não sobrou quase nada. O segundo Sansão veio quando Mônica, aos 7 anos, apresentou-se com seu pai - Mauricio de Sousa - num programa de TV, e foi presenteada com um coelho de pelúcia azul, que ela guarda até hoje. No início, o Sansão dos quadrinhos não tinha nome. O personagem só foi batizado em 1983, quando uma menina de 2 anos, chamada Roberta Carpi, de Ribeirão Preto, ganhou num concurso. A primeira história em que o Sansão apareceu com seu nome definitivo foi intitulada “Tum Dum Tum Dum Tum Dum”, na revista Mônica nº 161, em setembro de 1983, da Editora Globo.






Pensamentando & Fotografando : O que seriam das...?



                                 ( Do Projeto, Um Olhar Tão Meu. //Por:Tata Junq.)

O que seriam das chaves,sem as fechaduras?
E das portas,sem batentes?
Batendo à porta.
Batendo a porta.
Abrindo a porta.
Girando a chave.
Condicionamentos humanos,na evolução.
O que seriam das atitudes,sem liberdade de escolhas?

* Feliz nova semana a tds!

Tata Junq

sábado, 11 de fevereiro de 2017

A um amigo.

                                   ( Imagem por pesquisa. Google / Os dizeres possuem autoria,vide.)


"Somos feitos de palavras".

Acrescento:
E canções ...
E ...todos os dizeres possíveis... desde um sutil gesto.
E pensares ...
Somos energias emanadas.
E nem sempre convivemos na mesma estrada.

Em palavras,resumo-te,no sumo de tuas palavras,de gestos,trejeitos.
Fizeram-me sorrir,de jeito.
Então posso pensar em dormir,sem sonhar.
Na paz.

Tata Junq

Do Projeto,Palavras Ao Vento : Cabe-nos ...

                                              ( Imagem por pesquisa. / Google.)

Cabe-nos suavizar,
serenar.

Como?
Por quê?
Cabem a cada qual,seus motivos.
No onde,o sensato,é semear a PAZ!

Tata Junq

Prosopoetando ...Escrevi nas águas ...

                                             ( Imagem por pesquisa. / Google.)


Escrevi nas águas,pena-de-mastro.
Embarcação mergulhada,qual meu coração.
E as ondas levaram cada letrinha,como partitura em notas,
uma canção.
E ondejaram,toantes e suaves.
Bateram em seus pés,sequencialmente...
Sua indiferença foi tamanha,
que meu coração,sucumbiu.
E restou à minha mão,nua,
e cativa,
mergulho,
torta e vazia.

Q
U
E
B
R
A
N
T
A
D
A

Tata Junq


# musicatudodebom Mais uma pro Carnaval ...esta é antiga,pacas! Vamos pensando ...rsrs

                                                ( Imagem por pesquisa. / Google.)

"E o Palhaço",que é?
- É ladrão de mulher!"
rsrsrsrs...



Então ... deixa-se "roubar",quem permite ...
Né mesmo?
E segue o baile ...

Tata Junq

#musicatudodebom Um "esquenta"...Carnaval chegando ...rsrs ...e meu bom humor,também ...meio sarcástico????

No Carnaval-da-vida ...
Se há verdades ... sei não!
Se coincidências da vida,mera formalidade.
- "É mentira,Terta?"
( Como diria a personagem do finado humorista, Chico Anísio.)
E sorrio na madrugada.

Tata Junq

rsrsrs ...




Nem fada,
nem anjo,
nem lanterna,
nem candeeiro,
nem vela.
E quer,que continue iluminando seu caminho?

Oras,pois,pois!
Sou pequena,como grão de arroz!

Tata Junq

* E o bom humor,está voltando ...rsrsrsrs...

Qual flor...

                                                   ( Do Projeto,Um Olhar Tão Meu. / Tata Junq )

Qual flor na noite,fecho.
Deito-me.
Escudo-me.
Há de ter um amanhecer ...
Serenamente,na grandeza e nobreza do existir,
tornar-me-ei,
bonita,
como o viver.

Tata Junq

Final de sábado...



Pousou passarinho na água disponível.
Depois veio mais um.
Um bebia,outro banhava-se.
Viram hóspedes.
Hoje não os vi ... nada de piados festivos.
Talvez tenham outro rumo tomado, um outro espaço descoberto.
Sobrevivência.
Assim as pessoas,que já estiveram aqui na casa.
Muitas chegaram,muitas se foram,poucas permanecem e me visitam.
Eu mesmo assim,cuido do jardim com amor.
Há redes disponíveis.
Há cadeiras...
Há chão... e ...tantos espaços ...
Não tenho nada a reclamar ... a não ser a "guerrinha" com os insetos do verão!
Muito suores aqui depositei.
Pude tentar melhorá-la,com o passar dos anos.
Pude no "alto dos meus 67 anos",fazer algumas mudanças ...que valeram a pena.
Sempre afirmamos,que desta vida,nada levamos,a materialidade,fica.
Mas cuidemos dela também enquanto vivos,carregando a vida e espaços,com boas energias.
E, sobretudo,desfrutemos do conforto e comodidades.
Depois ... será depois.
Bem isso.
Sei que,ao atravessar a "ponte",levarei um espírito empreendedor,consolidado de alegrias,tristezas...porque fazem parte do existir.
Mas liberto de ganâncias.
Se possuo materialidades,que me dão conforto,são somas de esforços de trabalho,meu,de
todos,por companhia.
( Família.)
Aqui há uma estrutura,um teto.
Aqui há abrigo.
Aqui tem raízes,qual planta bem cuidada.
Tem braços abertos ...
Tem portões com "travas" normais de segurança.
Mas há chaves ...
Posso abrí-los ...
E, na certeza,se eu abrir o da entrada,social,é porque há alguém a entrar,na permissão.
E não vou amenizar e fazer política da "boa vizinhança"...
Pra adentrar aqui,tem de ter respeito.
E na certeza,será respeitado.
Bom fim de sábado!
No meu "CASTELO",tem rainha ... rsrs... dodói,mas forte no comando.
Não duvide!
E,não vou dizer:- pode entrar que a casa é sua!
( Como diziam... nossos avós,tios, bisos...rsrs...)
Uma ova!
kkkkkkkkk...
No máximo: -Seja bem vindo!

Tagarelices de um final de dia...

Tata Junq

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017

Do Projeto, Uma Alma Feminina :Ele,Ricardo.


                                             ( Figura meramente ilustrativa / Pesquisada no Google.)

E a gota d'água, fora a gota d'água,literalmente.
Pingou no seu olho esquerdo,era suja,barrenta,vertente do telhadinho da varanda.
Ele soltou um baita palavrão!
Bem se via que ardia,pelos esfregões compulsivos.
Chovia muito naquela noite.
Eu o vi chegar de minha janela,estava muito acesa pra dormir,mas a luz de meu quarto,
era fraca ... um semi apagada...
Eu? Vulto,sombra.
Era um homem calado.
Saia pela manhã,voltava tarde da noite.
Hoje sua aparência não era de cansaço,era de irritação.
Nem sei como percebeu minha presença,acho que seria aquele alerta,sensitivo,que carregamos.
Foi uma espiadela minha e dele.
Eu sorri.
Ele apenas olhou-me.
Adentrou em seu lar.
Nem calculo como é o interior dele.
Sujo? Talvez.
Ele sai pela manhã e volta à noite ...
Quem sabe na madrugada faz algo ... talvez algo pra comer ...
Curiosa,esperava-o todas as noites.
Ele me via sempre à janela,mas sequer dava-me boa noite.
Vizinho esquisito.Morador novo no bairro.
Vocês acreditam em destino?
Eu esbarrei nele,num domingo de abril,ou melhor,trombei,sem querer e minha sacola de
compras foi ao chão.
Ele ajudou-me,pegando as batatas que rolaram,olhou-me,tão próximo estava e sorriu.
Tinha um sorriso encantador e deixou de ser esquisito.
Extremamente educado,sereno.
A partir daquele dia,falávamos um pouco,quando dava certo de nos encontrarmos.
Nunca disse o que fazia e eu sequer tive coragem de perguntar.
Três meses ...
Passaram rapidamente.
Naquela noite,ao chegar,parou e olhou-me sem dizer uma palavra.
Foi uma troca de olhares,que não sei explicar.
A partir dali,não mais o vi.
Soube da retirada de seus pertences,por outros vizinhos.
Levou consigo seus segredos.
Ainda fico à janela ...e há um vazio.
Hoje chove também ... e, Ricardo não chegou,nem chegará.
Assim disse ser seu nome.
Sinto-me como fora a donzela da torre... sem seu príncipe.
E não há como sonhar encantado.
Esquisita sensação,que nunca havia experimentado.
Resolvi não mais dar plantões ...
Isso mesmo ... o mais correto a fazer ...
Desligo o abajour ...escuto os pingos batendo no telhado,sem deixar de lembrar
de seu olhar,que agora sei,fora de despedida.

Ana Lúcia. /Uma Alma Feminina.
Por: Tata Junq