terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

#musicatudodebom "Vc quer dançar?"

                                                        ( Imagem por pesquisa. / Google.)




Boa noite a tds!
Inté!

Tata Junq

À LUZ DA LIBERDADE!

                                                                (Imagem por pesquisa. / Google.)
À LUZ DA LIBERDADE.

Qual sentido no sentido?
Saudades,quando deveria haver presença.
Presença.
Presença indisponível.
Recolhi-me,na necessidade do recompor-me.
O que faz sentido?
Tudo aquilo,que tem sentido.
O sentido ainda,é viver.

Tata Junq

domingo, 19 de fevereiro de 2017

Plaft,plaft,plaft em todas as formigas ...sem dó,nem piedade!!! Acabou meu lado Zen-budista.

                                                          (Imagem por pesquisa. / Google.)


Letra da canção

"Derrubei pau a machado
E o mato fino rocei

Depois que o mato secou
Eu botei fogo e queimei
Daí então caiu a chuva
E a terra ficou mais formosa
Plantei sementes de flores
E nasceu um pezinho de rosa.

A roseira foi crescendo
E um botão despontou
A malvada da formiga
O seu talinho cortou
E conforme o sol foi esquentando
A minha rosinha murchou
Formiga malvada foi carregando
Folha por folha e a rosa findou
Formiga malvada foi carregando
Folha por folha e a rosa findou."

***************************
Muito cantei a meus filhos e netas...
Bons tempos.
Quando jovem,admirava o trabalho das formigas,muito organizadas.
Há uns anos atrás,no meu período de convalescência,depois de uma angioplastia...olhava as formigas,
nos seus vai e vem ...numa das paredes de meu quarto. Continuava a admirá-las.
Em um acampamento,vi as saúvas...levando mantimentos,grãos,embora.
Era um trabalho e tanto ...
Ainda as admirava.
Hoje em dia,repulsam-me.
Incomodam-me.
Verão, e elas" trabalham a todo vapor"!
E picam também...
Tenho tido um trabalhão para tentar acabar com seus ninhos.
E carregam tudo...e deixam impregnados os lugares com bactérias...
(...grgrgrgrgr...)
Posso dizer: - odeiooooooo formigas!!!
E moscas e mosquitos e baratas!!!!
Affffffffffffffffffffffffffffffffffffffffff....!!!!!

Tata Junq

Musicando & Ilustrando & Pensamentando

                                            ( Imagem por pesquisa. / Google.)


Musicando & Ilustrando & Pensamentando


Letra da canção:As Rosas Não Falam

Cartola
  
"Bate outra vez
Com esperanças o meu coração
Pois já vai terminando o verão
Enfim
Volto ao jardim
Com a certeza que devo chorar
Pois bem sei que não queres voltar
Para mim
Queixo-me às rosas
Mas que bobagem
As rosas não falam
Simplesmente as rosas exalam
O perfume que roubam de ti, ai

Devias vir

Para ver os meus olhos tristonhos
E, quem sabe, sonhavas meus sonhos
Por fim"

************************************************

Poeticamente,cantante, na suavidade da voz de Emílio Santiago...
Cartola,poetando ...
Quem pode não gostar?
Quem não sabe ou soube amar?

************************************************

"Pois já vai terminando o verão ..."

E,lembrei-me do verão que "nos assola"


(O verão é uma das quatro estações do ano e ocorre antes do outono e depois da primavera. No hemisfério sul geralmente o verão tem início no dia 21 de Dezembro e término no dia 20 de Março, enquanto no hemisfério norte tem início no dia 21 de Junho e término no dia 23 de Setembro.)


Já terminou o horário de verão,imposto por medidas de economia de energia elétrica e tal e tal....

E o calor em Sampa está difícil de aturar ...


Bem  ...Cartola é Cartola,um ícone da MPB,reconhecido.

Poderia ter mencionado,qualquer estação,sem perder a essência desta eterna,canção.

***************************************************************************

E,as rosas exalam e "falam"por alguém ...
Amo rosas.
Amo recebê-las.

Tata Junq



Simples assim.


Entre flores e rabiscos,
plantas e canções ...

Desenho-me.

Tata Junq

Prosopoetando : Sonhei-te.



Onde nascem os sonhos?
Vertentes das nascentes do inconsciente?

Meus sonhos se perdem.
Nada fixo ao acordar.
Somente fragmentos.
Não há sono profundo?
Moram os sonhos, na profundeza do sono?
E as lembranças?
Fragmentadas,sempre.
Alguns detalhes,não um todo.

...

Sei que sonho.
(Sem ser literal o assunto.)

...


Sonhei-te.
Num nascer belo.
Da nascente,
sem ser poluída,
como rio.

Jorrou,
contornou vias,
encontrou outros rios,
engrandeceu,
foi de encontro ao mar.

Salgou o que era doce.

Elevou-se,qual pororoca,
explosivo.

E,
perdeu-se,
misturado,
frágil,
incerto.

Serenou,
sem marolas.

Foi,foi,foi ...
Encontrar o infinito.

Tata Junq

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

Ahhhh...

                                                     ( Imagem por pesquisa.)

Quisera,pois,um abraço.
Aquele,que depositamos a alma,sabe?!
Assim,tão energia.
Assim,tão consolo.
Assim,tão amigo!
Assim,tão amor!

Tata Junq

Pensamentando & Ilustrando & Musicando: Reminiscências ...Cartas.

(Imagem por pesquisa.)


                                            ( Elvis.)

********************************************

Reminiscências & Reflexões

Desenhadas letras ...
Não havia saudade,era presença pura.
Intervalo de aula.

Na lembrança,resgato a caligrafia uniforme,linear.
Hoje,tenho-a,tombada.
Saudade de escrever uma carta,receber também ...
(Em mãos ou pelo correio,mas papel marcado,caneta
e pessoalidade das letras.)

Escrever é mágico!
Alma derrama nas letras e palavras,como se fosse troca de olhar.

Como na foto,memória de cartas,ou bilhetes ... que fizeram num tempo,diferença.
Acesa vela,lume da saudade.
E a ternura me invade.
(Idos 69,70 ...anos marcantes.)

E,muitas pessoas passaram agora,na triagem da saudade ... para tantas escrevi.

Lembro-me de uma prova de Latim ... Padre Matheus,cismara que eu tinha uma cola ... e eu resmungava,que ele não tinha o direito de averiguar os papéis,que era de ordem pessoal ... tratava-se de uma de minhas cartas ... ele abriu ...
Enquanto havia o impasse,todos da sala,escondiam suas colas ...
Eu sorri,vencida estava a "batalha"!
Todos colavam nas provas de Latim...
( rsrsrs...)

Ahhh...minhas cartas ... a tantos...
Que saudade há!

E cá entre nós,essa música é linda ...

Viver é mágico e lindo!

Tata Junq

#musicatudodebom ...essa amoooo...!!!!


Pensamentando ...e,boa noite!

                                    ( Imagem por pesquisa. / Google. )

Ela não abriu ainda.
Dorme.
Na claridade do amanhecer,espreguiçará,lenta.
Assim os sonhos ... dormem.
Assim pessoas dormem e acordam vagarosas,sem pressa.
Creio,que aprenderam a compreender seus corpos.
O tempo-relógio,inventado,passa marcado.
O tempo em escala,para cada petalazinha,para depois formar um todo harmonioso.
Assim quero,na manhã seguinte de cada dia,estar em harmonia,ajustada e serena.
E sem pressa nenhuma,espreguiçar-me ... sentir a claridade de um novo dia e sorrir agradecida,
por mais uma chance.
Boa noite.
Inté mais!
(Espero.)

Tata Junq

Do Projeto, Reminiscências:Que será de Maria Rita?!



Há quantas anda,Maria Rita?
Sei não.
Fora ela mimosa e delicada como uma flor,petetica,nasceu.
(Doentinha.)
Fui sua ama de leite.
Tempo que leite jorrava de meus peitos,abundantemente.
Lembro-me,que retirava leite para três crianças,incluindo filho meu.
Hoje,dando conta do tempo,já se passaram 32 anos.
A vida também é um grande laço,como um abraço.
Eu abracei crianças,que nunca vi.Sabia delas no entanto.
Uma amiga vinha buscar o leite e se encarregava de o distribuir.
(Por muitos meses.)
Dou-me conta,exatamente hoje, por conta da aproximação de aniversário do meu caçula,de meus peitos murchos.
E,de minha alma repleta.
Tudo foi oportuno,digno,responsável e ato de amor.

Tata Junq

Estranheza...




Rondando & Rodando,
em círculos.


Cíclicos,
espasmos,
cheios de começos,
não acho o fim.

Como novelo,
fio,
puxado,
chego no começo,
não o reconheço,
nem teço.

Uma vida,
sem achados.
E tantos perdidos ...

E fio na agulha,
sinto o passar ao outro lado.
Bordado.

Inadequado.

Tata Junq

domingo, 12 de fevereiro de 2017

SANSÃO.

 Bem ... esse SANSÃO,é meu.
(Presente de meu filho caçula.)
Amo quadrinhos ... e estive numa ocasião, no Estúdio de Mauricio de Sousa, o Cartunista,ímpar.
Sou fã do Maurício, até debaixo d'água!!!
(rsrs...)
E amo as personagens criadas.

Faz parte do meu quarto e meus pertences.
Creio ser um pouco Mônica... rsrs...
Nem pensar em virem dar nós em suas orelhinhas!
Aviso dado!

Tata Junq
*****************************************************

Sobre o "SANSÃO":

SansãoEste coelhinho de pelúcia azul inanimado é o bichinho de estimação da Mônica.

Os garotos da Turminha, principalmente o Cebolinha e o Cascão, adoram pegá-lo escondido da Mônica e dar nós em suas orelhas, o que deixa a dona da rua ainda mais furiosa!
CURIOSIDADES:
Criado em 1963, sua primeira aparição foi junto com sua dona, na tira do Cebolinha (nº 18) do jornal Folha de S.Paulo. Ao criar o Sansão, Mauricio inspirou-se no verdadeiro coelho que a própria Mônica, sua filha, arrastava pela casa quando tinha 2 anos. Mas, naquela época, ele era amarelo, recheado de palha, grandão e pesado. Dele não sobrou quase nada. O segundo Sansão veio quando Mônica, aos 7 anos, apresentou-se com seu pai - Mauricio de Sousa - num programa de TV, e foi presenteada com um coelho de pelúcia azul, que ela guarda até hoje. No início, o Sansão dos quadrinhos não tinha nome. O personagem só foi batizado em 1983, quando uma menina de 2 anos, chamada Roberta Carpi, de Ribeirão Preto, ganhou num concurso. A primeira história em que o Sansão apareceu com seu nome definitivo foi intitulada “Tum Dum Tum Dum Tum Dum”, na revista Mônica nº 161, em setembro de 1983, da Editora Globo.






Pensamentando & Fotografando : O que seriam das...?



                                 ( Do Projeto, Um Olhar Tão Meu. //Por:Tata Junq.)

O que seriam das chaves,sem as fechaduras?
E das portas,sem batentes?
Batendo à porta.
Batendo a porta.
Abrindo a porta.
Girando a chave.
Condicionamentos humanos,na evolução.
O que seriam das atitudes,sem liberdade de escolhas?

* Feliz nova semana a tds!

Tata Junq

sábado, 11 de fevereiro de 2017

A um amigo.

                                   ( Imagem por pesquisa. Google / Os dizeres possuem autoria,vide.)


"Somos feitos de palavras".

Acrescento:
E canções ...
E ...todos os dizeres possíveis... desde um sutil gesto.
E pensares ...
Somos energias emanadas.
E nem sempre convivemos na mesma estrada.

Em palavras,resumo-te,no sumo de tuas palavras,de gestos,trejeitos.
Fizeram-me sorrir,de jeito.
Então posso pensar em dormir,sem sonhar.
Na paz.

Tata Junq

Do Projeto,Palavras Ao Vento : Cabe-nos ...

                                              ( Imagem por pesquisa. / Google.)

Cabe-nos suavizar,
serenar.

Como?
Por quê?
Cabem a cada qual,seus motivos.
No onde,o sensato,é semear a PAZ!

Tata Junq

Prosopoetando ...Escrevi nas águas ...

                                             ( Imagem por pesquisa. / Google.)


Escrevi nas águas,pena-de-mastro.
Embarcação mergulhada,qual meu coração.
E as ondas levaram cada letrinha,como partitura em notas,
uma canção.
E ondejaram,toantes e suaves.
Bateram em seus pés,sequencialmente...
Sua indiferença foi tamanha,
que meu coração,sucumbiu.
E restou à minha mão,nua,
e cativa,
mergulho,
torta e vazia.

Q
U
E
B
R
A
N
T
A
D
A

Tata Junq


# musicatudodebom Mais uma pro Carnaval ...esta é antiga,pacas! Vamos pensando ...rsrs

                                                ( Imagem por pesquisa. / Google.)

"E o Palhaço",que é?
- É ladrão de mulher!"
rsrsrsrs...



Então ... deixa-se "roubar",quem permite ...
Né mesmo?
E segue o baile ...

Tata Junq

#musicatudodebom Um "esquenta"...Carnaval chegando ...rsrs ...e meu bom humor,também ...meio sarcástico????

No Carnaval-da-vida ...
Se há verdades ... sei não!
Se coincidências da vida,mera formalidade.
- "É mentira,Terta?"
( Como diria a personagem do finado humorista, Chico Anísio.)
E sorrio na madrugada.

Tata Junq

rsrsrs ...




Nem fada,
nem anjo,
nem lanterna,
nem candeeiro,
nem vela.
E quer,que continue iluminando seu caminho?

Oras,pois,pois!
Sou pequena,como grão de arroz!

Tata Junq

* E o bom humor,está voltando ...rsrsrsrs...

Qual flor...

                                                   ( Do Projeto,Um Olhar Tão Meu. / Tata Junq )

Qual flor na noite,fecho.
Deito-me.
Escudo-me.
Há de ter um amanhecer ...
Serenamente,na grandeza e nobreza do existir,
tornar-me-ei,
bonita,
como o viver.

Tata Junq

Final de sábado...



Pousou passarinho na água disponível.
Depois veio mais um.
Um bebia,outro banhava-se.
Viram hóspedes.
Hoje não os vi ... nada de piados festivos.
Talvez tenham outro rumo tomado, um outro espaço descoberto.
Sobrevivência.
Assim as pessoas,que já estiveram aqui na casa.
Muitas chegaram,muitas se foram,poucas permanecem e me visitam.
Eu mesmo assim,cuido do jardim com amor.
Há redes disponíveis.
Há cadeiras...
Há chão... e ...tantos espaços ...
Não tenho nada a reclamar ... a não ser a "guerrinha" com os insetos do verão!
Muito suores aqui depositei.
Pude tentar melhorá-la,com o passar dos anos.
Pude no "alto dos meus 67 anos",fazer algumas mudanças ...que valeram a pena.
Sempre afirmamos,que desta vida,nada levamos,a materialidade,fica.
Mas cuidemos dela também enquanto vivos,carregando a vida e espaços,com boas energias.
E, sobretudo,desfrutemos do conforto e comodidades.
Depois ... será depois.
Bem isso.
Sei que,ao atravessar a "ponte",levarei um espírito empreendedor,consolidado de alegrias,tristezas...porque fazem parte do existir.
Mas liberto de ganâncias.
Se possuo materialidades,que me dão conforto,são somas de esforços de trabalho,meu,de
todos,por companhia.
( Família.)
Aqui há uma estrutura,um teto.
Aqui há abrigo.
Aqui tem raízes,qual planta bem cuidada.
Tem braços abertos ...
Tem portões com "travas" normais de segurança.
Mas há chaves ...
Posso abrí-los ...
E, na certeza,se eu abrir o da entrada,social,é porque há alguém a entrar,na permissão.
E não vou amenizar e fazer política da "boa vizinhança"...
Pra adentrar aqui,tem de ter respeito.
E na certeza,será respeitado.
Bom fim de sábado!
No meu "CASTELO",tem rainha ... rsrs... dodói,mas forte no comando.
Não duvide!
E,não vou dizer:- pode entrar que a casa é sua!
( Como diziam... nossos avós,tios, bisos...rsrs...)
Uma ova!
kkkkkkkkk...
No máximo: -Seja bem vindo!

Tagarelices de um final de dia...

Tata Junq

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017

Do Projeto, Uma Alma Feminina :Ele,Ricardo.


                                             ( Figura meramente ilustrativa / Pesquisada no Google.)

E a gota d'água, fora a gota d'água,literalmente.
Pingou no seu olho esquerdo,era suja,barrenta,vertente do telhadinho da varanda.
Ele soltou um baita palavrão!
Bem se via que ardia,pelos esfregões compulsivos.
Chovia muito naquela noite.
Eu o vi chegar de minha janela,estava muito acesa pra dormir,mas a luz de meu quarto,
era fraca ... um semi apagada...
Eu? Vulto,sombra.
Era um homem calado.
Saia pela manhã,voltava tarde da noite.
Hoje sua aparência não era de cansaço,era de irritação.
Nem sei como percebeu minha presença,acho que seria aquele alerta,sensitivo,que carregamos.
Foi uma espiadela minha e dele.
Eu sorri.
Ele apenas olhou-me.
Adentrou em seu lar.
Nem calculo como é o interior dele.
Sujo? Talvez.
Ele sai pela manhã e volta à noite ...
Quem sabe na madrugada faz algo ... talvez algo pra comer ...
Curiosa,esperava-o todas as noites.
Ele me via sempre à janela,mas sequer dava-me boa noite.
Vizinho esquisito.Morador novo no bairro.
Vocês acreditam em destino?
Eu esbarrei nele,num domingo de abril,ou melhor,trombei,sem querer e minha sacola de
compras foi ao chão.
Ele ajudou-me,pegando as batatas que rolaram,olhou-me,tão próximo estava e sorriu.
Tinha um sorriso encantador e deixou de ser esquisito.
Extremamente educado,sereno.
A partir daquele dia,falávamos um pouco,quando dava certo de nos encontrarmos.
Nunca disse o que fazia e eu sequer tive coragem de perguntar.
Três meses ...
Passaram rapidamente.
Naquela noite,ao chegar,parou e olhou-me sem dizer uma palavra.
Foi uma troca de olhares,que não sei explicar.
A partir dali,não mais o vi.
Soube da retirada de seus pertences,por outros vizinhos.
Levou consigo seus segredos.
Ainda fico à janela ...e há um vazio.
Hoje chove também ... e, Ricardo não chegou,nem chegará.
Assim disse ser seu nome.
Sinto-me como fora a donzela da torre... sem seu príncipe.
E não há como sonhar encantado.
Esquisita sensação,que nunca havia experimentado.
Resolvi não mais dar plantões ...
Isso mesmo ... o mais correto a fazer ...
Desligo o abajour ...escuto os pingos batendo no telhado,sem deixar de lembrar
de seu olhar,que agora sei,fora de despedida.

Ana Lúcia. /Uma Alma Feminina.
Por: Tata Junq

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2017

Do Projeto,BOCAABERTA; "Quanto mais se vive,mais se aprende?"


Sabe daquela estória,"quanto mais se vive,mais se aprende"?
Fato.
Pra que tanto cabedal de conhecimentos,não sei ...
(rsrs ...)
Só sei,que não sei.
Mas admito,que nas oportunidades ou nas que desperdiçamos,ou que desperdiçam conosco,
 fazem-nos,no mínimo,atentos.
O que esperamos dos outros?
Presta atenção ...
Mas o outro,a outra,não será,nunca,eu.
O meu querer e comportamento,podem e não são dos outros ...podem ser similares,vezes.
Mas eu,sou eu. O outro é o outro.
Sacou?!
Tá chateado com alguém?
Analise ...
Não se faça refém das atitudes ou falta delas,de outros.
Melhore-se.
Já está de bom tamanho.
Já pensou, que os outros,podem estar descontentes,com você?
Vai ficar no toma- lá- dá- cá?
Vale a pena?
É cumadi & cumpadi ... conviver,num é mole não!
É rapa dura.
Rapadura?
Queima como tanajura?
(rsrsrs...)
Vamos mantendo o humor e vivendo ...
A tarefa é complicada ...
Quem disse, que sou amada ou tolerada ou mal querida?
Ãn?!
Segundona acabando...
Tenho queixas,mas vou levando,mesmo sendo ignorada.
Afinal,é o que tem pra hoje ...ou já teve pra ontem...
Não morri,morri?
(rsrs...)
E "vamoquevamoooo"!!!!!

Tata Junq

domingo, 5 de fevereiro de 2017

Musicando & Ilustrando & Pensamentando ...Bem assim.






                                                     ( Imagem por pesquisa. / Google.)


O que cabe?
O encaixe perfeito do abraço.
Abraço é laço apertado de afeto.
Quem não o quer?

Em qualquer hora,em qualquer lugar ...

Tata Junq

#musicatudodebom Tata, DJ, na madruga.

                                                      Tata costuma ser DJ na madrugada ...



Há um compassar suave nesta canção.
Nostálgica,bela.
Se faz sonhar,cabe a vc.
Se embala sono,sei não.
Eu "vou nessa",pro descanso.
Feliz segundona a tds!
E o tempo?
Voaaaaaaa.....!!!!

Tata Junq

Segredos.

Que segredos há em meu peito,trancafiados no diário-d'alma?
Nada digo,não!
Nada digo,não!
Hoje não.
Pensamentos voam soprados,sutis,qual bolinhas de sabão!
Se rimas faço,pobres,na crueza do descompasso,
nada soltas,amarradas com laço,
quando então, me desfaço.

Tata Junq

Do Projeto, Palavras Ao Vento:Palavras alheias com acréscimo ...rsrs

E por aqui,falo de tudo um pouco.
É pouco?
Falo das "falas alheias",também.

                                                ( Desconheço autoria ..."colei",que nem sei, mais de onde.)

Felizes,os que sonham,permitem-se a ...mas sobretudo,que as ações ou intenções,
sejam prudentes e por que não,de maneiras mais bonitas?
Né,não?!

Tata Junq

Pensamentando ... ENGANO ( Substantivo.)

                                          ( Imagem por pesquisa. / Google.)

- Não me engano.
- Foi engano.

ENGANO
Por descuido,imprudência?
Enganou seu coração,
na pressa do crédulo,do creio?
...

ENGANO
(Logro.)

Há enganos,por descuidos ou falta de prudência.
E enganos podem gerar novos enganos.
Pior é sermos levados pelos enganos...
Falo dos atos de quem ludibria,engana.
E a vida nos cerca de pessoas enganosas,que tiram vantagens das outras.
Lamentável,mas existem e não dá pra fazer vista grossa,não!
Engano tem verdade,quando menos se espera.
E pra perda da credibilidade,meus caros,não há consertos.
Como vasos que trincam ... mesmo bem colados,deixam marcas, mesmo que sutis.
Creio,que ao depararmos com enganosos,o passo seguinte é a defesa.
Engana quem quer.
Enganado,novamente,será aquele,que permitirá.
E onde fica a estória do perdão?
Num sei não!
Num sei não!
Quem já" pousou de bobão"?
Assumidamente,eu já.
Mas deixa pra lá!

Feliz nova semana a todos!
E,CREDIBILIDADE é TUDO!

Tata Junq

sábado, 4 de fevereiro de 2017

Amigo,ausente.


                                                ( Imagem por pesquisa. / Google.)


Desaguam entre rochedos,meus pensamentos.
Passam na força,inóspitos,sem poder resgatá-lo,amigo.
Olho pras cartas iniciais de um Projeto,que disse,seriam direcionadas a você ...e,perdido está seu endereço.
Contato perdido.
Vezes,pergunto-me o porquê.
Cartas Aos Mortos,já as tenho,prontas.
Tomara,que tenha sua vida ...
E que a distância tenha sido opção.
E se for,respeito.
Perfeito.
LIBERDADE,sempre!
Mando na força das"águas" energias... e que ventos,desalinhem seus cabelos!!!

Tata Junq

#musicatudodebom No saudosismo ....1966 ...Jovem Guarda e sua"febre"... E,penso que ...


Quem nunca chorou por alguém?
Por qual motivo for ...
Mas relacionamentos findam ...
E voltei no tempo ... e sabe?
Ter chorado por alguém, foi importante.
Viver tem sido importante ... chorando ou sorrindo ...
Penso,que há um tempo disponível,para termos a presença de pessoas em nossas vidas.
E o apaixonar-se,em qualquer idade,faz parte e é importante.
Sentir é importante.
Amar é importante.
Conviver é importante.
Romper faz parte.
Eu lembro com gratidão de um tempo bonito,da juventude.
E relembrar,que vivi intensamente emoções,é bom.
Com elas,crescemos no decorrer da vida.
Melodias de grupos formados na época,adaptadas,traduzidas ...fluiam bem.
E quem não fez da musicabilidade,essência?
Dizem as "más línguas",que não se vive de saudades ...
Saudade é ter ciência de uma temporalidade,que esteve disponível e lembrete para valorizar
todo e qualquer momento a vivenciar.
No trampolim do tempo,mergulho bom,esse de hoje.
E na minha lista, tantas pessoas ...
Reavivá-las fez bem.

Tata Junq

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2017

Do Projeto,Palavras Ao Vento:JUSTIÇA.

                                   (Imagem por pesquisa./ Google.)

Justiça.
Quem na competência,assume?
E meu olhar estreita-se,num esforço enorme ... assim meus dias de brasilidade.
De justiça,justiceiros,o Brasil dorme.
Acordo a cada manhã,na exaustão de fatos,relegados ao vento ...e atitudes lentas,amarradas,
na conveniência atrevida,vezes absurda.
Num Brasil,que já fora abandonado,e de cofres arrombados.
Conivências!
Olho essa "figura patética",ilustrativa ... e não mais me assombro,ou me comovo.
Duro,ter a realidade dura,tanto quanto,absorvida ...e criar laços de indiferença,na certeza,
que nada vai mudar.
Triste isso!
Saudades que dá, de "Minha Terra tem palmeiras,onde cantam os sabiás..."
( Ao menos,o ufanismo.)
Saudade das esperanças,dos sonhos e esbarrar numa Nação falida de valores morais e materiais,tudo
muito bem embrulhadinho,e levado "na mão grande".
JUSTIÇA?????
Quando?
Onde?
Quê??!!!!!!!

Tata Junq
04/02/2017  // 01;21

#musicatudodebom E,"Guardo seu sorriso só pra mim..."



"Guardo seu sorriso só pra mim..."
Se foi de tantos e tantas ... que importa?
Pessoa grata,envolvente,
jamais esqueci seu sorriso largo,fácil.
Ainda sou sua fã.
E na saudade,mais uma vez lhe resgato,junto à canção generosa.
Seu olhar-verde-mar,ainda ilumina as estradas da vida ...
Saudade.

Tata Junq

Prosopoetando: Nada em vão.( Mas vão.)

                                      (Imagem por pesquisa. / Google.)

Colho flores,amores.
Nada em vão.
( Mas vão.)
Entre
belezas,
espinhos.
Fortalezas,
fragilidades,
no asfalto frio.
Não me coloquem,vendas!
Não me tirem,o olhar!
Não me façam,muda.
Não me façam,bela.
(Nem Anjo.
Nem fera.)
Ai,quem me dera,
ser raiz,
em
outra,
esfera.

Tata Junq

Do Projeto, Palavras Ao Vento: Já dizia o "Velho Guerreiro,Chacrinha": - Quem não se comunica se estrumbica!

                                                      ( Imagem por pesquisa / Google.)
O gato fala.
A menina ouve.
 A menina fala,o gato ouve.
Comunicação:entendem-se.
Simples assim.
Somos palavras.
( Desde o tempo,que foram concebidas.)
Não há silêncio,nem em gestos.
Eu receio as intenções camufladas e escondidas.
Boa noite,queridos(as) todos(as)!!!!

Tata Junq

Pensamentando & Musicando & Ilustrando :Tarefa do amar ... tem regras?

                                                    (Imagem por pesquisa./Google.)

Quando amar não tem regras.
Nem limites ou palpites.
Respeito,antes de qualquer substancial valor ou julgamento.
Amar sem pressa.
Amar,amando,não endeusando.
Amar enquanto a vida pulsa.
Enquanto a vida pulsa ...
Sem eternidades,nas pequenas brevidades!
Homem & Mulher
Homem & Homem
Mulher & Mulher
Quem regrou o jogo do amor?!
Quem edita coração?!
Quem cobra devoção?!

Tata Junq


terça-feira, 31 de janeiro de 2017

Pensamentando & Musicando & Informando : CHORO(S)


E sem choro,ouço o " Choro".
Lembro-me de mamãe e seus passos em dança.
Revigorante.
E consigo ver seu sorriso em covinhas.
Acho que herdei o gosto pela música e dança...mas não herdei as covinhas.
( rssrs ...)
Viveu e se atreveu.
Espelho-me no seu espelho.
...
Forte a lembrança dela diante do espelho,mesmo tão fragilizada.
Penteou os cabelos,passou batom ... e descemos com ela ,as escadas.
(Rumo ao médico,na emergência da situação,depois hospital.)
E agora,choro ...
Ela clamou por Jesus,rumo à UTI.
Não chorou,no entanto. Mas também não sorriu.
Lágrimas nos seus olhos,mesmo em coma,quando com ela falei,pela última vez.
Queria mesmo,era vê-la sorrindo.
(Tão encantadora era sorrindo.)
Selecionei a música ...sem propósitos desta reflexão de agora...
Nada é em vão.
Acorda-me coragens necessárias.
E se viva estivesse,seu ar seria de seriedade ao falar comigo,destes momentos,que vivencio.
Na certeza.
Mas cuidemos da vida ...
( rsrs... e vamos ao propósito inicial ...falar da musicabilidade.)

************************
Algumas Informações
choro, popularmente chamado de chorinho, é um gênero de música popular e instrumental brasileira, que surgiu no Rio de Janeiro em meados do século XIX.
O choro pode ser considerado como a primeira música urbana tipicamente brasileira e ao longo dos anos se transformou em um dos gêneros mais prestigiados da música popular nacional, reconhecido em excelência e requinte. Tem como origens estilísticas o lundu, ritmo de inspiração africana à base de percussão, com gêneros europeus.[1] A composição instrumental dos primeiros grupos de choro era baseada na trinca flautaviolão e cavaquinho - a esse núcleo inicial do choro também se chamava pau e corda, por serem de ébano as flautas usadas -, mas com o desenvolvimento do gênero, outros instrumentos de corda e sopro foram incorporados.[2]
O choro é visto como o recurso do qual se utilizou o músico popular para executar, ao seu estilo, a música importada e consumida nos salões e bailes da alta sociedade do Império a partir da metade do século XIX. Sob o impulso criador e improvisado dos chorões, logo a música resultante perdeu as características dos seus países originários e adquiriu feições genuinamente brasileiras.[2] A improvisação é condição básica do bom chorão, termo ao qual passou a ser conhecido ao músico integrante do choro, bem como requer uma alta virtuosidade de seus intérpretes, cuja técnica de composição não deve dispensar o uso de modulações imprevistas e armadas com o propósito de desafiar e a capacidade ou o senso polifônico dos acompanhantes. Além disso, admite uma grande variedade na composição instrumental de cada conjunto e comporta a participação de um grande número de participantes, sem prefixar seu número.
Os primeiros conjuntos de choro surgiram por volta da década de 1870, nascidos nas biroscas do bairro Cidade Nova e nos quintais dos subúrbios cariocas. O flautista e compositor Joaquim Antônio da Silva Calado, os pianistas Ernesto Nazaré e Chiquinha Gonzaga, e o maestro Anacleto de Medeiros compuseram quadrilhas, polcas, tangos, maxixes, xotes e marchas, estabelecendo os pilares do choro e da música popular carioca da virada do século XIX para o século XX, que com a difusão de bandas de música e do rádio foi ganhando todo o território nacional.[3] Herdeiro de toda essa tradição musical, Pixinguinha consolidou o choro como gênero musical, levando o virtuosismo na flauta e aperfeiçoando a linguagem do contraponto com seu saxofone e organizou inúmeros grupos musicais, tornando-se o maior compositor de choro.
Wikipédia 

Do Projeto, Crônicas Esparsas : Moleque.


                                                 ( Imagem por pesquisa. / Google.)
Pés descalços... braços nus ...
Cabeça nas nuvens.
Ou pés nas nuvens?
Cara de desnutrido.
Lá vai o moleque ...
Faz uns trejeitos,com jeito,frente ao carro do homem carrancudo.
Malabares.
Mal estares.
Na parelha,vejo toda cena.
Nossos vidros fecharam-se,rapidamente.
Quem nos garante,nesta  Paulicéia,desvairada??
Um vacilo ... basta.
E somos presas,não do acaso.
Quem nos garante de quem?
Quem é quem,marginal?
Marginalizados somos.
Heróis?
Bandidos?
Normais?
Anormais?
Depende da ótica de quem ... e de que lado estamos.
E ironicamente,estamos na Avenida Marginal.
Abre o farol ...
Seguimos viagem.

Tata Junq

Pensando "cá com meus botões..."



Angariar fundos,
bem no fundo.
Profundo,
qual poço em abandono,
mas produtivo.

Assim deveríamos ter,na sabedoria,buscas e cavações

Pro fundo.

E beber,saciar sedes,que acabam sendo tantas,ao longo de nossas existências.
Pensando ...

Tata Junq

domingo, 29 de janeiro de 2017

Fato! ( Do Projeto,Palavras Ao Vento.)



"Boca fechada num entra mosquito!"
(Diz o dito popular.)
Nem sai lagartos!!!
(rsrsrs...)
Assim,lida-se com as intemperanças.
É meu amigo,minha amiga ... quando for preciso.respira fundo e fecha a boca.
" Quando um não quer,outro não briga".
( Mais um dito popular.)
 ...

Boa nova semana!
E Janeiro está chegando ao fim ... e a Vida "corre",ligeira.
Né não?!
Grande abraço fraterno!

Tata Junq
(30/01/2017  02:44 )

Páginas viradas.Quem disse,que Palavras Não Voam Ao Vento???? ( Do Projeto,Uma Alma Feminina.)



SINGULAR.
Poderia ser contrário a plural,na gramática.
Mas adjetivando,és singular,entre tantos,
mesmo tendo-me provocado,tantos prantos.
E acredito ser único,agora.
( Porque resolvo,propositalmente, resgatar-te.)
Quem disse,que amor,tem-se,um,apenas?
Quem disse,que herói não vira bandido?
Quem disse,que remédio cura?
Quem disse,que rei não reina sem rainha?
Quem disse,que mortadela é comida de pobre?
Quem disse, que cobra é peçonhenta?
Quem disse,que viver é mágico?
Quem disse,que sapato não é chinelo?
Quem disse,que carvão vira brasa e não cinzas?
Quem disse,que escuro é ausência de luz?
Quem disse que cachaça,não é água?
Quem disse,que mordomias é pra rico?
Quem disse,que burburinhos ventilam?
Quem disse,que João não é Maria?
Quem disse,que a paz depende da guerra?
Quem disse,que amor é cego?
Quem disse,que eu te amaria pra sempre?
Quem disse,que a dor é abrigo de sabedorias?
Quem disse-me, para eu não sentir tua falta?

- Vou sentir tua falta ...
- Não sinta.

Então, no disse- me- disse ... de tantos pensantes,tornei-te único,agora.

Este diálogo,nada amoroso,tornou-se leproso.
Chagou,doeu.
E o que era encanto,se perdeu.
Perdi-te,de pronto.
Perdeu-me.
Ninguém precisou dizer-me.
Não haveria futuro pra nós.
Olhamos os fogos da janela ... distantes.
Assim nós,fogos,que arderam em explosão ...
Apagamos.

A propósito,coube bem essa canção de agora ...
Só faltam os sushis.

Nenen
( Uma Alma Feminina.)

Por:Tata Junq


Tu(a presença.)



Entre linhas,
infortúnio.
Tua presença,
valente.

Teimosamente,
 vigente.

Entre panos,
bordados,
cuidados.

Entre anzóis,
seguro,
fisgado.

Entre rodeios,
cavalheiro,
arredio.

Entre sonhos,
falsos argumentos.
         ...

Deito-me nas linhas,
só.
Entre queixas.

Tata Junq

sábado, 28 de janeiro de 2017

Conjecturas na madrugada,no sábado do Janeiro,de 2017

                                                    (Imagem por pesquisa./ Google.)


Em mãos,cores.
Flores.
Desalinhos e tristeza,perda.
No foco,a flor,viva... outra a parecer, sombra.
Vida & Morte
(Se há um credo,sejam sempre um acordar.)
Uma decorrência,em sequência ... um elo,infinito.
O que é a morte,se não,vida?
O que é vida,se não,num dia qualquer, morrer?!
Um estágio.
Um corpo que vive,um dia morre.
(E um espírito,a viver.)
Nessa essência,somos ... ou fomos projetados.
"Num dia,voltamos pra casa" ...
Creio,que haverá abrigo.
 Sem a carga material,leves... mas aprendizes.
Eternos aprendizes,em evolução.
Aqui,lá,acolá ...sabe-se lá.
Há de ter abrigo!
Mas teimamos em sofrer,quando seres que amamos,deixam seu envólucro terreno.
Difícil entendermos e lidarmos com ausências físicas.
Sequer concebemos a LIBERDADE  da transição ou de rumos novos.
Felizes,os que deixam rastros de saudades ...
Porque saudosismo por alguém... é sinal compensatório,tendo prazo de validade,com validades,marcadas e garantidas.

Boa noite a todos!
Paz aos corações em sofrimentos por "perdas"!
 E que essas conjecturas sirvam para garantir-me também o discernimento de admitir,que todo "fim",tem "recomeço."
E assim sendo,entender a morte de qualquer ser,inclusive e principalmente,dos que amamos,em convívio,por escolhas.

Tata Junq

Um registro difícil ...

                                            ( Registro de brinde à vida!!!)

Quero carregar esse sorriso em lembranças,Willian!

                                           Mais um querido que se foi ...
                                           Em meio a tanta dor,amor.
                                           Que os ANJOS lhe guardem!!!
                                     
                                           Tata Junq

terça-feira, 24 de janeiro de 2017

Do Projeto,Palavras Ao Vento:Fundamental.


                                              ( Imagem por pesquisa. / Google.)

LER.
CRER.
PODER.
( Verbos.)
LIBERDADE DE SER,SENDO.
(Cultura não dói,acrescenta.)

Tata Junq

Corujando?!

                                      ( Do Projeto,Um Olhar Tão Meu / Tata Junq )
                                          (Estatuetazinha,nesta imagem:Pedra,rigidez.)

                                     
CORUJANDO?!

Que importa se diurno ou noturno!
Que importa,se olhos fechados ou abertos!
Sinta a pulsação de um corpo.
Assim leve,assim metódico.
Assim vida,ainda.
Sem novidades ...
Assim, tão querente do viver.
E reagente,agente.

Pergunto,afirmando.
(Quando creio na brevidade.)
Tudo passa!
Tudo acaba!
O que fica?
E,respondendo ...
Vezes,rastros de saudades.

Tata Junq
25/01/2017

Musicando & Pensamentando: Resgate na madrugada...


Dia de lembrança de morte ...
Quando houve pressa de vida,surgiu o fim.
Pergunto: se há vida depois do depois?!
E qual resposta houvesse,sinto por sua vida não pulsar ainda ...
Faz-nos falta,Dany!
E Belchior você escutava,num tempo antes,das cortinas fecharem ...
"Quero uma balada nova ..."
(Diz em uma das canções ...)
Tomara,que onde esteja agora,haja uma balada nova ... e que haja vida e alegrias!
Meu abraço na saudade ...  desculpas pelos pensamentos,que lhe resgataram,em dor.
Inté qualquer hora!
Tata

Tata Junq // 25/01/2017
                                     ( Do Projeto,Um Olhar Tão Meu // Tata Junq)

Há um tilintar ao vento.
Atrito ... sonoridade.
Aprecio o som ... e amo ventos.
E tenho sinos dos ventos em lugares da casa.
Há um adequado na minha janela do quarto.
Que os ventos anunciam?
Quebram o silêncio ...
E há lógica,estou viva.
Pensamentos são como sinos ... tilintam ...correm ao vento.
Vezes alcançam pessoas.
Vezes são leves,vezes pesados ... principalmente quando há preocupações.
Resolvo escutar uma música ...

E repenso a vida ...
E deixo ao "encargo" dos Anjos,o destino de cada um,orientado,iluminado.
Creio,que posso dormir ...
Você ouve os sinos-dos-ventos?
Agora há silêncios,nos braços de Deus.
Boa noite!

* E se VC,tem um ANJO ESPECIAL em sua vida,que bom!
Tomara,que tenha a competência "Dos dos Céus"!!!!

Tata Junq

24/01/2017


sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

#musicatudodebom Yeahhhhh!!!! Na partilha ...



Quem gosta,aplaude!
Boa noite!
E,bom dia!

Tata Junq

Do Projeto,Crônicas Esparsas: Aquele homem.

                                                   ( Imagem por pesquisa. / Google.)

No bolso da camisa,numa transparência,o maço de cigarros.
Parou,acendeu mais um cigarro,entre os tantos,que já consumira no dia.
E sua cara era de satisfação,prazer.
(Como se aquela fumaça o edificasse.)
Até sua postura transformara-se ...
Esguio,parecia ter o poder ... até que engasgou.
No primeiro momento,pensei:"bem feito!"
(Sem dó nem piedade.)
Andava cansada de ser fumante passiva,mesmo estando naquela praça.
Mas meus pensamentos entraram em colapso e fui tomada de um arrependimento desesperado.
Parecia convulsionar ... e foi acudido ... e senti nojo da respiração boca a boca,que um homem
realizou.
(Não por ser homem colando boca de outro homem.)
Nojento assoprar aquela boca,que fedia nicotina e alcatrão e escondia aqueles dentes amarelados.O bafo daquele homem era horroroso.
Veio a ambulância,chamada.
...

Não o tendo visto mais ... após uns meses,perguntei : - e ele?
- Morreu?
- Hanham ..
(Disseram-me.)
No mínimo,enfartou,retruquei.
- Hanham!
- Isso que dá fumar tanto ...
- Na verdade,trocou os cigarros por batatas fritas...
-Tá de graça,comigo,né?
- Loucura,gordura,loucura!
(Resposta obtida e séria.)
Estou a pensar agora ... e só não rio,por respeito ao morto,e pra rimar,como dizia minha falecida avó,"pau que nasce torto,não tem jeito,morre torto"!
- Morto!
- Pau torto!
E prossigo meu caminho ...
Não sendo fumante,prometo a mim mesma não mais entrar nos "food" da vida... e os beiços salivam ao pensar nas fritinhas molhadas na maionese ...ou catchup ...
Afffffffffffffffffffffffffff...!!!!

( Eu crio,invento ...rsrs ... qual pé-de-vento!)

Tata Junq


Do Projeto,Palavras ao vento: Dragões de cada dia ...

                                        ( Imagem por pesquisa. / Google.)

E de pequeno,fez-se gigante.
E enfrentou o Dragão,na sua enormidade.
Corajoso,nobrezinho cavaleiro,armado em espada.
Assim somos,enfrentando nossos inimigos: "problemas".
Quem não os tem?!
Vezes,metem medo.
Vezes minam nossas coragens.
Vezes nos testam.
Vezes ...
Sentimo-nos encolhidos,e pequenos.
Mas aí,uma vozinha interna,grita,afugentando os medos ...
E viramos Sansão contra Golias!
E viramos coelhos-cavaleiros contra Dragão!
E descobrimos SERMOS CAPAZES,com pedra ou espada.
E o PROBLEMA vira NADA!!!
SOLUÇÃO.

Tata Junq