domingo, 23 de abril de 2017

Curiosidades.DARUMA

                                                                                     ( Do Projeto,Um Olhar Tão Meu. / Tata Junq)

                                                                                                              (O Daruma ao lado do Buda ... Peças minhas.)


Conheça o Significado do Daruma, Boneco da Sorte Japonês

O Daruma だるま (lê-se darumá), também conhecido como Dharma, é um boneco redondo e oco, feito artesanalmente e geralmente da cor vermelha, mas podem ser encontrados em outras cores também. Esse boneco faz referência ao Bodhidharma, fundador da Seita Zen do budismo. Mas por que a cor vermelha? O que essa cor representa?
A cor vermelha representa o manto de um sacerdote de alto nível e segundo as superstições, essa cor afasta o “mau olhado” e doenças. Apesar de ser considerado um Omocha, que significa brinquedo, Daruma é rico em simbolismo e é considerado um talismã de boa sorte e símbolo de perseverança para os japoneses.
Significados das cores do Daruma
Vermelho: boa sorte, felicidade
Azul: saúde, longevidade
Amarelo: segurança
Preto: fortuna, prosperidade
Branco: Amor, Harmonia
Por que o Daruma não tem olhos?
Segundo a lenda, quando o monge indiano Bodhidharma, embrenhou-se em uma caverna para passar nove anos meditando, ele teve que combater a sonolência. Ele pensou:
“Por eu ter olhos, as pálpebras caem sobre eles e eu começo a cochilar.”
Então, em um ato ousado, cortou suas pálpebras para se manter acordado.
A lenda diz que após esses 9 anos de meditação, Bodhidharma atingiu o tão desejado ”estado de iluminação”, ou seja, ver com a mente, ao invés dos olhos. Foi assim que ficou relacionada à esperança e a realização de sonhos devido a paciencia, perseverança e obstinação.
Por esta razão, os bonecos são vendidos sem olhos, e segundo a tradição, você deve pintar um olho e fazer um pedido e só quando seu desejo for realizado, que você pintará o outro olho.
Após seu pedido ser atendido e o olho pintado, a tradição manda queimar o Daruma. E aí, você poderá comprar um novo e seguir esse ritual anualmente, de preferência no começo do ano, para começar um novo ciclo de sorte e prosperidade.

Por que o Daruma tem a forma arrendondada?

O amuleto Daruma não possui braços ou pernas. Isso mostra a influência do real Daruma Daishi sentado em longos anos de meditação, onde as pernas e braços estão encolhidos e atrofiados sob o manto vermelho.
Também não se consegue deitar o boneco, uma vez que sua forma é arrendondada e possue uma base mais pesada que o resto do corpo. Isso também traz um significado importante, que não podemos “jamais desistir” dos nossos objetivos.
Tanto que há um provérbio japonês que se diz:
“Nana korobi, ya oki”, que quer dizer: “Caia 7 vezes, mas levante 8 vezes”.

Sombrancelhas e barbas do Daruma


Templo Syorinzan Darumaji em Takasaki
Em Takasaki-shi, província de Gunma Ken, existe um santuário especial aos Daruma. Diversos artesãos trabalham na confecção dos amuletos, que geralmente são feitos em papel machê.
A barba e sobrancelhas do Daruma são pincelados artesanalmente. As sobrancelhas são pintadas de forma que lembre o pássaro tsuru e a barba em forma de uma tartaruga (kame), dois símbolos de vida longa no Japão.
(Pesquisa através do Google / Japão Em Foco.)

Curiosidades. TSURU.

                                       ( Do Projeto, Um Olhar Tão Meu. / Tata Junq.)
                                           Este é meu.

O que é Tsuru:

Tsuru é uma ave sagrada do Japão. É o símbolo da saúde, da boa sorte, felicidade, longevidade e da fortuna.
Conta a lenda japonesa que o tsuru pode viver até mil anos. É considerado o pássaro companheiro dos eremitas que se refugiavam nas montanhas para meditar, acreditando possuírem poderes sobrenaturais para não envelhecer.
Diz a lenda japonesa que se a pessoa fizer 1000 tsurus, usando a técnica do origami – arte secular de dobrar o papel, com o pensamento voltado para um desejo, ele poderá se realizar.
Inicialmente o origami do tsuru tinha apenas função decorativa, era utilizado para enfeitar o quarto das crianças. Mais tarde, o tsuru foi associado às orações, sendo oferecidos nos templos, acompanhados de pedidos de proteção. Hoje é usado como enfeite nas festas de ano novo, batizados, casamentos, entre outras comemorações.

O Tsuru e o Dia da Paz

Em 1945, depois da explosão da bomba de Hiroshima, surgiram várias doenças no Japão, entre os sobreviventes da guerra. A pequena Sadako, com 12 anos de idade, foi diagnosticada com Leucemia.
Em tratamento no hospital recebeu de um amigo, vários papéis coloridos para que ela fizesse 1000 origamis do tsuru, junto com o pedido de cura. Como a doença se agravava a cada dia, Sadako começou a pedir pela paz mundial.  Mas, no dia 25 de outubro de 1955, ao completar 964 tsurus, ela faleceu.
Os amigos completaram os 1000 tsurus e iniciaram uma campanha para arrecadar dinheiro para construir um monumento pela paz. Em 1958 o monumento foi inaugurado, no Parque da Paz de Hiroshima. Todos os anos, no dia 6 de agosto, dia do bombardeio, se faz uma cerimônia no parque, pela paz e para lembrar as vítimas de Hiroshima.
( Pesquisa através do Google.)

sábado, 22 de abril de 2017

Do Projeto,Palavras Ao Vento : Passa.

          
                                                            ( Imagem por pesquisa. / Google.)

Em meio às necessidades,os sinos dobram,os joelhos dobram,a humildade,regenera.
Descobrimos nossas incapacidades.
Descobrimos nossas verdades.
E diante da impotência,clamamos aos céus,misericórdias.
Há um tempo a cumprir ou cumprido.
Está ruim pra você?
Passa!

Tata Junq

- Já viu o céu hoje?

                                                 (Do Projeto,Um Olhar Tão Meu. / Tata Junq)

Olhou para o céu hoje?

Há encantos,além dos telefones celulares em nossas mãos,bisbilhotando vidas.
Sim. 
Bisbilhotar é um bom tema definido e a definir.
(A cada alcance de uma vida alheia.)
Olhou o céu hoje?
Viu o farfalhar das folhas ao vento?
Escutou a passarada?
Beijou sua amada?
Passeou de mãos dadas?
Sorriu pra um vizinho?
Riu de seu cachorro?
Afagou um filho?
Olhou o céu hoje?
Se cinza,se claro,chuvoso ou nuvem-de-algodão?
Ou estrelado e enluarado?
Há tempo ainda.
O Mundo conclama na palma da mão.
Bem isso hoje,na modernidade e virtualidades.
Quando tão simples,seria viver,fora de telas e sentir a brisa da manhã.
Eu empresto o meu céu,agora.
Esperando,que as pessoas notem os seus.
E que seus olhares cruzem as ruas,buscando sorrisos,que se irmanem aos seus.
Felizes e certeiros olhares,desejo-lhes.
Bom dia!
E,reforço: - Já viu o céu hoje?!

Tata Junq

Pensamentando na madrugada ...



Permanecer em silêncios,quando ruídos espalham-se em nossas mentes.

Aprendemos com o tempo.
Hora do manifestar-se,hora do recolhimento.
Espelho-me.
Há sorrisos,ainda.
A criança-de-mim,não dorme.
Eu a alimento com flores,cantorias miúdas e monossilábicas,tal qual,
no jardim da mamãe e da vovó.
Um paraíso-confesso!
Único.
Num tempo sem dor. Só de achados e descobertas.
Num tempo de rainha,sem súditos... só uma gatinha a me espreitar.
Crescemos,adolescemos,tornamo-nos adultos,envelhecemos,meu(minha) caro(a) amigo(a).
E,aos poucos morremos.
Há um dualismo contido em essência: vida e morte.
Viver é mágico. Morrer é mágico,tanto quanto.
Renascer, seria mágico também.Ou,será.
Um ciclo,que não se fecha.
Ciclismo temporal.
Não sou,nem serei um ponto final.
Um "clic"!
Um sorriso!
Esse posso ainda e vou deixar.
Bom dia!
Bom domingo!
Bons sorrisos,bons motivos!

Tata Junq


Musicando & Fotografando & Ilustrando & Pensamentando ...MÃE.

                                       (Imagem recebida ... desconheço autoria.)


Nas linhas tênues d'água ...

Escreve-se,saudade.
Na rosa depositada,amor.
Trago no corpo a rosa tatuada.
Não há um nome,nomenclatura,que possa declarar amor,maior.
MÃE!
Sobram lágrimas espalhadas.
E estreita-se caminho ... no sorriso de covinhas,ou mesmo seriedades,na recordação
de tantas conversas,partilhadas.
E crio atalhos para estar junto,pra ter alma renovada.
Maio vem aí,como marco do Dia das Mães.
Seu dia,é sempre.
E,canto... meu encanto por ti!!!
Tuas rosas florescem,sempre...a mana cuida da roseira com afinco e amor.
Tata Junq


                                             ( Da sua roseira ... mérito dos cuidados da Su.
Do Projeto,Um Olhar Tão Meu /Tata Junqão Meu / Tata Junq)

domingo, 16 de abril de 2017

Domingo Pascal.

                                       (Imagem/Cartão,via Facebook.)


O Dia Pascal tem endereço certo. Começa no lar de cada um.
Feliz, quem tem familiares pra abraçar,na essência verdadeira do dia.
E,chegar a tds os lares,na amizade fraterna,igualmente,importante.
Desejo a tds,um dia ricamente harmonioso.
Chocolates para alimentar o corpo,mas que se adocem as almas!!!
FELIZ PÁSCOA!
JUNQ

Dia Pascal



Ressurgir...renascer...passagem...seja qual conceito for... que haja vida renovada ...alma lavada,sem preconceitos e trabalhada para emanar um bem maior,fraterno, justo,AMOR...seja a quem for...
Difícil?Talvez sim...somos humanos,falhos e"pedras brutas" a serem lapidadas.
Que o AMOR DO CRISTO nos toque profundamente!E que possamos ser melhorados ...e nos tornemos seres em LUZ,em paz.
FELIZES DIAS DE PÁSCOA!
(Creio,que renovações,cabem em todos os dias oportunos.)


Tata Junq

quinta-feira, 6 de abril de 2017

Do Projeto, Coisas & Coisas & Coisas,da Tata Junq.

                                      ( Imagem por pesquisa. / Google.)


Se o tempo,não é o tempo ... se relógio,nada marca...
Pra quê gastar o hoje,que foi ontem e que será amanhã?
Aras!
(rsrs...)

Tata Junq

Do Projeto, Coisas & Coisas & Coisas ... da Tata Junq


Se o amor é limpo,não é preciso,que se lave o peito.
Né?!

Tata Junq

Do Projeto, Crônicas Esparsas : DOR,tão dele.


                                                 ( Imagem por pesquisa. / Google.)

Dobrou os joelhos em dor.
Se pensa,que em desistências,enganou-se.
A dor era profunda,além das entranhas.
E,chorou.
E no silêncio d'alma,curvado,sentiu a dureza do chão ... dos joelhos,somente apoio.
O peito,o estômago,pareciam um só ...retorciam.
E,chorou.
Chorou todas as desgraças,os fracassos,o desamor de si.
E,chorou.
E,chorou e chorou.
Soluçou compulsivamente.
Pra depois,levantar-se ...em esforço.
Limpou o rosto,o nariz gotejante ... e seguiu o pequeno atalho,que o levaria pra casa,onde nasceu.
Lá veria seu velho pai e sua mãe,morta,ainda na cama.
Não houve tempo hábil para vê-la,viva e num último abraço,dizer do seu amor e pedir sua bênção.
Na fronteira da dor,curvou-se.
Sequer lembrou-se menino,com atiradeira na mão ... nem do canto dos passarinhos ou piados,que vinham  da mata ... que rodeava a casa de sua infância.
Assim como um dia se foi,veio.
Homem-menino. Menino- homem.
Uma mescla.
(Perdido em dor,rever seu maior amor.)

Do Projeto, Crônicas Esparsas.
Por, Tata Junq

Do Projeto, Palavras Ao Vento ...



Quando tudo for pequeno,no reino das atitudes alheias,faça-as firmes,lúcidas,coerentes e construtivas,as suas!
( Sugestão,apenas.)
Feliz abril!
Tata Junq

terça-feira, 28 de março de 2017

Proposta.

#musicatudodebom 
#propostaparaumnovodia
A estrada perfeita é a que nos leva à nossa morada...nosso eu.
Que seja reduto de paz!
Sendo assim,poderemos estar em qualquer lugar...
É preciso enfrentar nossos medos todos...resolvê-Los,superá-los...remover o indesejado.
Esta estrada é longa ...vezes cansativa...vezes,cruel.
Porém, não impossível.
Tenhamos um bom dia!
Tata Junq


segunda-feira, 27 de março de 2017

Do Projeto,Crônicas Esparsas : Maria.

(Imagem por pesquisa./Google.)
(Paula Rego retrata uma mulher sofrida.) 

Maria não é João.
Nem João é Maria. Nem Berenice.
Maria é Maria,nem gueixa,nem concubina,nem prostituta,é pedreira.
Braços fortes,cintura larga, não pinta os lábios.
Vez ou outra,chora.
De amor? De dor?
Marecão é seu apelido,e ela nem dá ouvido.
Agora,bate uma marmita.
Pouco falta pra terminar serviço.
Tem casa,tem filho,tem sofrências,mas aprendeu a dobrar a vida,e ganhar sobrevivência.
Maria,é das Graças.
Abençoada,desde a pia batismal.
Maria não é qualquer Maria... mas caberia também,o Das Dores.
Ode à Maria Coragem!
Assim a chamaria.

Tata junq

Do Projeto, Crônicas Esparsas : João.


                                                                 ( Imagem por pesquisa. / Google.)


 nuvens no céu,aborrecidas,chovendo nos marços-da-vida.
Tal coração,quente e sofrido,de João,de Maria, de todos os incompreendidos.
João acorda e se envolve na preguiça.
Levantar pra quê?
Aproveita ainda a sombra,enquanto não lhe invade,frestas,a luz forte da manhã.
O Sol brilha. A alma de João,quer dormir,quer breu ou cinzas.
Há muito,João morreu pra vida.
Embrulha-se no lençol fétido de urina.
Não tem fome.
Vezes,levanta a cabeça,espia e dorme.
Assim foi,até seu prazo expirar-se.
João,num dia de inverno,morreu.
Frio,fria alma,frio corpo.
João virou alma-moleque,correndo,buscando colo de mãe.

Tata Junq

Quem dera ...



                   ( Imagem por pesquisa. / Google. )


Quem dera o alcance de uma borboleta,entre flores,depositar,minha vida.

Quem dera,o nectar-último,adoçar a alma.
Quem dera?
Quem dera?
Quem dura?

Tata Junq

terça-feira, 21 de março de 2017

Pensamentando ...

( Imagem por pesquisa. / Google.)


Liberdade faz sentido.
Nascer,faz sentido.
Viver, faz sentido.
Morrer,faz sentido.
Só não faz sentido,impor-se verdades,como fossem únicas.

Bendigo,todas  as dúvidas.
Dá-nos, direitos, da evolução.

Tata Junq

Registro.

Há pedaços
que não
se 
juntam.

Melhor assim.

No desencanto,
fragmentos.

Tata Junq

( Mero exemplo,da alma de uma gente.)

Assim ... borboletas.

                            ( Recebi imagem,desconheço autoria ...infelizmente.)

O improvável acontece?

Pensamentos borboleteiam em papéis,de papéis.
Assim a criação.
Perdem-se nas "cacholas" dos outros ... e depois retornam,fecham-se em livros,nos rabiscos,nos contextos ... nos papiros...em paredes ... nas cinzas das inquisições ...
Mas voaram ...
E ainda voam.
Voarão em telas digitais,qual marcas de dedos ... cada qual na sua " unicidez".
Identidades volitantes.
Borboletas.
Amontoados de letras.

Tata Junq

Musicando a vida ...

O Show continua!
#musicatudodebom
Louros à LIBERDADE!
Não sei,se às escolhas de cada pessoa.
Sei das minhas,conscientes.
E,continuo em lutas..
E,mesmo em amarguras,sorrio pra VIDA.
E há no fundo do poço,pirilampos...e como é linda a vida!

Tata Junq


sábado, 11 de março de 2017

Se ...



Se a vida for mar,mergulho!
Se a vida for brisa,sinto-a!
Se a vida for vento,viajo!
Se a vida for doce,degusto!
Se a vida for trovão,relampejo!
Se a vida for lixo,reciclo!
Se a vida for amor,reparto!
Se a vida for deserto,Oásis!
Se a vida for ceifada,reviverei
in memoriam ...
Assim,tão assim,tudo um pouco.
Não sendo,o absoluto!

Tata Junq

Quanto ao Dia Internacional Das Mulheres ...

                    (Imagem por pesquisa. / Google.)

QUERIDAS AMIGAS E AMIGOS ...

MOMENTO REFLEXIVO & PENSAMENTANDO.

Todo ser social admite "maneiras" para um viver,coerente.
Todos nós queremos são coerências de atitudes e não admitimos a FALTA DE RESPEITOS,de qualquer ordem ou natureza.
As MULHERES do Mundo,as "BRAZUCAS",querem viver dignamente,respeitosamente.
Não tem esse papo de SER MELHOR...
Tem esse papo DO SER POSSÍVEL SER.
Cada uma à sua maneira,possui virtudes,mazelas,conflitos,decisões,indecisões,amores,prazeres,
desprazeres,alegrias ou dores -como QUALQUER SER HUMANO -com direitos e deveres,sociais.
Boas novas,teremos,quando estatisticamente nos provarem,que há mulheres vivendo em condições dignas e sendo respeitadas,mesmo diante de limitações.
O RESPEITO é BASE FUNDAMENTAL, com ele,vem todo o BAGAGEIRO de SENTIMENTOS possíveis e disponíveis.
Ser mulher, pra mim, é uma honra.
SER MÃE, é uma DÁDIVA!
Bom dia,MULHERES!
Por mais um dia,estamos neste "Planetinha" ...mostrando que SOMOS CANDIDATAS ÀS ALEGRIAS,À FELICIDADE, SEMPRE!

Tata Junq

sábado, 4 de março de 2017

Que possam existir "vozes"!!!! NÃO, AO ANALFABETISMO CULTURAL!!!!SIM,À ESCOLARIDADE & EDUCAÇÃO!!!!!

                                                             ( Imagem por pesquisa. / Google.)

As letrinhas escapam,ordenadas,montando idéias.
Poder ler é um mágico poder.
Pensamentos voam ao vento,pincelando emoções.
Pior que ser analfabeto,é ser desprovido de imaginação.
A leitura cria imagens e seres,que dançam como bailarinos,num contexto,na "música"de seu criador.

Surdez dos ignorantes ... cegueira dos ignorantes ... mudez das ignorâncias,que são tantas.
Penso em tantas criaturas,sem oportunidades e conheço algumas.
Quão difícil é estar marginalizado.
Quão difícil ser desajustado intelectualmente ...
Penso nas escolas do Brasil, nos ajustes e desajustes ...na falta dos incentivos às leituras,nas reflexões possíveis e passíveis ... na falta delas,nas inadequações delas ... de prioridades, que deveriam existir, na Educação...
E os analfabetos resistem,insistem, ou são relegados a um canto qualquer ...
Tanto quanto a fome, de ordem alimentícia ...há quem deixa de ter fome do conhecer e existir,pelos descasos sociais,pela ineficácia de um Governo,incapaz.
E,no Brasil,carregado de corrupções e imoralidades éticas,EDUCAÇÃO É DESCASO!
Que pena!
Aquele que é capaz de "ler",entende o Mundo.
( Sabe interpretar,independe de palavras escutadas-emotivas-apelativas.)
Aquele que não,é cego e possivelmente induzido,incapacitado para lutar por seus direitos e como não,vezes sem conhecimentos de seus deveres.
Um Brasil,tão vasto.
Um Brasil que deixou de teimar em crescer,porque as prioridades são outras.
Engodos,ladroagens!!!!
Cultura?
Escolas?
Escolaridades & Educação?
Saúde?
...
Que pena!
Que lástima!
Quanto mais ignorância,maior facilidade a governar,conduzir,monopolizar!
Que lástima!
E as letrinhas?
Ficam agora nas entrelinhas de meu texto.
Que não sucumbam!
Que sejam protesto!
Mesmo que não tenhamos "glórias" & "glorificados"!
Que possam existir "vozes",de qualquer natureza em prol do direito à EDUCAÇÃO!!!

Tata Junq

#musicatudodebom Para relembrar a banda ...Letra e tradução ...



Catch The Rainbow

When evening falls
She'll run to me
Like whispered dreams
Your eyes can't see

Soft and warm
She'll touch my face
A bed of straw
Against the lace

* we believed we'd catch the rainbow
Ride the wind to the sun
Sail away on ships of wonder
But life's not a wheel
With chains made of steel
So bless me come the dawn
Come the dawn
Pegue o Arco-íris

Quando a tarde cair
ela correrá para mim
Como sonhos sussurrados
seus olhos não conseguem ver

Leve e quente
ela tocará minha face
Uma cama de palha
contra o laço

Nós acreditávamos que capturaríamos o arco-íris
Condiziríamos o vento até o sol
Navegaríamos para longe em barcos de maravilhas
Mas a vida não é um círculo
Com correntes feitas de aço
Então me abençoe!
Vem a Alvorada, vem a Alvorada