terça-feira, 1 de novembro de 2016

Embaralhando tudoooo ... Reinventar & Embaralhar & Estórias














                                           ( Imagem por pesquisa,Google.)

Brincamos no castelo.
Príncipe,cavaleiro-andante e eu Adormecida,sem ser bela.
Comi maçã,virei sapo,corri pro brejo,encontrei o Gato,que engoliu relógio,que era do Crocodilo,que tinha medo do Peter.
Eu só queria ser fada.
Eu só queria ser fada,sem sapato perder,como Borralheira,ao correr.
Nem ter Madrasta,nem nada.
Pensei até em ser Dulcinéia ...que pretensão a minha ...
Mas no fundo,queria ser fada,fadada a fazer mágicas.
Mas escondi-me do duende mal.
Deitei em flor.
Brilhei em pó reluzente e virei estrela-cadente.
Você,príncipe encanado,desencantado,nem me notou.Deixou de ser Quixote,
quis ser Super-Herói,e virou Homem Aranha,fiando sua teia,envolvido,envolvendo.
Caí no rio,virei Janaína e canto pro espelho,sabendo da beleza, que se perdeu de mim.
E este é o fim da estória?
Embaralhando tudo ...e sem ser reto, o LAMENTO.

Tata Junq


Enviar um comentário