sábado, 30 de outubro de 2010

Poetando , simplesmente. ES-PA-ÇO!



Passo a
régua,
faço
o
traço.
Circulo,
no compasso.
Centralizo
seu
sorriso.
Não dou
margem,
ao
abraço.
Puro cansaço!
Amasso.
Amasso.
Amasso,
folha,
que deu
espaço.
Que
deu,
es-pa-ço!








Tata Junq
Enviar um comentário