domingo, 19 de fevereiro de 2017

Prosopoetando : Sonhei-te.



Onde nascem os sonhos?
Vertentes das nascentes do inconsciente?

Meus sonhos se perdem.
Nada fixo ao acordar.
Somente fragmentos.
Não há sono profundo?
Moram os sonhos, na profundeza do sono?
E as lembranças?
Fragmentadas,sempre.
Alguns detalhes,não um todo.

...

Sei que sonho.
(Sem ser literal o assunto.)

...


Sonhei-te.
Num nascer belo.
Da nascente,
sem ser poluída,
como rio.

Jorrou,
contornou vias,
encontrou outros rios,
engrandeceu,
foi de encontro ao mar.

Salgou o que era doce.

Elevou-se,qual pororoca,
explosivo.

E,
perdeu-se,
misturado,
frágil,
incerto.

Serenou,
sem marolas.

Foi,foi,foi ...
Encontrar o infinito.

Tata Junq
Enviar um comentário