sábado, 21 de maio de 2016

Poetando às Avessas! No contexto.



                                         ( Assim tão menina...)

Carrego, que carrego, o cesto.
Carrego, que carrego, a arte.
Carrego, que carrego, a parte.
Carrego, que carrego, a pá.
E esburaco.
E esvazio.
E refaço e retrato,
o pó
do
lume,
que
unidos,
vira
berço,
Alma.
Que
ainda,
paira, 
no contexto.
Eu,
no
avesso.

Tata Junq
Enviar um comentário