domingo, 21 de junho de 2015

Do Projeto,"Conto um Conto": Cigana.

                             ( Imagem / Autoria com assinatura.)

Por mais um dia sentou-se à mesa,toda produzida.
Assim fazia,no cômodo pouco iluminado.
Profissional, na leitura das cartas.
Bonita ela,viu?
Olhei-a pela fresta da janela.
Estava mais séria do que o habitual.
Tentei entender a carta que ela observava.
Senti o tremor de suas mãos,seu nervosismo.
Sempre soube que antes dos atendimentos,ela checava sua vida.
Marianinha das faxinas,dissera-me.
Bom ... alcancei a rua,estava na minha hora,acabara o meu expediente.
Mal andei uns metros,escutei um tiro.
Parei e vi todo o tumulto,um corre-corre danado.
Logo,fomos impedidos de chegar perto.
Vi o SAMU retirar o corpo apressadamente,com todos os procedimentos,na tentativa de mantê-la viva.
Ouvi a gritaria ... Ela se matou,ela se matou ...!!!!
Que viu nas cartas?
Por que abreviou a vida?
Sabe-se Deus!
Morreu de fato?
Estou perplexo,passado e plantado aqui na rua,como a árvore,em que me apoiei.
Que mundo tosco,camarada!
Que gente doida,cara!
(Homem X)

Tata Junq
Enviar um comentário