quarta-feira, 10 de dezembro de 2014

Poetando às avessas: Sonho




Sonhei
que
sonhei
enrolados
fios.
Na desordem,
não
me
vi,
nem 
a ti.
Asas
a
nós.
Morri?
Morremos?
Ou,
desprendemo-nos?

Tata Junq
Enviar um comentário