sábado, 16 de agosto de 2014

Projeto: Costurando Lembranças : BOB ...ahhhh ...a vidaaaa!!!! Só aprendemos!!!!



Manhã,preguiçosa.
Netas por companhia,filho,lembranças de pessoas,orações,pensamentos sapecas ... kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk ...
O cafezão matinal, já servi.
Uns dizem que pareço mãe judia,outros, a italiana.
Mas sou mesmo a mamis Tata,ou a mamaaa ...ou ...vóooo ...rsrs...contente por ter como herança,a família que possuo.
E, paparico,mesmo,e capricho,até no visual, que ofereço.
Herdei este gosto,está na genética Andrade.
Ouço meu filho,fazendo charadas à minha petetica Raissa ...estimulando sua inteligência ...e é tudo divertido ...parecem duas crianças ...ela também faz as dela.
Padrinho e afilhada.
Bom isso!
E riem ... e , já teatralizaram ... e, a neta mais velha dorme em meu quarto.
Passamos parte da madrugada...ou quase toda ela ...no papo,nas trocas de idéias,ouvindo músicas,cúmplices,sempre.
Silêncios? Nenhuns!
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk ...
E agradeço por permanecer por mais um dia.
Já escrevi a amigos,mostrando meu amor,carinho e alguns consolos.
Bem isso,minha vida,desde sempre.
Ser solidária, é como pele que me reveste.Tive escola.
Quando jovenzinha, participava de eventos solidários,arrecadando alimentos aos necessitados,em cima de caminhão ...rsrs ... primeiros passos,de solidariedades ...
E,passei estes valores a filhos.
Tenho saudade dos meus tempos de rua,junto ao Grupo Algodão Doce,na distribuição de alimentações, nas madrugadas.
Muito aprendi.Doei e muito recebi,trabalhando valores,repensando valores.
É,esta vida,dá-me chances.
E, lembro com saudade,de um dos melhores e maiores abraços que já recebi,o de um homem de rua,que veio em minha direção,olhando fixamente em meus olhos,disse: - eu te esperava pra receber o teu abraço e o teu amor ...e me abraçou e eu o abracei,num amor profundo,limpo,sem desigualdades.Foram segundos de doação,e não sei dizer o quanto permanecemos no abraço.
Foi uma  sacudida gigante,um despertar à vida.
Era um homem sujo,em abandono ...mas de olhos penetrantes, e belo.
Toda vez que minh'alma chora e quero fazer desistências,lembro-me dele,o Bob Marley- das Ruas.
Somos, na jornada,um bem ou um mal a alguém.
Saibamos escolher.
Música hoje, em sua homenagem.


Bob, minha gratidão,por acordar e estimular minha humanidade!!!
Tata Junq
Enviar um comentário