quinta-feira, 29 de agosto de 2013

Poetando:QUASE



Sorri,
num
sorriso,
quase-perfeito.

Chorei,
em lágrimas,
quase-mar.

Amei,
em gosto
quase-desfeito.

Lembrei,
num suspiro,
quase-nervoso.

E, sofri
num ritmo
quase-cadenciado.

E cantei...
E cantei...
E,cantei,
num tempo,
morto.

Tata Junq
Enviar um comentário