sexta-feira, 11 de janeiro de 2013

Do Projeto Alma Feminina: Morte desejada,Alma lavada.



         NA SEDE DE VIVER!
MORTE DESEJADA,ALMA LAVADA.

Cheguei cedo em casa, e em desalinho vi a sala totalmente desmantelada. Copo derrubado no tapete, várias garrafas vazias e seu corpo desacordado ao chão. E resisti para não ser tomada mais uma vez em surtos e prantos. Neguei-me à limpeza,e aspirei aquele odor-medonho,que conhecia bem: suor,bebida e vômitos.

Queria que tivesse um fim,sem constrangimentos,desejei que houvesse sido um fim.
E foi ... depois de um tempo,vi que não havia respiração alguma. Desesperei-me e gritei,chamei e sacudi o corpo,já retesado.Pedi socorro,mas o óbvio já havia sido constatado,morto,era a sentença final.
Hoje, com menos peso,resgato memória e consciência com menos culpas,por ter desejado o enlace,sua morte e alívio para meus ais,diários.
Se destino, mão-de-Deus,bruxaria,ou energia de pensamento,não sei!
E quer saber? Feliz, por aquele infeliz ter sucumbido.
Sem remorsos!
Limiar das aflições : medos,limites e desejos,fundiram-se.
Somente um corpo no chão,medo e resultado de um desejo.
Se ruindade, não sei!
Nos saldos e balanços,eu sobrevivi aos maus tratos daquele homem-nojento!

( Uma Alma Feminina.)


Tata Junq


(09/2012)

*BOCADAAJUDA: http:tatajunqsolidaria.blogspot.com/
Enviar um comentário