sábado, 13 de outubro de 2012

Projeto Palavras ao Vento: Saudade.



Igual espremedor de limão,à mão,o tempo liquidifica a
saudade.
Vai diluindo lentamente,até que não doa mais.
Coa-se,abandona-se os resíduos impuros,ficando a seleta
pauta,conformação.
Aí,o suco desanda.
Perde o gosto,a graça.
A boca,amarga e a mão,derruba a taça.
Acaba.

Tata Junq





Enviar um comentário