domingo, 15 de julho de 2012

POETANDO ÀS AVESSAS : AVACALHANDO!



AVACALHANDO!


TU RIS,
ELE RI.


SENDO
RIO,
NÃO
RIO,
NÃO
RIMO,
NÃO TUSSO,
NÃO FALO,
TOMO
COCA-COLA.


NADA HAVER?
NADA A VER,
OU SEQUER
ENTENDER.


TU SEGUES,   
ELE SEGUE,
EU SIGO
NA
CORDA-BAMBA,
COLORIDAMENTE-FALSA,
NA
PORRA-DESTA-VIDA.


BABANDO,
AMOR.


Tata Junq
Enviar um comentário