domingo, 18 de março de 2012

Poetando às avessas ... Homenagem a Antonio.





"SAUDADEEEEEEE... NÃO TEM IDADE..."







Palma na bunda da peteca!
voandooooo ... pra outra mão!
E, no toma-lá- dá -cá , 
o vai-vem dos corpos,
os gemidos,
os sorrisos,
os gritos,
os  amigos.


Caiuuuuuuuuuuuuuuuuu... no chão!


Recordando com emoção,
mente gira,
qual pião,
na puxada da fieira
pra palma 
de
sua mão.


No jogo-da-vida,
deixei parte
de
meu coração.


Adolescer em sonhos,
qual bolinhas-de-sabão!


-ão, -ão, -ão ...
um dia,
você foi minha paixão!


Tata Junq
Enviar um comentário