segunda-feira, 18 de outubro de 2010

Poetando , simplesmente. CORAÇÃO BANDIDO.



Poetando, simplesmente: CORAÇÃO BANDIDO.


Que me cega,
que me cega,
que me cega!!!
Que
aleija,
aos poucos ...
Tropeços,
no
andar obscuro
e
incerto,
trôpego,
embebedado
de
quimeras.


Tata Junq
Enviar um comentário