terça-feira, 5 de outubro de 2010

Cirandiando o pensamento!






Ciranda


Na roda,
 marcada-alma.
Pés descalços,
ritmados ...
num amassa-amassa,
chão.
Num
chuta-chuta,
areia.
Coração,
em
ondulação,
foi pro
chão.
E
sofreu,
sofreu ...
E
escafedeu!
Foi
foi
foi ...


E
na simulação
das
ondas,
teimosamente,
sobreviveu.


Tata Junq
Enviar um comentário