quinta-feira, 17 de junho de 2010

Conjecturas da madrugada ... Acredito!



Amanheceu ... o dia é chuvoso, não é quente nem frio. E eu sento-me à minha mesinha para registrar conjecturas da madrugada.
Onde o amor?
Cabe em qualquer sorriso como também na dor, cabe aos estranhos, ao que de repente tornaram-se estranhos, ao que acreditamos conhecer, conhecendo, desconhecendo muita vez.
O ser humano é uma incógnita - dele nada sabemos por inteiro, o que reside no seu âmago ... suas reservas.
E acreditando sermos a somatória do "eu" e o "não-eu", social, é que digo que somos limitados, carentes de aprendizagens e lapidações para sermos melhorados.
E quem não erra? Quem é perfeito?
Somos seres imperfeitos, com todos os nossos -ais!
Quem deixou um dia de ser egoísta? Todos somos por algum motivo. Porque sonhamos por todos, mas não deixamos de sonhar por nós mesmos. Não deixamos de nos amar e queremos nosso próprio bem-estar. No fundo somos egoístas, sim, buscando nossa sobrevivência.
Hoje, seguramente, depois de tantos -ais, consigo ainda ter esperanças de uma humanidade melhorada. E aí reside todas as oportunidades que possamos oferecer a outrem, quando ele falha.Todas as pessoas possuem o direito e dever de melhoras. Para isso estamos neste Planetinha.
Feliz daquele que erra, que falha e que não continua omisso, que aprende lições e delas explora sua evolução, seu crescimento.Feliz daquele que consegue dar o seu ombro, suas mãos, seu colo, seu amor-fraterno, suas palavras, suas chamadas, "seus puxões" de orelhas a alguém que falhou.
Costumo dizer, faça a sua parte e espere apenas que a tenha feito, bem feita.O que virá a seguir, as consequências,não nos cabe. Cabe, coube ou caberá a quem de direito, que está sendo respaldado.Porque o livre arbítrio tem de ser respeitado.
Façamos nossa parte, tão somente.Comecemos por entender nossas ânsias e falhas.
Tornemo-nos exemplos, através de ações justas, corretas.
"O melhor exemplo, é o Frei exemplo", já dizia um grande professor meu, de Literaturas e Filologia, Pina. Todos sabemos discernir o certo e o errado. Não há aquele que seja desavisado o suficiente ...
E se alguém se perder em sua estrada e precisar de nossa pequenina luz-do-entendimento, façamos luz, reinar!
Deixemos a cada um a tarefa do aprender e do fazer.
Podemos, sim, avisar, retrucar, interceder na aprendizagem, mas nunca agir por alguém, lastimar ... o tempo é que será o senhor-da-razão!
Façamos nossa parte. Procuremos sempre seguir o caminho do bem, da verdade, da construção.
Bom dia, aos libertos!
Bom dia, aos que aprendem!
Bom dia, aos que erram!
Bom dia, aos que ensinam!
Luz no caminho de cada ser deste Planeta!
Minha manhã é plena de Paz! Porque aprendi e aprendo a ser um ser melhorado.
Abraço minha oportunidade aqui, agora.
E, digo: o PERDÃO é a MOLA-MESTRA da CONSTRUÇÃO e corre paralelo ao AMOR-DOAÇÃO!
Abraço-o irmão (a) fraterno(a), nesta manhã, nem quente, nem fria, mas agradecida por tanto e muito me ensinarem.

Tata Junq
Enviar um comentário