quarta-feira, 10 de junho de 2009

Momentos.

Há caminhos que desconheço.
Há medos... há anseios.
Há rumos frágeis
e
inquietos.
E eu,
somo
dúvidas
e
desamores.
Meu coração
bate
bradicardiamente,
lento, lento, len-to-o-o,
como meus pensamentos.
E eu,
vítima de mim,
desabo
em
prantos.


Tata Junq

Enviar um comentário