terça-feira, 3 de março de 2009

DUAL/ Poetando.



À margem direita do Rio
dos Sonhos,
está você!
E eu contemplo seu
perfil temeroso.
À margem esquerda do Rio
dos Sonhos,
está você!
E eu contemplo seu
perfil apelativo,
incerto.
Qual margem do rio,
assegura-me?
E eu sou levada pela correnteza...
escapando,
escapando...
vocês, ficando,
ficando ...
E eu, afogo-me
em mim.
Redundantemente,
perco-me.


Tata Junq
Enviar um comentário