segunda-feira, 12 de junho de 2017

Pensamentando ... um amigo despediu-se ... hoje,12/06/2017.


A morte serena o corpo.
O,em sofrimento.
Assim sendo,como fica o espírito,que se desliga dele?
Sofre? Liberta-se também?
Perguntas ao leu!
(Como o vento,que sopra minhas condolências e minha dor de perda.)
Muito difícil lidar com a morte,como também com a vida.
Muito difícil o "perder" entes queridos.
E o tempo,senhor-de-si,corre ... e vejo um a um de meus amigos partirem.
Fica a aprendizagem dura,que dura uma eternidade,parece ... e,parece não ter cura.
Hoje mais um amigo se foi ...
Numa madrugada fria,numa UTI.
Sei bem o que é ficar numa ... por três vezes ... em riscos.
Sei o que é ver um ente querido,numa ... também.
E meu amigo foi ... eu sequer pude velar seu corpo,num cerimonial ...
Estou acamada. 
(Com alma dorida demais.)
Domingo,olhei a cadeira vazia de sua varanda e doeu ...
(Pela manhã ... uma sensação de despedida,premunitiva.)
E,lembrei de nossa última conversa.
Um dia qualquer vou também.
Fato.
Nós tínhamos ciência de nossas fragilidades.
Não lhe disse adeus.
Quem sabe,cabe um até quando.
Quem sabe,organizaremos uma grande festa,como as Juninas,que realizávamos ... ou,passeatas nos carros em vitórias de jogos ... na praia,em nossas casas de veraneio,em viagens ... FELIZES ... e serenos,estaremos.
Quero lembrar do seu sorriso de satisfação,ao pilotar o "seu brinquedo",estradeiro que foi...
Que o seu caminho seja sereno,amparado de bons companheiros e que possa ser um tarefeiro ... porque do bem,sou testemunha que foi.
Em que espaço?
Nada sei.
Quero acreditar,que há um.
E que eu chegue também,no meu tempo exato.

Tata Junq

***O dia amanheceu frio...como os junhos partilhados...sem festas,sem vc,amigo-véio-de-guerra.Acolhido seja pelos Anjos!Amor eterno,"Delmo",meu amigo! ***
( Face.)




Enviar um comentário