sábado, 27 de maio de 2017

Do Projeto,Palavras Ao Vento ... Tristezas.

                                                       ( Imagem por pesquisa. / Google.)
O quê dizer das tristezas?
Senão,senti-las,num cálice amargo...
Eu as bebo,agora.
Numa dor,tão profunda.
Tão profunda,que me perco ...
Quisera ter o dom da magia ...e, pluft!
Jogá-las ao vento,prum mundo inabitado.
(Porque ninguém é merecedor delas.)
Clemência,Senhor Dos Poderes!
(Se é que há um.)

Em minha prece solitária,conclamo e reclamo.
Trocaria minha vida,por a dele.
Mas não tenho poderes,Senhor.
Imploro por seu resgate.
Imploro por LUZ abrangente em sua mente.
Imploro por ÁGUA,que lave sua alma,tão conflituante.
Imploro por FOGO,que queime seus desconfortos.
Imploro por TERRA,que enterre seus -ais.

É assim,que por hora,sei amar.

Tata Junq
Enviar um comentário