domingo, 6 de novembro de 2016

Poetando:Toque.

                                         (Lembrete:Direitos autorais,lado esquerdo.)

Toque.
(Se audaz ou doce calmaria.)
Lábios,que invadem a pele.
Assim,
leio
 o leito
 de nós.
Assim,o rio de nós.
(Correndo,fluindo.)
Assim o mar de nós.
(Sacudindo,brumas.)
Assim,a cachoeira de nós.
(Descendo,imperiosa.)
Assim a certeza,
confluência caudalosa.
Somos tudo,
naturalmente,
na sede
de
amar.

Tata Junq
Enviar um comentário