quarta-feira, 31 de agosto de 2016

SORRISO ... antes,só riso.


Fiz-me desenho,rabiscos no papel...
Cheguei tão perto ...
Na toada do vento,inclinei meus pensamentos.
Choveu apenas.
Choveu saudade,ternuras molhadas,desapercebidas.
Quis borracha passar em cada traço,em cada sentido.
Apagaria qualquer parte,menos meu sorriso,mesmo sabendo de que dele se esqueceu.
Este sorriso franco,que se irmana ao seu e,na distância se perdeu.
Insisto.
Sorriso meu procurando o seu.

Tata Jun
Enviar um comentário