sábado, 6 de agosto de 2016

Momento.


MOMENTO

No abandono,
pedaços.
Sou capela,
na

em
trapos.
Em lágrimas,
qual riacho.
E,solitária,
qual samambaia-do-mato.
Perdida,
Imprecisa.
Vazia.
Sem o calor
de
um 
abraço.

Tata Junq
Enviar um comentário