quarta-feira, 31 de agosto de 2016

Crônica - Reflexiva : Né,não?!

                                        ( Imagem por pesquisa / Google )

Amar à beça,olhar sem pressa,lamber com a testa ...
Tão sem-pé-nem-cabeça ... empolgados risos,coisas de sem siso...
Olhar janela fechada,guardiã de segredos...
Lá estavam eles,em gemidos,devoradores.
Com fome,sem nomes,no anonimato.
As horas passaram absolutamente normais,com um quê do quero mais.
As peles se juntaram num frenesi ...sem igual.
Ele,ela,na fome,na cama redonda-de-amar.
Conheceram-se na mesa de um bar.
No,posso fazer companhia?
E cabe a curiosidade?
Estão juntos hoje em dia.
Aí?
Que aí é aí.
Tudo tem de ter nexo ou julgamento?
Tudo na vida é como chuva ou vento, cheiro de mato ... natural,acontece.
Né não?

Tata Junq
Enviar um comentário