segunda-feira, 16 de maio de 2016

PROSOPOETANDO : SOU ...

Clique para obter Opções

Nas intemperanças
de
mim,
mora
uma
águia!
E vai aos cumes,
afiar garras e bico.
E rasante,
volta,
sobrevivente,
ávida
de
vida.
E,
carrega,
mata,
come.
Vezes
sou
gavião,
livre
de treinos e
e
treinadores.
Esperto,
lúcido,
predador.
Vezes sou
andorinha,
frágil,
sem ninho.
Vezes,
sou
eu,
sem asas.
Nem doce,
nem amarga,
nem fel.

Tata Junq
Enviar um comentário