terça-feira, 1 de março de 2016

Relato:Um "Dedin de prosa". ( Um bom dia a tds!)



Sorriso antigo.
Impulsiona-me,tê-lo,moderno.
O antes,o depois,o posterior,o futuro.
Sorrir faz parte.
Sorrir é arte completa.
Flui e pronto.
Isto lembra-me um fato antigo.
Eu,de sorriso fácil,constrangi-me.
Num teatro,comicidade.
(Sentada na primeira fila ...)
Não vou mencionar o artista,por respeito.
Nada! Nada de achar engraçado.
Petrifiquei.
Todos riam,menos eu,creio.
E foi de um constrangimento,horrível.
(De cara com o artista,numa proximidade real.)
Não sei se o constrangi,se fui pressão.
Na verdade,não deveria ter ido. A companhia de amigos,extrovertidos,amenizava a situação.
Senti-me devedora.
Rir,sorrir é a arte do retribuir,compartilhar.
Vezes sorrimos,sós.
( De nós mesmos.)
Vezes sorrimos sós,em companhias.
( Pode haver distância,na localidade.)
Deduzo,que sorrir faz parte,faz bem.
É uma troca.
Num dia,devi.
(Penso,que fui autêntica com o meu sentir.)
Mas aprendi e aprendo,que temos de definir nossas escolhas.
Explico.
Independente de nosso humor,de companhia,de gostos ... não temos o direito de constranger ninguém...
(Por atitudes ou falta delas.)
"Num tá afim?"
Esquece.
Fica em casa!
(rsrsrsrs ...)

Tata Junq

Enviar um comentário