quarta-feira, 2 de março de 2016

Do Projeto,Alma Feminina: O Homem do Violão.

Resultado de imagem para mao masculina tocando violão
( Imagem por pesquisa / Google.)

(No silêncio,o abandono.)
Que fora feito do abraço que o amparou?
Sentenciou ele,descaso de amor.
Pega o violão e compõe uma canção.
Entre dedilhados,acordes,a dor de amor.
Ouço-o cantar,assoviar,tocar ...
Não o vejo,nem sei como é.
Vizinho novo,daqui do condomínio.
Deduzo que é um desabafo.
Estou errada?
Talvez.
Tem uma voz bonita,harmoniosa,afinada.
Silêncio.
Que pena!
Quebrou o silêncio,mas acho que teve a noção do horário ... ou o síndico deu-lhe um toque.
Respiro fundo a compensar o cigarro ...coisa de fumante,arrependida.
( Nesta semana,prometi a mim mesma diminuir a quantia de cigarros que "como".Sim,como cigarros,não os fumo.)
E surpresa,vejo um homem idoso,creio ...de olhar perdido em sua sacada.
Foi num relance,breve.
Assustei-me.
(Porque ele desviou o olhar fixo do nada e me encarou.)
Não pareceu-me satisfeito.
Um olhar duro,de poucos amigos.
Será,que odeia todas as mulheres?
Ou pensou que o espionava?
Sei que fechei minha varanda,rapidinho.
Espiei entre a cortina,fácil vê-lo.Bloco vizinho da frente,dois andares abaixo.
Ele permaneceu por lá ...fumava,e continuava absorvido em seus pensamentos.
Impactante esta descoberta.
O homem do violão.
O homem que cantarolava,doce,era amargo no olhar.
Estúpido no olhar.
( Porque olhar,fala.)
E ele foi rude.
Nem pensar em tê-lo por perto num elevador.
Ainda bem,que é do outro bloco.
Na portaria?
Será que utilizará os jardins?
Mas por que estou pensando em tudo isso?
Melhor dormir.
Creio que é um homem estranho,e continuará sendo incógnito,se depender de mim.
Senti-me intimidada.
Aquele olhar atravessou-me como uma flecha.
Cruz credo,Ave Maria!
( Como dizia minha avó.)

Uma Alma Feminina / Devanilde
( Por Tata Junq.)

Enviar um comentário