sábado, 9 de janeiro de 2016

Assim ... tão divagante.





Que sentido há,quebrar a linha do horizonte,se a linha que escrevo,não passará desta tela?
Já começa perdida neste instante.




                                     .......................................................
            ALCANCE!
SEM
...
SEM
             ALCANCE!


SOMENTE,



MENTE.

Tata Junq
Enviar um comentário