domingo, 8 de novembro de 2015

Pensamentando & Musicando & Fotografando & Vivendo ... AZUL-MAR.









( Enquanto escrevia,lembrei-me da Canção ...)
********************

O azul-mar,ia distante,onde minha vista ousou enxergar.
Embaçada visão,tenho agora,é uma catarata,que não, todas de  Del Niagara.
Perdi-me na distância,que antes era tão clara.
Perde-me a Vida,coisa tão rara.
Não lacrimejo,águas vertentes em agonia.
Aprendi,que envelheço.
Vezes tateio ... a compensação do olho esquerdo,é atrapalhada pelo direito,que borra imagens.
Vezes penso em tapar o olho,qual pirata.
(E vontade não me falta,de saquear tesouros,escondidos,nos mares-de-mim.)
E,teimosamente,espio o mar,azul,vezes verde ... quando posso.
Não sei quando retornarei e a qual litoral.
(E,se retornarei.)
A primeira vez que vi um mar, o dia estava nublado ... caminhei descalça,nas areias frias ... desenhei o chão,lembrando-me de Anchieta e das aulas de Latim.
(Estava com o caderno em mãos,porque precisava estudar para prova de segunda época ... usávamos canetas tinteiros ... derrubei-o ... muitas folhas borraram ...)
Engraçado ... lembrar-me de tudo isso ... acho que por conta do mar e dos borrões de visão.
Eu amei o mar,desde o meu primeiro contato,mesmo cinzento ...
Diante dele,muitas emoções fluíram.Pude, sentir-me desenhista e poeta.
Ousei,no chão úmido,deixar minha marca,que ele sabiamente,levou.
Entendi o mar e ele,entendeu-me.
Ainda hoje,teima em levar-me,trazer-me,nas suas ondas revoltas ou mansas.
E, no vai-vem,não me canso de ser poeta.
Marcas no chão?
Não!
Palavras ao vento,ditadas pelo olhar apaixonado,perdido no azul,mesmo que borrado,pela VIDA,que ainda me abraça.
E,lá no limite,no horizonte,o Sol dorme e,ou acorda.
Quando dorme,salpica o céu de estrelas.
Magicamente,saboreio,qual chocolate meio-amargo,o prazer da existência.
E,no olhar agradecido,pergunto-me:
- Até quando?!
Já vi muitos mares ... e,pessoas muito especiais,junto a eles,fizeram-me companhia.
Bom também direcionar o olhar,no tempo,num resgate ... AZUL-DA-COR-DO-MAR ....
Lindo,azul.
Lindo viver e suas nuances e tons.
GRATA,estou.

Tata Junq
Enviar um comentário