quarta-feira, 15 de julho de 2015

Poetando às avessas ...ARREDIA.



Esporas.
Esporros!
Implora!
Dobrarás joelhos.
Dilacerás,
tua
alma.
Num quando,
talvez,
um dia,
o
perdão,
que
não
agora.

Tata Junq
Enviar um comentário