terça-feira, 30 de junho de 2015

Pensamentando & Musicando : O caminho,leva-me ...

                                           
                                                       ( A imagem, por pesquisa no Google.)

Há caminhos ... a percorrer, ainda?
Qual garantia?
Se fosse o derradeiro,queria assim marcado,folhas ao chão.
E olhar sem alcance,neblina...para surpresa do depois.
Não gosto do gosto do previsível,nem das marcações estreitamente objetivadas num fazer.
Planejamento de ações,perde-se,como se olhássemos um baralho com jogo de cartas-marcadas.


Gosto do espontâneo,do inesperado...
E, fala a canção,que veio à minha mente agora...
Uma juventude esvaída ...
Uma velhice ...um freio,que uma hora será puxado.
Não pularei folhas mortas...quero sentir,ouvir o farfalhar aos meus pisados ...como fossem marcas de minhas conquistas,lutas e também,perdas.
Assim gostaria da ida sem volta,bucólica,com sabor da saudade,cheiro das verdades,mansidão ao observar das flores,que naturalmente,serão ressemeadas.
Um traçado a cumprir,sem medos,aceito plenamente.

Tata junq


Enviar um comentário