segunda-feira, 18 de maio de 2015

Quem conta,conta. (Uma Crônica Esparsa.) & Sugestiva música

Quem conta,conta,aras!!!!

Sujeitinho à toa,esse Pacheco.
Da janela do quarto,do quarto andar,lança seu olhar,até onde haja alcance,
e esse alcance,é Maria.
Maria,que é mulher do Leandro,seu amigo.
E seu olhar consome cada ângulo daquele corpo,semi nu.
E seu desejo é ardente,consome sua noite.
Sem pudores.
Ela sabe que é desejada.
Desfila diante da sacada ... senta-se no sofá,provocadora ...sabe
muito bem que é observada.
Leandro dorme cedo,cansado do trampo ... cansado daquela carne,
já tão sem novidade.
Pacheco é solidário,solitário e sem escrúpulos.
Se ela der mole,crau!
Na certeza vai inventar um jeito,dar um jeitinho de "João sem braço",e passar o amigo pra trás.
Amigo! A-mi-go!!!
Agora?
Exatamente agora ... se masturba e, baba de desejos.
Amanhã?
Tem mais,na certeza.
Apaga a luz e dorme.
Encontrará Leandro no elevador,irão junto ao trabalho,falarão de futebol,da
loira do 95A ...
Maria?
Vai pra sua caminhada.
Acreditou?
Eu, é que num conto mais nada!
 ...rsrsrsrs...

Tata Junq



Enviar um comentário