quinta-feira, 21 de maio de 2015

Chorar faz parte.Sorrir faz parte.Até cachorro que late.( Alma feminina, LOBA.)


                                                           (Imagem selecionada do Google)                                     

E o cão late com insistência.
Não acomoda sonoramente em meu ouvido, essa braveza toda. 
E penso e repenso e amoldo as insatisfações de agora.
Há pessoas chatas e insistentes como esse cão.
Irritantes mesmo,sem limites.
Sabe,aquelas que imaginam que você é alheia,sem QI?
Ainda prefiro cães alardeando. Eles tem motivos,mesmo inconvenientemente,sonoros.
Gente,planeja.
Gente,arquiteta.
Estou cansada de mi-mi-mis nas minhas orelhas.
E aí,aguço meus ouvidos,meu olhar,todos meus sentidos,esperando os botes das víboras.
Sim,figurativamente,gente também é víbora,escondida e silenciosa ...e se tiver guizo,arranca
nas moitas,em que se esconde.
Ser SER instintivo é uma coisa. Ser SER viceralmente,ruim,outra coisa.
Está achando que exagero?
O mundo está cheio,repleto de maldades alheias às nossas vontades.
Há muita gente boa,mas não fechemos os olhos,há as ruins também.
Hoje penso nas ruins.
Talvez o cão tenha sido o estopim.
E não existem manuais para contornarmos maldades.
Cada um tem o seu jogo,suas retrancas,suas defesas e,ou contra ataques...como no futebol.
Se você não faz gol,toma.
É a lei do toma lá dá cá.
E também não me venha dizer,que ao tomar um pontapé,fica por isso mesmo.
Duas possibilidades: ou você revida e se dana,toma cartão vermelho, ou arruma uma forma inteligente,para eliminar o agressor,da parada.
Assim os inimigos carnais,jogadores.
( Creio que haja,os espirituais,também.)
Querem nossa derrota,nosso desiquilíbrio.
Vai permitir?
Eu hoje fiz uma seleção de pessoas que eu observo.
Estou atenta igual o cão lá fora.
Mas não vou só alardear ... eu mordo!!!!
Tenho muito amor a dar ...mas não sou bocó,não!
Sei me defender,mostro os dentes e se preciso for,mordo e arranco as viceras!!!!
E na defesa da família,sou" LOBA"!!!!

Uma mulher,mãe.

( Do Projeto, Alma Feminina.)
Tata Junq



Enviar um comentário