sexta-feira, 6 de março de 2015

Poetando às avessas ...Importo-me,por quê?????


Por que me importo?
Se há sombras nos quintais.
Por que me importo?
Se há plantios secos ...
sem regas,
ou mudas?
Sua ausência,
causa-me,
sede.
E,com motivos,
encharco
as 
páginas
em
branco,
com 
meus suores,
tentando renovar
solo.
Em vão.
Fomos gira-sóis ao vento.
E,
já não há,
sequer brisas
ou
chuvas
caídas,
dos 
lamentos.

Tata Junq
Enviar um comentário