sexta-feira, 9 de janeiro de 2015

SER,SENDO,CONSTRUÇÃO.



SER,SENDO,CONSTRUÇÃO.

O silêncio de mim,

torna-me consciente.
A que vim?
Por que ser?
De onde?
Habita uma profundeza.
Qual poço profundo,
invado-me.
Acho uma única resposta,
amor.
Vim para amar,
não importando quem.
No dividir,
no somar,
amar.
E na solidão do agora,
comovo-me,
sou partícula,
mínima,
de
humanidade.
Poeirinha Cósmica,
na cadeia Universal.
Sou parte de Um,
sou parte de Ti,
somos Nós!
Cabe-me,
em contribuição,
na humildade,
MINHA VOZ!!!
Tata Junq
Enviar um comentário