quinta-feira, 21 de agosto de 2014

Conversê,sem ser com vosmecê ...rsrsrsrs...



Conhece a expressão,"quem avisa,amigo é"?
Pois é!
Pois é!
Pois é!
Quem manda não escutar a voz da consciência?!
Entre verdades,constatações, mora lá no cantinho, a intuição.
Muita vez, ela grita no socorro,aponta-nos uma verdade eminente.
E,passa despercebida? Creio que não.
Vezes,grita, tão rapidamente,que perdemos contato,por algum motivo,aparente ou não.
Vezes,fuga,faz-se,contundente.
Mas a verdade, mostra os dentes.
E lamentamos ..."deveria ter seguido minha intuição"...
Ela tem um pouco dos Anjos.
E tem tudo de gente.
Mas... deixa pra lá!
Conhece outra expressão,"caí do cavalo"?
Pois é,tá doendo a bunda!
kkkkkkkkkkkkkkkkkkk ...
Coisas de Tata ...
Pensamentos soltos na madrugada-insone.
( Pravariar/ironia@branda.com)
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk ...
Tata Junq

Poetando às avessas ...SEREIA.


                                       ( Imagem do Google.)

(No fundo,sabia.
Sem ser
vidente.)

A nudez d'alma.

Gorfei verdades,
queijo azedo.
E,
perdi encantamento.
Ainda sou
sereia
mansa,
decantando
amor.
As barcarolas,
navios,
fragatas,
barcos pesqueiros,
passarão ...
Ao pescador,
meu desencanto,
minha mudez
de cantos.
Sequer
esteve atento
ao 
brilho
de meu olhar...
Submerjo,
lentamente,
l
e
n
t
a
m
e
n
t
e
e
e
e
e ...
Lábios
em
concha,
língua
em 
pérola
bruta.

Tata Junq

Pensamentando: Olhando por cima do muro ...

                          ( Imagem retirada do Google.)

Olhei o muro,mas não contente com isso,coloquei uma escada e espiei lá fora.
Grata revelação.
Nada!
E, o nada,que se vê,vezes é tudo.
Contraditório?
Bem ... explico.
O nada,é o resultado de nossas expectativas frustradas.
Simples assim , é melhor rotular.
E, o tudo, que poderia ser enfático,nem é capaz de ofuscar o nada.
Detalhe,queremos porque queremos alcançar sempre as glórias,positividades,possibilidades de preenchimentos de nosso ego.
E a VIDA, não é bem isso não. Reserva-nos um espaço, nós os gerenciamos e, vezes,mal. Se bem,tudo nos conformes? Vezes também não.
Ser humano é bem assim-assim, cheio de manhas,de quereres,de poderes,faz parte no entanto.Ou,é omisso,ou covarde,ou atrevido,ou acomodado ...
Mas quer que quer,resultados positivos.
E os lamuriosos,então?
Fazer das lamúrias um hábito ... vixiiiiiiiiiiiiiiiii ...é lastimoso.
Fazer ponte com alegrias,simuladas pra "Inglês ver",vixiiiiiiiiiiiiiiiii ... é o "Ó,do borogodó"!
Passei meu olhar pelo muro,com mais atenção,depois da reflexão.
Há Sol,morninho ... vento sutil que balança as flores da Primavera,no jardim de
minha vizinha.
Há jovens num vão e vem.
(Porque há uma escola pública em minha rua,no segundo quarteirão.)
Penso novamente ... possuem TUDO nas mãos,estudando driblando as ignorâncias,potencializando-se em intelecto.
Ignorâncias,combinam com desejos de saber, revelam que o NADA, pode vir a ser TUDO.
Ignorância só é um bem,quando fomenta o desejo do saber,mais um pouco.
( Porque ignorantes,seremos, sempre! Ninguém é detentor de toda a sabedoria.)
Oxiiiiiiiiiiii ...na minha "santa ignorância",aprendo num olhar,além do muro (simbólico),porque espiei mesmo, de minha janela da sala- de- estar,que é de se estar e ser ... rsrs
E em meios a gemidinhos e roncos de nossa gata ...a vida vaiiiiiiiiiiiiii...!!!
Ou, nós vamos?
Vaaaaaaaaaaaaaaaamos!!!!!

Tata Junq

Poetas,não "sofrem" só por amor ...e,sou mais uma pensadora,que poeta...logo,sofro.( De qualquer maneira.)




                             ( Trabalho de Denise Gomes,na  minha foto.)

Sorri para a VIDA,ela fechou a cara insatisfeita.
E,perdi sorrisos meus.
Choro como blues,num solo,imperfeito.
Há motivos,uma saúde em desiquilíbrios.
Quero seguir,quero sorrir e, vezes ela bate a porta e,em minha cara com violência,nem piedade,há.
E, não posso saber do até quando.
Muito menos,no quando,vezes avassalador.



Hoje senti saudades,da jovem Tata.
Não que não aceite a velhice,com todas as feiuras,ou belezas que são ou serão reveladas,nos limites que possuímos ...
(Nosso prazo de validade.)
Estou triste,comigo e por mim.
Sem sorrisos,tendo consciência de todos os limites,e da evolução, de doenças que adquiri.
Estou devagar,parece que um "trator" passou por mim.
E dói enterrar sonhos.
Dói não poder fazer "promessas",acho que todas que reservei dispor, já cumpri.
( Creio também,que ninguém possa.Não asseguramos o futuro,nem presente.)
Escuto Kansas ...escutei músicas durante todo o dia ... lentamente realizei alguns afazeres ...
Penso,penso,penso ...
Amanhã, novo GAME.
E sei lá ...talvez doa menos ...
Tata Junq


20/08/2014

Do Projeto,Palavras ao Vento...ENCANTAMENTOS.



De encanto e encanto,sem" entretantos",carregamos nossa alma.
Só questão de buscar ... e,enxergar de fato...no mais,tudo acontece.
Meu desejo de bom dia,todo ele, a tds amigos(as)-Face.
Carinho habitual,
JUNQ