terça-feira, 11 de novembro de 2014

Poetando às avessas! O TEMPO ... que me resta ....


Tempo

Pra tudo,
pra nada.
Relativo
e
absoluto.
No meu,
amor.
Sou tempo que me resta.
E,ponto final.
Se me buscar,muito que bem.
Se não,tempo já rodou.
Ainda não me achou?
Achará.
Achou e abandonou?
Tanto faz.
Sou brisa-furacão.
E,também passo!

Tata Junq
Enviar um comentário