sábado, 25 de outubro de 2014

Do Projeto Alma Feminina, Uma tentativa de ... ( Confissões..)


                                          ( Imagem retirada do Google.)                                     

O teu silêncio,atravessa minha janela,
açoita-me,grandemente.
Eu tenho saudade do seu sorriso largo,
que deixou de marca.
Junto dele,boca de promessas.
Eu rabisco letras,numa folha morta,de um bloco achado na gaveta.
No envelope,falta-me o endereçamento.
Na vida,falta-me você.
O Outono castiga as folhas, ao chão, e inverna meu coração.
O sol é morno,na cálida tarde.
Insisto em lançar olhares,esperançosos de seu vulto chegando,alisando
a cabeça de Tom,que o recebe em latidos felizes e inquietos.
Um sonhar.
Um amar profundo,buscando a boca,que ceifou meu ser ...sugando o melhor de mim.
E choro copiosamente.
Na soleira da porta,entreaberta,depositei minhas esperanças.
O tempo passa,impoluto,retirando de mim,todas as alegrias vividas.
Seria mais humano,saber de sua morte,ou de  seu paradeiro,num outro lar qualquer.
O silêncio,atravessou a janela,nesta tarde,como acordar-me do fim,que relutei tanto em aceitar.
Até o Tom deixou de ficar ao portão.Faz-me companhia,prostrado.
Hoje invernei.
Amanhã?
Verei mais um texto ao lixo.
Talvez o último.
Talvez,eu consiga iniciar uma faxina interior,não mais sonhando com sua boca,roçando-me e sussurrando,palavras de amor ...

(Uma Alma Feminina)
Do Projeto,Uma Alma Feminina.
Tata Junq
Enviar um comentário