quinta-feira, 25 de setembro de 2014

Pensamentando,criando idéias e imagens.(Rainha.)



Olhei para o céu,choroso.
Sorri.
Deixei suas lágrimas banharem meu rosto,
num frescor necessário.
Pés protegidos,pisei nas poças d'água,como menina irriquieta.
Minha alma ,pulou amarelinhas,correu rodopios,e no esconde-esconde,adormeceu.
Sonhei,barco-à-velas,desfraldando ao vento,
cabelos chicoteando,olhos apertados das pressões do vento...
E, mesmo assim,vi as gaivotas,os peixes ... as ondas que se agigantavam ...
Meu coração-vagabundo,bateu lento.
Eu e o vento..
Vento e eu,sozinhos na amplidão.
E fomos...ao infinito,dos desejos mais íntimos,onde coube você.
( Tocando e ajeitando meus cabelos,sorrindo e apontando para o Sol,
que nascia pra nós.)
Sem lágrimas de chuvas,agora. Somente o morno calor do Sol-nascente,e de suas mãos.
Pleno dia,plena de mim,pleno você ... plenamente,felizes.
No jogo do tabuleiro,ouso ser rainha,de um grande rei.

Tata Junq
Enviar um comentário