sexta-feira, 12 de setembro de 2014

Do Projeto,Alma Feminina : Perdida nas letras.


Perdida nas letras...

Encontrei-te,luz.
Em cada palavra,a fragrância,vida,exalava.
Reconheci,em cada gesto,entre vírgulas,um ser perdido no tempo.
Abracei teus passos,agarrei tuas pernas e tentei abrir tuas asas,de anjo querubim.
Reconheci-te,anjo.
Eu te li.
Eu te amei,num tempo ao avesso.
Mas que tempo é esse que já,reconheço,também?!
Ampulheta reinventada.
A luz da vela,somou-se ao breu,e na meia-luz,brilhou teu olhar,
açoitando-me a alma,num acordar sombrio ...
Estavas tão longe,perdido no poço das almas,agonizante.
Meu papel é soprar agora,vida.
Retirar sua aura humana,devolver-lhe brilho incorpóreo,espacial.
Salta-te,ANJO MEU!
Liberto,estás.
E,as palavras,misturaram-se,remontaram-se,na releitura,ainda,
SÓ AMOR.

...

( Do Projeto, Alma Feminina.)
Tata Junq
Enviar um comentário