sábado, 2 de agosto de 2014

Palavras ao Vento : Pode? ( Do Projeto,Palavras ao Vento.)

Esclarecendo: todas as imagens foram pesquisadas através do Google.


Pode?
Pode haver criança em conforto,sadia,privilegiada?
Claro que sim!

Pode haver criança neste estado?
Claro que sim.
As últimas imagens trazem desconforto?
O ser humano,seja ele de qualquer idade,tem o direito de estar inserido na sociedade,no mínimo,com dignidades.
Lamento por crianças,jogadas ao léu ... nas ruas,nas favelas,à mercê de pedófilos,de exploradores do sexo,de pais sem noções,de agressividades,da fome,da frieza social,da bandidagem,do trabalho forçado,das explorações,dos descasos ...
E,dói.
E dói sentir que muitos não mais se condoem ,assistem os degredos,a olhos nus,ou nos noticiários da TV,sem abalos,anestesiados com mesmismos.
A dor,só é sentida na própria dor. 
( Creio.)
Sofrer por outrem, pra quê ou por quê?
Enojada estou ... um pai que planeja matar uma criança,abandonando-a num carro, uma mãe, que planeja e congraça-se a outra mulher,para matar um filho e,matam.
Agora é assim,seletivamente,banem-se crianças,como se jogassem comida estragada ao lixo?
Imagino o olhar ,passivo,do menino ao receber a medicação,acreditando nela, 
( "Mãe")ludibriado que foi ...
E,não coube a ela,nenhuma dor?!
O que cabe a eles? 
Analisá-los como doentes mentais,desequilibrados?
Tolher suas vidas é castigo pouco.
Pagar em isolamentos,castigo pouco.
Nada será ou seria suficiente para pagas dessas crueldades.
Tudo isso,sufoca-me nesta madrugada.
Tenho meus filhos criados,estudados,com saúde,dois homens e uma mulher.
Foram e são ainda defendidos por mim,como uma "leoa" ... se preciso for ...
Agora mesmo,dormem tranquilos ... aquecidos,alimentados,literalmente,e cercados de amor.E, tenho netas,cuidadas,protegidas.
E, há um "tempo" comprovado de" lutas",para estas conquistas,para suas formações.Nada caiu do céu.
Incomoda-me.
Incomodam-me,crianças tocando as campainhas,esmoleiras.
Incomodam-me olhares ao chão, cabeças inclinadas,dos que sequer nos encaram.
Incomodam-me os choros e lamentos das que são agredidas.
Incomodam-me ,Governos, Estaduais, Municipais,e Global, do país,chamado Brasil,que no mínimo,deveriam mantê-las alimentadas e em escolas.
Incomoda-me,saber que não são devidamente assistidas por médicos,e vezes,nem atendidas ...
Incômodo,por muitas estarem nas ruas.
Incomodam-me as que viraram olheiras,aviões,passadeiras de drogas.
Incomoda-me ter ciência de que se tornaram usuárias das drogas.
Incomodam-me,as que tornaram-se trombadinhas,ladras e assassinas.
Incomoda-me a falta de vergonha de muitos!
Incomoda-me o caos social,a falta de solidariedade,e amor.
Incomodam-me, as indiferenças ....
 E se você que me lê,perguntar-me o que faço para remediar tudo isso ... respondo sem pestanejar, incomoda-me o fato de não poder estar ainda em exercício,fazendo o que foi minha tarefa diária, educar,orientar.
Hoje,cabem lamentos na madrugada e palavras-desabafos,de inconformações.
Não sonho com milagres!
Quero porque quero,REALIZAÇÕES!
Só espero mesmo,e nem quero que sentada, QUE HAJA COERÊNCIA SOCIAL, E UM GOVERNO ATUANTE,MORALIZADO,CAPACITADO PARA REVERTER TODO ESSE CAOS!!!!
Tudo isso,porque hoje é sábado,dia de festa de minha neta,e na certeza será uma linda festa,comemorando seus quinze anos.
E, há crianças que sonham com uma migalha de pão!!!
Nada coerente!
Lamento,muito mais que muito ... sem dimensões.
Tata Junq 


Enviar um comentário