domingo, 31 de agosto de 2014

O mar-de-mim ... carrega navio-fantasma.




                                   (imagem retirada do Google)                                  

No navio,cabem todas as palavras,as permitidas,as toleradas,as enrustidas,as de antes,do depois,as em registros,as que voaram retirantes, as que rumam às outras paragens ...e todas que cabem na minha mão,trabalhadas,talhadas,tal quais estatuetas de madeira.
O navio é grande, mais que isso,enorme,o das idéias, e minha mão tão pequena.
O mar-de-pensamento,infinito,como tal, é o mar.E,soprado ao vento, vai o navio,às velas conjuntas. O leme? Leva-me às dimensões,invisíveis,até que sejam liberadas,reveladas.
Eu caibo no mar.O mar cabe em mim.
Ora,doce,calmo ...ora rebente em rochas,ora vazante,derrubando tudo que vem à frente,ora sereno,lavando todos os pés,ora abrangente,abrigando peixes,sereias e senhores de reinos,ora aqui,ora ali,ora acolá,ora sequencial e lógico,ora sensivelmente belo,ora morno,ora gelado ...
No mar-de-mim,mergulho fundo e submerjo as palavras,para cuspi-las em grande boca,rompendo barreiras,cobrindo arrecifes,inundando praias,arrotando pérolas em conchas,conchas vazias,algas,gravetos,e todas as ânsias,comoções,pouco,muito ou nada.
O mar-de-mim leva navio-fantasma ...
Hoje,navio-fantasma ... frio e inóspito,com leme à deriva,sem busca de porto,de chegada.
Somente libera movimentos contínuos,sem pretensões.
À mercê do nada!!!
Tata Junq

Pensamentando & Fotogrando & Musicando: Além,apenas a realidade.


                             ( Imagem retirada do Google.)

Há um arco-íris no horizonte do olhar ...
Os sonhos vão e voltam com as ondas do mar,fazendo marolas nos pés,nus,d'alma.
E, na tristeza de agora,pesa a solidão,do ontem,do hoje,do amanhã.
Um cíclico,ciclo a-temporal.
Sei,que não há potes d'ouro!
Sempre soube ...
Triste ,tristeza, tenebrosa,aliterante,espelho-de-mim,só ouso,lágrimas derramar.
Tata Junq

sábado, 30 de agosto de 2014

Pensamentando ... SILENCIO,NO SILÊNCIO DA MADRUGADA.( Terminado o texto.)



Enganam-se,quem pensa no SILÊNCIO,como uma mudez gigante.
Ele é vivo,passaporte, pro ver,escutar,sentir,de todas as formas.
Não existe,silêncio absoluto,creio.
( Como,sem ecos.)
No meu silêncio,cabem palavras,ruídos do teclado,e som que ecoam,de uma máquina ligada,num sequencial,parecendo uma respiração.
Quem tem ouvidos,agora?
Os meus registram ,sons,palavras,pensamentos,no silenciar da noite.
Já inicia um novo dia,encerrando mais uma semana.
Gosto das ampulhetas,e observar as areias descendo,e sem pressa,reposicioná-la ...num cai,cai ...
Queria ter agora,areia em mãos,fazê-las passar nos vãos dos dedos,senti-las esparramadas sobre meus pés.
Pra quê?
Senti-las sem dormências e averiguar,vida.
Sou a noturna,escrivã-de-idéias ... poderia estar fazendo outras coisas,mas não teriam sentido,tanto quanto areias derramadas ... assim, minhas palavras.
Vezes,pergunto-me,até quando a lucidez do pensar,sentir,expressar ...
Conheci e conheço pessoas com o chamado "Mal-do-Alemão" ...Alzheimer ...
Nos lapsos temporais,perdem-se.
Eu não me quero perdida.
Pretenciosamente,quero ser lúcida.
Mas quem é lúcido ou não é?
Quem não se perde,temporariamente?
Quem se acha? Quem se perde?
Pois é,conjecturas da madrugada.
Penso que poderia estar perdida em meios de abraços,que seria prazeroso,como escrever agora.
Mas o silêncio-só,domina meu ritmo.
E neste silêncio,eu grito,sem ecos.
Sem ecos?
E nunca alguém saberá.
Não saberá?
Por hora,silencio.
Tec-tec-tec-tec e ponto.
Tata Junq


(Imagem do Google / Hora de repor energias.)                                      

(Quando em morte,eu possa.) DESEJO




O tempo urge em suspiros profundos,qual morte derradeira.
Eu vi.
Eu sei.
Sei dos suspiros-novos,sei dos velhos e de todos bons motivos.
Mas sei, do derradeiro e sofrido.
Quero o meu,profundo,como minh'alma.
Numa despedida,que sei,necessária.
Queria apenas,um alcance de olhar,os girassóis, movendo-se ao vento,registrando a vida,no seu conteúdo,belo.
Neles,perder todos os sorrisos,gratos... e, volitar,leve e ser levada,prum onde possa ser útil;também,na memória,o amor que desenvolvi,limpo,sereno.
Justo?!
Tata Junq

Matemática inexata??? Nem Freud explica ...rsrsrs ... LIBERTÉ.





LIBERTÉ


De um em um,menos um.

Menos um, com menos um,dois.
(positivo)
Há! A menos.
Na matemática do vai ( palavra),foi.
menos um
-1
menos um
-1
menos um
-1
( - com -,dá mais,mais com menos,dá menos....)
O que dá não dormir.... fala-se abobrinhas ...
Mas que é menos um,eu garanto.
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk...
Bem assim, as pessoas somem,te deixam no acostamento,que é pra vc não correr estrada,de imediato e não ir atrás.
Oxiiiiiiiiiiiii ...olha se sou mulher de correr atrás "di homi"?
Nem de muié,visse?
(Sem preconceitos.)
A vida é estrada-livre, mas tem pedágios,viu?!
Paga-se aqui,acolá ...
( E veja bem,é observação e não praga.)
E, não sei bem não,quem tem cacife pra aguentar.
Nem quero ser repetitiva ...
Quer saber,que passem  de pé,
de moto,de carro,ônibus ou trem ...de avião,de balão, de asas,do caraio4!!!!
Passem!
Seria tão mais fácil dizer,estou indo,vou,num volto.
Não cairia boca , nem dentes.
No meu caso, não esmurraria,sairia ileso.
Eu rio da situação, de meu sono...porque minha cabeça tomba.
Mas minha cabeça já não rolou?!
rsrsrsrs ...
Puxa, vezes parece que sou malígna.
 Eu tinha uma amigo que me chamava de bruxa-doce.
Tenho saudade dele ...mas também foi embora ...mas ele, eu entendi.
( ...fugiu pra não sofrer-de-amor,não correspondido.)

C'est la vie!

Trés jolie?

Tata Junq

APRENDO! Interessantes matérias,distintas.






Passei um período  dormindo ... DEPOIS, carregada em atividades, perdi-me no ritmo.
E  depois de ajustes na casa, adentro à Internet ... e deixo recados e leio e vejo muitos vídeos,os mais variados.
(Uns, postados gentilmente nos meus espaços, outros,buscados por mim.)
E, eis que cheguei a estes.
Emocionei-me demais.
E, reaprendo a acreditar na humanidade ... na esperança, de que de alguma maneira, o Amor,seja um vencedor das tantas misérias, que povoam  e assolam esse nosso "Planetinha".

AMOR AO PRÓXIMO !!!!
Conhecidos, desconhecidos ...
Como ações chegam, e geram novas ...
E, como repenso as minhas ...
Está na hora de arregaçar mangas novamente!
Três chamadas à VIDA-Doação!
Tata Junq

sexta-feira, 29 de agosto de 2014

Siga a sequência ... rsrs ( MIX.)


( Às avessas!)


( Até dinheiro picoooo ....kkkkkk)



Siga a sequência ....

Vez em sempre,engano-me.
( Melhor rir ....kkkkk ...)
E penso que sou ...

E, passa a borracha no recado,que ia,não foi,e não vai!


Ou,cola as folhas rasgadas ...
( rsrsrs ...)
E na cara-dura,digo:
( Agora me transformo,criança, e repito ....rsrsrs ....)
- Cala boca já morreu! Quem manda na minha boca,sou eu!
(kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk...)
E,

Quizas! Quizas! Quizas!
Quién sabe,sabe!

Que pasa el tiempo, ¿ves?
( rsrsrsrs ...)

E,
( ...KKKKKKKKKKKK...)

E,
    
                                         (...kkkkkkkkkkkkkkkkkk...)

QUEM LEVA A SÉRIO,UMA ESCRITORA ÀS AVESSAS?????
(Que vomita palavras,num mix,em liquidificador-da-mente,juntando música e imagens???)
Rio, do verbo,rir!
E,DIGO-ME:
- Fala sério,Tata!!!!
( Hihihihihiiii ... à parte,o sono que me dominava,passou ...e a mente,que não mente,girouuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuu....girouuuuuuuuuuuuuuuuuuuuu....bateuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuu....bateuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuu...e liguidificou!!!
Bebeu?
Bebeu?
Bebeu?
Tim-tim!
Salud!!!!

Tata Junq

Urgências?????

Dei-me conta,que já estamos no período da tarde ...13:04 ...
Êta tempo inventado!!!
Mas sem essa cadência registrada,acho que nos perderíamos...
Euzinha aqui,desatenta,perdi-me no tempo,sem sequer saber por quanto tempo ...rsrsrs ...
Só voltei à brevidade de realidade temporal, porque escutei a sabiá ...
E, acho que também ela,perdeu-se ... não é comum,neste horário,manifestar-se.
E, hoje é mais uma 6ª feira ... já passamos da metade do ano,caminhamos para o fim de 2014.
URGÊNCIAS,quem as tem?
"Ando devagar,porque já tive pressa..."
Urgência mesmo,mesmo,mesmo???
...rsrsrs ...
Somente "pular" pra debaixo das cobertas ...está um frio danado,e sono,
teima em derrubar-me.
Então canto ...


Tata Junq

INSTINTO ( Pesquisa a dispor ... Conhecimentos & Reflexões )



Tentei salvar ... é bem o que acontece,com os ataques constantes de nossa gata,aos insetos ... e outros "bichinhos.
Instinto ...
Junq

*** PESQUISA A DISPOR... CONHECIMENTOS & REFLEXÕES ***

Instinto designa, em psicologia, etologia, biologia e outras ciências afins, predisposições inatas para a realização de determinadas sequências de ações (comportamentos) caracterizadas sobretudo por uma realização estereotipada, padronizada, predefinida. Devido a essas características, supõe-se uma forte base genética para os instintos, ideia defendida já por Darwin.1Os mecanismos que determinam a influência genética sobre os instintos não são completamente compreendidos, uma vez que se desconhecem as estruturas genéticas que determinam sua hereditabilidade[carece de fontes].
O termo "instinto" foi usado nas primeiras traduções da obra de Freud para o inglês a fim de traduzir o termo alemão Trieb. Esse uso do termo "instinto" não corresponde ao conceito psicanalítico e foi, por isso, substituído pelo termo mais próprio pulsão (em inglês,drive).1

***Instintos são típicos do comportamento animal, sobretudo com relação a comportamentos que favorecem a sobrevivência da espécie (acasalamento, busca de alimento, construção de ninhos, fuga). Os comportamentos instintivos podem assumir formas muito complexas, com longas sequências de ações especializadas para determinados fins (por exemplo, a reprodução e a alimentação deinsetos).1

O etólogo alemão Konrad Lorenz propôs uma diferenciação entre a "ação final" (em tradução literal do alemão Erbkoordination, "coordenação herdada"), típica do comportamento instintivo, e o "comportamento de apetência", ou seja, a busca ativa de situações que permitam a realização do ato instintivo. O instinto em si é desencadeado através de um estímulo-chave, e, uma vez desencadeado, se desenvolve automaticamente, não podendo ser modificado por influência externa. Já o comportamento de apetência pode ser influenciado pelo aprendizado, por condições ambientais e, no ser humano, pela influência de processos cognitivos (pensamento)1 

Instintos na psicologia

O conceito de instinto, uma vez que ele conduz a um determinado comportamento, foi também alvo de estudos da psicologia damotivação, esta preocupada em explicar as razões que levam o ser humano a agir. Uma explicação baseada no modelo de instinto apresentado acima faria da ação final o estímulo que levaria o indivíduo a praticar outras ações (ações de apetência), com o fim de atingi-la.1 .
W. McDougall foi o autor que mais desenvolveu o estudo dos instintos na psicologia. Segundo ele, instintos são estruturas inatas de comportamento que conduzem a (1) um determinado direcionamento da percepção (o indivíduo tende a perceber determinados fenômenos mais frequentemente do que outros), (2) a uma determinada reação emocional e (3) a uma tendência a reagir ao objeto percebido de uma determinada maneira. O cerne do instinto, segundo ele, é a reação emocional, os outros elementos (o objeto percebido e a reação) poderiam ser modificados. Dessa forma, no ser humano restaria apenas uma expressão rudimentar do instinto original. Uma vez que essa definição de instinto se afasta da definição mais tradicional da etologia, Mcdougall utilizava muitas vezes o termo propensão em seu lugar. Com essa definição de instinto o Autor conseguiu criar um modelo que permitia descrever a grande variedade do comportamento humano. No entanto, apesar de o modelo de McDougall ter sido posteriormente parcialmente confirmado pela pesquisa empírica das emoções, o paradigma de pesquisa iniciado por ele conduziu apenas a uma série de listas de propensões, incapazes de apresentar uma explicação mais detalhada do comportamento humano1 .
Para a psicologia, o principal ganho do estudos dos instintos foi a consciência da existência de determinadas tendências de ação predefinidas que participam da regulação da ação humana, juntamente com os outros elementos que determinam a sua plasticidade, como os processos cognitivos.1nciação entre a "ação final" (em tradução literal do alemão Erbkoordination, "coordenação herdada"), típica do comportamento instintivo, e o "comportamento de apetência", ou seja, a busca ativa de situações que permitam a realização do ato instintivo. O instinto em si é desencadeado através de um estímulo-chave, e, uma vez desencadeado, se desenvolve automaticamente, não podendo ser modificado por influência externa. Já o comportamento de apetência pode ser influenciado pelo aprendizado, por condições ambientais e, no ser humano, pela influência de processos cognitivos (pensamento)1 .
*** dados retirados da Wikipédia ***




quinta-feira, 28 de agosto de 2014

Recebi e partilho ... Nada como canções & palavras!!! Boa tarde,amigos(as)





Simple Song (For a Complicated Girl )

I won't get you out of my mind
Way to go, it's the right time
Let us jump out of the lines
Say girl
You gotta give us roses and smiles
Fireworks in our hearts now
Let's take a leap in the dark
Don't tell me you gotta be at home by nine
Don't tell me you need time to make up your mind
No point to be slow
We don't need to know
You're not gonna take a loss on this one, no
Just let the feelings flow
Hey girl
How about this walk on the beach?
Let us play hide and seek
And I will find you with me
Hey babe
How about we make today
Our private Valentine's day?
Canção simples (para uma menina Complicated)

Eu não vou tirar você da minha mente
Caminho a percorrer, é o momento certo
Vamos saltar para fora das linhas
Diga garota
Você tem que nos dar rosas e sorrisos
Fogos de artifício em nossos corações agora
Vamos dar um salto no escuro
Não me diga que você tem que estar em casa às nove
Não me diga que você precisa de tempo para fazer a sua mente
No ponto a ser lento
Nós não precisamos saber
Você não vai ter uma perda em um presente, não
Apenas deixe o fluxo de sentimentos
Hey garota
Como sobre este passeio na praia?
Vamos brincar de esconde-esconde
E eu vou encontrá-lo comigo
Hey baby
Que tal fazer hoje
O dia dos namorados privado?



Link: http://www.vagalume.com.br/1973/simple-song-for-a-complicated-girl-traducao.html#ixzz3BhxObVKh




segunda-feira, 25 de agosto de 2014

Musicando a vida ... Bom resgatar um tempo musical ... Na partilha,desta segundona ...

If You Leave Me Now
If you leave me now
You'll take away the biggest part of me
OOh no, baby please don't go

And if you leave me now
You'll take away the very heart of me
OOh no, baby please don't go
OOh girl, I just want you to stay

A love like ours is love that's hard to find
How could we let it slip away

We've come too far to leave it all behind
How could we end it all this way

When tomorrow comes and we both feel bad
The things we said today

A love like ours is love that's hard to find
How could we let it slip away

We've come too far to leave it all behind
How could we end it all this way

When tomorrow comes and we both feel bad
The things we said today

If you leave me now
You'll take away the biggest part of me
OOh no, baby please don't go

OOh doll, just got to have you by my side
OOh no, baby please don't go
OOh my my, just got to have your lovin'
Se você me deixar agora
Se você me deixar agora
Você levará embora a maior parte de mim
OOh não, por favor, baby não vá

E se você me deixar agora
você levará embora o meu coração
OOh não, por favor, baby não vá
Garota, eu apenas quero que você fique

Um amor como o nosso é um amor difícil de se achar
Como nós pudemos deixá-lo escapar?

Nós chegamos tão longe para deixar tudo para trás
Como nós pudemos terminar tudo desse jeito?

Quando o amanhã vem e ambos estivermos nos sentindo mal
As coisas que nós dissemos hoje

Um amor como o nosso é um amor difícil de se achar
Como nós pudemos deixá-lo escapar?

Nós chegamos tão longe para deixar tudo para trás
Como nós pudemos terminar tudo desse jeito?

Quando o amanhã vem e ambos estivermos nos sentindo mal
As coisas que nós dissemos hoje

Se você me deixar agora
Você levará embora a maior parte de mim
OOh não, por favor, baby não vá

OOh meu bem, apenas fique do meu lado
OOh não, por favor, baby não vá
OOh meu, apenas tenho que ter seu amor


Link:http://www.vagalume.com.br/chicago/if-you-leave-me-now-se-voce-me-deixar-agora.html#ixzz3BPIggP6E

Musicando & Surpreendendo




Recebi e partilho.
Surpreendente ...encanta-me a sonorização.
Boa segundona a tds!
Bjusssssssssssssssssssssssssssssssssss ...
JUNQ


Projeto,Crônicas Esparsas. Uma memória.

( Imagem retirada do Google,meramente figurativa.)

*******************Uma Memória***********************************

Como não falar das folhas mortas ao chão?
Do farfalhar delas,ao serem pisoteadas?
Desdenhosamente,pisadas,sem dós e piedades?
Perdeu-se o senso?
Aqueles passos apressados,em ritmo largo,queriam chegar logo,cortaram caminho,pegaram atalhos.
Chegaram à rua principal.
E, na cegueira da pressa,estancaram.
E no corre-corre,agora de desconhecidos,tentavam resgatar aquele corpo,inerte.
Alguns,curiosos,apenas.
Outros pararam ao verificar a cena grotesca:um crânio semi-amassado,pernas visivelmente partidas,tamanho fora o impacto do ônibus.
E,sangue. Muito sangue e folhas,oriundas de seus pés.
Estranha sensação ...folhas mortas arrastadas e um semi-morto ao chão.
Na pressa a desatenção.
Fico perguntando-me ...que pensava ele,por que tanta pressa em chegar?
O resgate levou tempo a chegar e a padiola sustentou seu corpo,que já não sei, se sem vida.
O frio daquela manhã,tornou-a gélida demais.
As folhas continuaram a se espalhar com o vento,mortas, ao chão.
Divino ciclo, no entanto,dando lugar às novas,que surgirão.
Quanto ao moço,que nem nome sei,teria uma família? Não seria mais gerador de vidas,ou seria?
Com as pernas bambas,ainda ...olho o caminho que percorremos,ficou lá trás.
 Cheguei no meu ritmo lento e cadenciado,bengala à mão,limitado.
( Também tive muitas pressas na vida ...)
Destino trágico,por diferenças de minutos,ele foi embora e eu fiquei.
Nada justo!
Havia tanta vida pra ele...e a minha estava no fim.
Nem sequer pude me revoltar, mas doeu tão fundo,que sentei-me no banco,do abrigo,de espera aos ônibus,e copiosamente,chorei.
Ninguém percebeu, estavam ainda  em choque, diante da tragédia.
Mal sabiam da minha, e de meus dias contados ...
Também não sou raiz,nem tronco vivo,já sou folha morta.
( Decretada.)
Escuto claramente os sinais da sirene,pedindo passagem ao longe,na ânsia de polpar uma morte.
Na verdade,apita a vida aqui e ali,em meio à multidão formada.
Eu aqui parado,agora olhando pro nada, penso na Jorgina, que já se foi,em todos que já enterrei.
Meus pés também carregam folhas mortas.
Logo tive companhia.
Ironicamente, mais um velho aprochegou-se.
Nem ousei prosa.
Era a figura viva, de mais um morto.

( Memória de um dia. //  Sebastião Marques Arruda Paiva Neto)
Tata Junq