segunda-feira, 26 de maio de 2014

Poetando; Amanheço.




A cada dia,
primavero,
em águas
plácidas.
Na dormência
do 
esquecimento
do
ontem,
respirando
um
possível,
amanhã.

Tata Junq
Enviar um comentário