segunda-feira, 26 de maio de 2014

Pensamentando "alto": Tenho fome.

Não sei se em êxtase,extremismo-simbólico,se impaciência,se renovação,se adaptação,se consagração,se nada com nada.
Como num Teatro,encena-se,com possíveis máscaras,caras & bocas,a VIDA.
E,não há um um roteiro pré estabelecido.
( Creio.)
Vive-se nos conformes,conforme cada passo.
Entendemos opções,mas questionamos se há destino e suas causas e efeitos.
Não há demérito em filosofar isto e aquilo. Faz parte da natureza humana,investigar,discutir,procurar aqui e ali,respostas possíveis ...e correr o risco de topar com o impossível.
Atrevo-me a usar meu rosto,limpo de máscaras,insatisfeito e interrogativo.
Destino? Amanhã? Posso, não posso? Quero, não quero? Escolho? 
"Só sei que nada sei."
Descobrirei?
Neste Mundo tão desigual,enfileiro-me na massa-social.
E," caminho" a passos lentos,literalmente.
Conjecturando na noite,que se inicia.
Meu estômago, dá alertas de fome...
E sem dúvidas,tenho fome,principalmente,de viver.
Tata Junq
Enviar um comentário