domingo, 16 de fevereiro de 2014

Pensamentando & Fotografando: Santa Izabel / O poder da Natureza,um" olhar",com minha cam na mão.

CONTEMPLANDO A NATUREZA

Meu olhar alcança,além da janela do ônibus... e,tento registrar com minha modesta câmera, detalhes naturais ...Aqui ou ali,é gratificante demais, sentir a Natureza fluir ... 
Faço uns malabarismos ...rsrs ...


A estrada é longa a percorrer...



Há cercas,limitando terras ... e, parecem tombadas... Cuidados? Por quê?
Não saberia dizer ... a calmaria é tanta,que penso não terem preocupações...
Bem igual,o comportamento das  cidades grandes ... rsrs
Acho que "Os Sem Terras",desconhecem isso aqui...
(Risos,novamente...)


Se eu pudesse,tentaria as sombras das árvores ... mas não há paradas ,
cumprir-se-á o objetivo do percurso.
Só eu fotografo,por hora.
E, o bom do fotografar, é ver detalhes depois,que o olhar miope aqui,não alcança.


                 
                               E,vamos ... há muita estrada ainda ...




Tão esguios ... parecem querer tombar... e a terra é seca,árida.



 Não dá pra acreditar na finura dos caules ...e como são esguios e altos.

Um "bando de magricelas"... rsrs ...

               
                        Não perdem a beleza,pela seca que se estabeleceu.



O colorido,já enche os olhos ...




Entrando no espaço, planejado à visitação.




E vou detalhando nossa chegada.

Eis aí, o ORQUIDÁRIO!
 Convido os visitantes de meu site,visualizarem as orquídeas,e outras qualidades de flores ...
Tentei e fiz registros ...
Justifico, não sou profissional na técnica das fotografias,mas com uma vontade,
diria, "fome" de registros de beleza.
Cada flor,tem sua peculiaridade e beleza. Umas são "abusadas" em suas formas e cores,outras,suaves ...
E, a cada clique,um detalhe da beleza natural que eclode.
São magníficas!



































E os tons surpreendem ...
As formas, atraem olhares atentos.

















Esta comprei e levei para casa ...rsrs










































Parte do grupo ... o da Melhor Idade, do Jardim Popular.
Este registro, não me pertence ... rsrs


 Tudo tão bonito ...  de volta ao espaço da hospedagem ...
( Este registro fotográfico,também não é meu ... e, nem me perguntem de quem foi...
Cacete! To ficando velhinha mesmoooo ....)
 kkkkkkkkkkkkkk ...





                   Nosso monitor. Muito alegre e prestativo.


Jabuticabeira carregada ... 
Eu a olhei ... e,senti-me no quintal do Rancho de minha avó,paterna.
E,gulosamente,comi várias jabuticabas ... rsrs
Muito bom!





Passeios pelo local ...





Que linda! Como uma cascata verde, a verter ...





Andar entre elas,não tem preço!
Tocá-las e sentir os troncos rústicos,fragmentados...
Parecem colagens de pedaços mágicos ...  abracei uma delas.



Olhar o céu, tão limpo, por entre as árvores ...




Minha parceirinha do Grupo,especial demais,
Márcia.
Faz-me acreditar,ainda, na humanidade.



Até olhar o telhado,foi gratificante ...


  Deitei-me,debaixo deste abrigo,que parece um coreto ... e  olhar o céu,confundindo-se à paisagem,foi um momento de pacificação e gratidão.











Como amo baús, registrei este numa das salas ...
Parei tempo a observá-lo. Antigo,deveria ter "muitas histórias,se pudesse falar." 
 Pertenceu a que família? Por quantas gerações?
Pensei em deixar,simbolicamente,dentro dele,sonhos meus ... 

Quantos lugares há neste Planeta, Terra? Belos,judiados pelas guerras,confrontos e selvagerias ... ou,pelos crescimentos urbanos,e climas desordenados ...

No Baú, deixei meu olhar de gratidão por este dia,pelas belezas partilhadas e depositei,um sonho,mesmo que utópico,a preservação da Nossa Casa. 

Que a consciência humana faça prevalecer a VIDA,em cada PEDACINHO DE CHÃO!!!

Tata Junq

Enviar um comentário