quinta-feira, 17 de outubro de 2013

Poetando: Um querer.



Queria,
querendo muito,
suas digitais
unidas
às
minhas.
Numa confluência,
generosa,
qual
rio

mar.
E
no
tempo,
coração-solo,
fincar,
perpetuar,
o
amar.

Tata Junq
Enviar um comentário