segunda-feira, 28 de outubro de 2013

Do Projeto Palavras ao Vento: Desabafo.

Gostaria de comer flores do jardim de minha avó!
Ou da mamãe!
E,cantar disfarçado ...disfarçando...como fazia,menina especial que fui,traquina, de mente aguçada e investigativa.
Hoje cuidei das flores,para que não morram ...e engoli meus ais.
Cresci!
E,crescer,dói!
Tata Junq
(Direto do Face ...para o Projeto: Palavras ao Vento ...que desenvolvo...)

quarta-feira, 23 de outubro de 2013

terça-feira, 22 de outubro de 2013

Do Projeto, Palavras ao vento .... Recado dado!




Bem eu..essa "mulekinha" ...rsrs
Eu ACREDITO em BORBOLETAS,mesmo sendo efêmeras!
Em fadas,duendes,elfos ... que aguçam o meu imaginário ...tb.
Só lamento, não acreditar em palavras ilusórias, vãs ..e em gente,que toscamente,mente.
Affffffffffffffffffff ..cheguei "chegandoooo" ...kkkkk..
"Minha língua não tem osso!!!"

****BOA NOITE, criaturas-amigas-do-bem!!!!!
JUNQ

sexta-feira, 18 de outubro de 2013

Poetando a vida ...





No fundo do poço,
água.

(Minha boca é sedenta.)

Pela frente,
estrada.

(Solidão,arrastada.)

Não buscarei mais
os
porquês.

Este peso,
que carrego,
já me basta.

Tata Junq

quinta-feira, 17 de outubro de 2013

Poetando: Um querer.



Queria,
querendo muito,
suas digitais
unidas
às
minhas.
Numa confluência,
generosa,
qual
rio

mar.
E
no
tempo,
coração-solo,
fincar,
perpetuar,
o
amar.

Tata Junq

Do Projeto:Palavras ao Vento:Abrigo,desabrigo ...ou, o quê?

A NATUREZA é exemplo ... vida & vida.
(Foto)
Nós também podemos ser suportes,abrigo e, ou depositários,ou desfrutador de.Tudo depende de escolha.Para isso vale-nos o livre arbítrio.
Mas vc há de convir comigo, não podemos ser "peso",nem tão pouco termos a obrigatoriedade de sermos abrigo,a quem não nos acrescenta e nos suga como parasitas. Questão de sobrevivência, e amor próprio,creio.
Pensemos,repensemos ...
(Apenas sugestão.)
Bom dia,a todos!
Namastê!
Tata Junq

sexta-feira, 11 de outubro de 2013

Musicando & Repensando: Dia de toda Criança.




You Raise Me Up

When I am down and, oh my soul, so weary;
When troubles come and my heart burdened be;
Then, I am still and wait here in the silence,
Until you come and sit awhile with me.


You raise me up, so I can stand on mountains;
You raise me up, to walk on stormy seas;
I am strong, when I am on your shoulders;
You raise me up: To more than I can be.


You raise me up, so I can stand on mountains;
You raise me up, to walk on stormy seas;
I am strong, when I am on your shoulders;
You raise me up: To more than I can be.


There is no life - no life without its hunger;
Each restless heart beats so imperfectly;
But when you come and I am filled with wonder,
Sometimes, I think I glimpse eternity.


You raise me up, so I can stand on mountains;
You raise me up, to walk on stormy seas;
I am strong, when I am on your shoulders;
You raise me up: To more than I can be.


You raise me up, so I can stand on mountains;
You raise me up, to walk on stormy seas;
I am strong, when I am on your shoulders;
You raise me up: To more than I can be.

Você Me Eleva

Quando estou triste, e minha alma, está cansada
Quando os problemas fazem o coração pesar
Então, eu paro no meio do silêncio até que venhas ao meu lado sentar
Até você vir e sentar-se por um instante comigo


Você me levanta, para alcançar montanhas
Você me eleva, para andar sobre o mar
Eu sou forte, quando estou sobre seus ombros
Você me levanta mais do que eu possa alcançar


Você me levanta, para alcançar montanhas
Você me eleva, para andar sobre o mar
Eu sou forte, quando estou sobre seus ombros
Você me levanta mais do que eu possa alcançar


Não há vida - não há vida sem este desejo
Cada batida do meu coração tão imperfeito
Quando quando você chega e eu me espanto
Às vezes, eu acho ter vislumbrado a eternidade


Você me levanta, para alcançar montanhas
Você me eleva, para andar sobre o mar
Eu sou forte, quando estou sobre seus ombros
Você me levanta mais do que eu possa alcançar


Você me levanta, para alcançar montanhas
Você me eleva, para andar sobre o mar
Eu sou forte, quando estou sobre seus ombros
Você me levanta mais do que eu possa alcançar
********************************************************************************************


Tomara que haja ombros-sustentáveis,mãos,braços,
abraços,carinhos,amor ... que as levante e conduza...na trilha do bem. Uma voz-menina,tão rica e bela...
Vou deixá-la em homenagem a todas as crianças ...pelo dia oficial delas.
Hoje não quero falar de tristezas sociais,nem do passado, nem do futuro ...nem de direitos e, ou deveres.
Quero apenas o registro da sensibilidade ...que cabe às almas ...
"Você me levanta ..."
Atitudes,agora!!!
Tata Junq

quarta-feira, 2 de outubro de 2013

Do Projeto:Alma feminina: Estrada que me conduz.



Meus olhos perderam-se no vácuo... como se uma estrada estivesse à minha frente,ela é sombria,o chão é áspero e pedregulhoso...
Assim miro o futuro, no estreito-olhar míope de agora.
Coração sai pela boca e quer adentrar ao peito,relutante.
Dói bastante. Dói a dor. Dói o fluxo, relutante também.
Tudo em mim reluta,por ou não sobrevivência...
Embates.
Se vou,dor.
Se fico,dor.
Eu só queria amor!
Uma mão estendida,mostrando-me uma direção.
Quem há de querer sofrimento,comigo?
Então respiro fundo, e vejo que a estrada é só minha e de mais ninguém.
E tenho de selecionar meus pertences, desapegar-me à tantas coisas.
A bagagem não pode pesar tanto.
Nem de mais, nem de menos.
No fundo, bem lá no fundo,tenho discernimentos.
Sei que,preciso lutar.
Sei que não posso mais perder"pedaços"de mim ...e nem olhar pra trás ,os que já foram e apodrecem ...
Se há pote de ouro, no horizonte, não sei.
Mas farei contornos pra beber água de fontes seguras.
Não estranhe, se um dia eu levitar.
E se me ver volátil,é que deixei o que restava,um pequeno saco,que guardava e adornava,a dor.
Vire-me cinzas!
Por que estarei numa estrada suave, de volta pra casa.
Não chore, não te desejo dor.
Sorria!
Eu ganhei a LIBERDADE.
E, não perdi a essência do amor.

( Uma alma Feminina)

Tata Junq    

Do Projeto:Palavras ao Vento: Manhã.





Bom dia,Dia!
Bom dia,VIDA!
Bom dia, Sonhos!
Na manhã, fria,chuvosa,mágica ... há sentido.
A vida flui ...e estamos "acordados"!
Boraaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa...miguxus(as)!!!!!!
Tata Junq