sábado, 20 de julho de 2013

Poetando: Saga.



A bola rola.   
O pião gira.   
Os olhos,    
reviram  
águas,    
qual    
moinhos.   

E a vida,   

voa,   
mergulha   
e
afoga-se
no   
pranto,    
móvel,   
sem   
moinhos-de-ventos.   

Saga:    

tormentos.   

Tata Junq   
Enviar um comentário