quarta-feira, 26 de junho de 2013

Poetando: Valsear.



Que não a dor,
pra falar de amor?
Que não alegrias,
pra falar de amor?
Entre gemidos,
e
sorrisos,
valseio,
no baile-da-vida,
tão gigante,
no som toante,
em sinfonia.
Sem par,
sem ar,
sem hora,
amando,
amar.

Tata Junq
Enviar um comentário