quarta-feira, 26 de junho de 2013

Pensamentando: Projeto Palavras ao Vento.



No remanso das águas, meus pés gélidos e sós.
Cristalinamente vistos,perdidos,parados.
Ouso agitar as águas,num gesto afoito,desmedido em forças.
Espalhei águas, mas não saí do lugar.
Provei da minha solidão.
E doeu tanto,tanto,que nem sombra fiz, mesmo usufruindo de um Sol-de-Verão.

Tata Junq
Enviar um comentário